Dia-a-dia | Tic tac, tic tac... - Casando Sem Grana
Casa nova, Vida Nova REFERÊNCIAS

Dia-a-dia | Tic tac, tic tac…

Olá, meninas! Tudo bem com vocês?

Perguntinha: Quanto tempo vocês tem de casadas? Alguma de vocês já tem filhotes?
Bom, eu não tenho mas, queria compartilhar uma questão com vocês…

Quando começamos a namorar as perguntas são:
“- Quando vocês vão noivar?”
Quando noivamos, vira:
“- Quando vai ser o casório? Quero ir, hein?” (Ô, observaçãozinha mais tosca…)
Quando casamos é:
“- Quando virá o bebê?”
E, pior ainda, quando você se casa após os 30:
“- Já encomendou o bebê? Olha lá, hein… não pode esperar muito! Olha o relóginho ‘tic tac tic tac…”
Geralmente essa última vem acompanhada de um sorrisinho meio cínico de canto de boca e um apertar de olhos bem característico, cheio de inconveniência.

Alguém aí se identificou? Eu sim.

Aí vejo minhas amigas, a maioria mães. Fico olhando fotos daqueles bebezinhos fofuchos, com suas bochechas gordas, cor de rosa, seus pés de pãozinho de batata, aquela boca banguela e aqueles barulhinhos fofos que eles são especialistas em fazer, e me pergunto:

“- Não deve ser tão ruim assim, não é?”

Depois desse breve momento de encantamento me lembro que nunca quis ter filhos.

Oooohhh! Uma legião de meninas agora pode se preparar para me apedrejar. “Como nunca quis ser mãe???”. Não tenho vergonha de dizer: Sim, nunca me vi como mãe. E acho que muitas meninas também não.

Não porque não gosto de bebês. Pelo contrário: Acho fofinhos e acho que deve ser mesmo uma viagem muito doida colocar um serzinho no mundo, carregar na sua barriga, sentir o crescimento, dar papinha, escutar o primeiro “mamãe”, deixar na escolinha, chorar com a primeira briga…
Deve ser uma coisa única, com toda certeza. Mas não sei se me acho capaz de gerar essa vida, de ser a única responsável pela vida que essa pessoa terá quando tiver a minha idade.

É, complexo demais. Mas a questão é a seguinte, de uns tempos pra cá observando minhas amigas, pensei numa coisa. Será que em determinado momento, depois que já nos casamos e vemos nossas amigas tendo filhos, a “vontade” de ser mãe aparece meio como pressão da sociedade?
Será que o que estou sentindo (e muitas outras meninas também) é mesmo a vontade real de ser mãe? O “relógio biológico” apitando ou é aquela sensação de “ser a última menina da classe que ainda não beijou”? Vocês entendem do que estou falando?

Conversei com uma amiga outro dia e ela também está passando pelas mesmas dúvidas que eu.
Demoramos a encontrar nosso grande amor, casamos com mais de 30, não curtimos muito porque trabalhamos demais, víamos os namorados somente aos finais de semana e bla bla bla. Agora é que podemos estar juntos, viajar, curtir e justo agora começamos a pensar em filho?

No meu caso, pelo meu histórico de nunca ter tido esse desejo de ser mãe, acredito que é um pouco da sensação de “última da classe”. Já para aquelas que sempre quiseram ser mães, acho que é o relógio apitando mesmo.

E pra vocês, como é esse lance de ser mãe? Como estão as cabecinhas recém casadas??

Adoro minha coluna/desabafo com vocês! Acho que vou abandonar a terapia! Hahaha…

Beijos!

Tags

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d