Dia-a-dia | Datas comemorativas em família - Casando Sem Grana
Casa nova, Vida Nova REFERÊNCIAS

Dia-a-dia | Datas comemorativas em família

 

Olá, gente!

Como foi o Dia das Mamis?

Alguns passaram separados, né? Outros juntaram as famílias?

Pois é… conversando com uma amiga hoje de manhã e falando sobre a nossa programação de Dia das Mães, ela comentou que iriam passar separados, cada um com sua respectiva mami.

Aqui também foi assim, e sempre é.

“Ah, mas junta todo mundo!”


Então… não é tão simples assim. Pelo menos não em todas as famílias.

Lembra que comentamos em colunas anteriores que casr já é difícil, porque é a união de duas pessoas completamente diferentes, com costumes diferentes e tal?

Agora imagine unir quatro, cinco, 10 pessoas diferentes? Cada uma com um costume, uma personalidade e um humor?

E quando tem muitas crianças então? Aquela bagunça e seu pai não achando a menor graça?

Em ocasiões como a festa de casamento, por exemplo, é um caso isolado, é uma vez só na vida, não é uma situação que se repetirá sempre. Mas datas comemorativas se repetem com certa freqüência, e algumas pessoas podem não gostar de ter que compartilhar desse momento com pessoas que não tem convívio diário.

Soa estranho para você? Talvez porque você tenha uma família mais flexível, mais tranqüila em relação a essas ocasiões.

Mas para outras talvez não seja assim. Alguns membros da família podem ser mais metódicos, mais críticos, ou simplesmente gostam de mais tranqüilidade.

Eu particularmente não vejo problema nenhum nas famílias não se juntarem para todas as comemorações.

Aniversários, tudo bem. Família do aniversariante é de praxe, e do cônjuge são convidados. Geralmente é assim.

Mas ocasiões como dia das mães, dos pais, Natal, não vejo a necessidade de juntar as famílias. Alguns gostariam, mas quando não é possível, não vejo problema.

Acho mais importante o novo casal entender que sua família continua sendo a mesma família que conheceu desde que nasceu, e não é porque você se casou que sua família tem que casar com a família do parceiro(a), certo?

Algumas famílias levam tradições e costumes muito a sério, preferem passar essas datas comemorativas somente entre família. Ou simplesmente porque esse é o jeito deles. Não significa que eles não gostem da família do seu marido (ou mulher) ou algo do tipo.

Passar as datas comemorativas separados não deve ser um tormento nem um estresse para nenhum casal.

Encarar com naturalidade e respeito é o mais importante!

Aqui em casa, por exemplo, é um pretexto pra gente ficar longe um pouquinho e voltar com saudades e namorar um pouquinho! =)

E para vocês, como é?

Beijinhos de Sushi

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d