Adeus, ano velho... - Casando Sem Grana
Eventos

Adeus, ano velho…

Pois é…lá se vai mais um ano. Mais um ano de Casando sem Grana.
Eu poderia terminá-lo triste. Mas logo no finalzinho dele muitas coisas mudaram na minha vida. Pra melhor, claro. Por isso quero me despedir desse ano agradecendo a Deus pelas graças e compartilhar com vocês o por que me sinto tão plena e realizada com a vida que tenho hoje…

***

Eu venho de uma família humilde. Muito, mas muito pobre mesmo. Filha de mãe solteira e batalhadora, eu e meu irmão fomos criados no meio da dificuldade. “Hoje tem “mistura”, amanhã a Deus pertence…”. Nosso exemplo e alicerce sempre foi e sempre será a luta da nossa mãe para nos criar. Quantas vezes após trabalhar 14 horas por dia dentro de um ônibus ela nos levava em shows públicos para catar latas e trocar por alguns “Cruzeiros”. Lembra mãe? Eu não esqueço…

A vida toda foi assim. Vivendo ajudados, recebendo favores, mas sem em momento algum deixar de partir o pão com um semelhante na mesma situação que a nossa. Desde pequenos aprendemos a caridade. Crescemos ouvindo minha mãe dando Graças a Deus por nem eu e nem meu irmão nos metermos com drogas e tampouco com o crime. Muito pelo contrário: Até hoje, nem eu e nem meu irmão nos encostamos na vida e procuramos nada de errado. Não somos santos, mas também não somos escória social.

Deve ser por isso que procuro dar valor ao dinheiro e não me conformo com gastos absurdos para sustento do ego. Nunca passei fome, mas só o fato de ter que escolher entre vestir e comer, já me ensinou de que não posso sustentar um luxo desnecessário na vida. Não julgo os sonhos de ninguém e o que cada um faz com seu dinheiro. Só sei das coisas que acredito e espero não mudar nunca. Olho para as crianças que passam hoje pelo que passei um dia e repenso tudo o que como, o que visto e o que invisto em ajudar o semelhante.

Agora que somos adultos, gosto de olhar pra trás e ver o quanto estamos protegidos pela nossa educação e temor a Deus. Este ano passei no vestibular mais uma vez, mas com uma diferença: Poderei enfim cursar e arcar com os custos da universidade, pois antes era preciso escolher: Fazer curso superior ou ajudar em casa. Quero orgulhar minha mãe com a conquista de um diploma semelhante ao que ela teve de abrir mão ainda jovem para nos dar de comer.

Quantas vezes me rebelei com tantas dificuldades e tentei fazer as coisas da minha forma…Saí de casa com a promessa de nunca mais voltar para o “sofrimento”. FAIL! Eu sempre bati a cara e voltei para os braços abertos da minha mãe, que com amor, me ajudava mais uma vez a encontrar o caminho. Hoje moro num apartamento confortável em um bairro nobre e tranquilo. E eu sei que foi por Deus que cheguei aqui. A menina da favela que encontrou seu príncipe encantado que a ama e que junto com ela está construindo seu reino. A pessoa que me ajuda a ver as oportunidades que a vida oferece e me ensina todos os dias que ela não é só sofrimento. Agradeço todos os dias pelo marido que tenho, pois mesmo em seus defeitos, ele é perfeito aos meus olhos.

Já tive muitos empregos. O último deles, por exemplo, como assistente de projetos em empresa multi-nacional. Uh la la! Mas para me ensinar a baixar a guarda e perder a arrogância de ter cargo bom e currículo, Deus me tirou de lá em 2010 e me colocou em uma nova empresa em um cargo inferior. Muitas pessoas diriam que isso é castigo. Eu digo que é OPORTUNIDADE de crescer. Do zero. De baixo. Ganhando menos de 2 salários mínimos…

Eu não quero nunca esquecer dessas coisas que aprendi este ano: Que eu sempre venci na vida. Mesmo quando aparentemente perdi. Que eu aprendi, e mesmo quando errei, tive a oportunidade de aprender com o erro e procurei não pratica-lo outra vez. Que eu não sou melhor tampouco pior que ninguém. Eu tenho minha história, tenho minhas lutas e minha vida e vou procurar daqui pra frente fazer dela o melhor que eu posso. Demagogia? Utopia? Talvez. Só vou saber se tentar.

Eu creio que 2011 será um ano de vitórias inigualáveis na minha vida. Será corrido com certeza pois no roteiro tem: Faculdade, trabalho, casa e marido pra cuidar, casamento pra organizar e blog pra…blogar! hehehe. Mas eu fecho 2010 esquecendo as tristezas e agradecendo as vitórias. Aprendi muitas lições e espero em 2011 fazer o máximo de escolhas certas.

Pra mim, para minha casa, para os meus e a VOCÊ leitora querida e fiel deste blog, eu desejo um ano novo de reflexão e melhorias. Um ano de melhores escolhas. De menos reclamações e mais visão para agradecer o que se tem e invejar menos o do outro. De se pedir perdão e compreender que não somos nada. Que só Deus e uma boa dose de humildade irão nos exaltar no momento certo. De consciência financeira, dos sentimentos e do mundo em que vivemos.De maior cuidado com as crianças, com os idosos e os animais.De cuidados com a saúde. De harmonia com o interno e o externo.

Um ano vitórias. De paz e de conquistas.

Feliz Ano Novo!

Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto. Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome”. Salmo 100 versículo 3 e 4

Vejo vocês em 2011. De casa nova =] Beijos!

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d