Pimenta nos olhos dos outros - Convidados pelo fornecedor - Casando Sem Grana
Planejamento

Pimenta nos olhos dos outros – Convidados pelo fornecedor

Vou tentar tornar isso uma série “Pimenta nos olhos dos outros é refresco”. Afinal de contas existem diversas situações na vida, e nos casamentos, que quando acontecem me veem logo esta frase na cabeça.

Sábado tivemos um casamento pela assessoria econômica do dia. Camila e eu fomos auxiliar um casal muito querido e feliz (que aliás, teve um casamento muito muito bonito onde a noiva colocou muito a mão na massa e depois virá nos contar tudo o que fez =).

Bom, no meio da organização de tudo chega um casal em trajes completamente descontraídos (leia-se calça jeans, tênis e camiseta) nos dizendo que alí estavam para assistir o DJ tocar a convite do próprio (!!!)

Oi?

Camila então foi até eles e disse bem assim: “Desculpe perguntar, mas vocês gostariam que no casamento de vocês pessoas desconhecidas viessem participar da festa, comendo e bebendo a custa de vocês com o pretexto de ouvir o DJ tocar?!”

Olha gente, eu posso parecer a maior doidona deste mundo, mas o que vocês não sabem é que eu sou super tímida e naquele exato momento eu não sabia onde enfiar a cara tamanho foi meu susto com a resposta dela.

A moça ficou sem saber o que dizer e eu chamei a Cami num canto pronta a perguntar se ela tinha ficado maluca. Daí ela me explicou dizendo:

“Sam, pimenta nos olhos dos outros é refresco. Este casal batalhou para ter este casamento, pagar todos os fornecedores e daí vem um deles e convida pessoas de fora, sem o conhecimento prévio dos noivos para festejar a custa dos noivos com o pretexto de “ouvir o dj tocar”? Você acha isso justo?”

Fiquei mais uma vez sem saber o que dizer pensando nas palavras dela. Certa ou errada na abordagem, ela garantiu que os noivos não fossem cobrados depois pelo buffet por estes “convidados” extras sem nem saberem do que se tratava. Pra completar, a cerimônia já havia começado e o DJ não tinha aparecido! Nós é que tivemos de ligar para ele e lembrá-lo de vir ao casamento e atender, fora do salão, o casal convidado por ele.

Quedizê.

Então gente, este post aqui é um alerta para vocês. Guardem bem esta instrução: Ao fechar com um fornecedor, pergunte a ele (e que se possível isso fique registrado em contrato) quem irá acompanhá-lo no dia do seu casamento e deixe muito claro que é SEU CASAMENTO e não um show a parte para que ele tenha “convidados” a assití-lo tocar, servir, ou fazer qualquer outro tipo de coisa.

Não estou aqui condenando ninguém que apóia esta prática. Eu mesma já fui convidada a acompanhar alguns fornecedores em casamentos e simplesmente ignorei, justamente por pensar nos noivos. Mas se você acha que está tudo bem de ir a um casamento alheio para se certificar dos serviços de alguém, talvez você precise repensar sua confiança nos serviços que está prestes a contratar. Ou ainda cobrar, antes de fechar o contrato, uma amostra do trabalho em fotos, vídeo e recomendações de terceiros e não se prestar a uma situação dessas, chata pra você e seu noivo e para os noivos que estarão se casando. Mesmo assim você pode ter problemas com ele? Pode, ué! Assim como pode chover. Podem acontecer imprevistos mas, quanto mais você conhecer o trabalho dele antes, mais saberá se estes problemas poderão vir ou não.

 

Fica a dica.

 

Beijos!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d