Casa Nova, Vida Nova - Um armário e um portãozinho - Casando Sem Grana
Casa nova, Vida Nova REFERÊNCIAS

Casa Nova, Vida Nova – Um armário e um portãozinho

Vocês se lembram do seriado? Pois é… a coluna não tem nada a ver com ele! =P

Essa semana eu estava aqui no trabalho me vendo doida esperando o entregador da Americanas.com. Rastreava o pedido de meia em meia hora.

“Oba! Separando pra entrega!”

“Aeee… preparando para envio!”

“Na transportadora! Já já chega!”

“Ué, não tava na transportadora?? Por que não chegou? Vou ligar lá!”

Tudo bem, meu nível de ansiedade é um pouquinho (??) fora do normal. Mas essa semana eu estava exacerbada já.

“Fernanda, mas que tanto você espera dessa Americanas, hein? Comprando besteira já, né?”

“Não, mãe, relaxa! A senhora vai ver!”

“Fernanda! Entrega pra você!”

Quando volto pra minha sala, voltamos eu e um negócio branco.

“Fernanda, esse auê todo é por causa dessa caixa e de um varal??”

“Não, pai! Isso é um armário pra minha lavanderia e um portãozinho de cachorro!!”

Hein?? Ah, não! Deixa só minhas amigas de balada ouvirem isso! Hahaha…

Aliás… amigas de balada. Coisa que só existe nas minhas fotos, né?

E todo esse acontecimento marcante, essa compra super importante, me fez tão feliz quanto ganhar VIPs para aquela balada mega privada, onde só tem convidados globais e etc.

Ah… novos tempos… novos tempos.

Depois que casamos as coisas que antes nos deixavam eufóricas hoje já não fazem mais sentido. Seja convites pra balada ou qualquer outra coisa que te fazia feliz.

Os assuntos já não são mais os mesmos. Aliás, coisas que costumávamos perder horas falando e fazendo, hoje nos parecem coisas tão… banais.

Hoje a gente se pega feliz por encontrar um utensílio de cozinha lindo. Ou uma almofadinha que tem tudo a ver com a sala. Ou achar um tutorial na internet daquele quadrinho super fofo pra colocar no lavabo. Ou aquela receita que vai fazer o maridão babar!

As coisas mudam, né, meninas? Nossa vida passa a ter um sentido diferente.

Claro, continuamos a amar nossas amigas, passear (e gastar!) no shopping, gastar um tempinho no cabeleireiro. Mas nossa idéia de felicidade muda um bocadinho.

Ter a casinha dos nossos sonhos, passear no Ceasa de domingo de mãos dadas com o maridão, levar o cachorro pra andar no parque e parecer aqueles casais de comercial de margarina nos dá uma sensação muito feliz, não dá?

E o que tem a ver o armário de lavanderia e o portãozinho de cachorro?

Ah, vocês nem imaginam como me deixa feliz chegar em casa todos os dias e encontrar minha área de serviço sem cocô e sem vassouras roídas, e todos os meus amados produtos de limpeza todos organizadinhos por função!

Se alguém me perguntar HOJE o que é felicidade, eu digo que é isso: um armário e um portãozinho. Coisas em seus devidos lugares e só entra quem eu deixar.

Dá uma boa metáfora, não?

Beijos de sushi,

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d