Noivado real e econômico | Isis e Erbertt - Casando Sem Grana
HISTÓRIAS REAIS

Noivado real e econômico | Isis e Erbertt

Eu já ouvi muita gente dizer que tem MEDO de festas econômicas.

Medo?

É. De ficar feio e “pobre”. Sim, estamos aí em pleno século 21 inventando máquinas fantásticas e ao mesmo tempo sem conseguir acabar de vez com a miséria e as doenças do mundo e vem alguém me dizer que está PREOCUPADO com a estética da comemoração do TERCEIRO!

Absurdo. Cúmulo como as pessoas estão aí para comparecer nas nossas comemorações para nos julgar e dar sentença. O que é feio e pobre? Pra mim é falta de educação e humanismo. Saiba você que onde existem AMOR e SINCERIDADE, não há espaço para se preocupar com nada disso. Talvez você esteja aí toda-toda com medo da “simplicidade” do seu casamento desagradar as pessoas. De que só vai servir churrasco e vinagrete e vai ficar “feio”. De que muita economia, mão na massa e arranjos de papel não podem resultar em algo verdadeiramente bonito.

Pois, se você pensa assim sobre você ou sobre alguém, o noivado de hoje vai te mostrar totalmente o oposto e a noiva carioca de hoje conta tudo…

Olá Sammia, tudo bem?

Estou escrevendo pra você, porque, primeiramente, gostaria de te agradecer por todas as coisas legais que já passaram no blog, e pelo fato de você não nos deixar sozinha. É muito bom saber que tem gente coerente no mundo casamentício rs
Enfim, no dia 21/04/2012 foi meu noivado. Mais que um noivado, foi a celebração de um amor e também um encontro muito íntimo entre nossas famílias, padrinhos e amigos mais chegados. Já estávamos com data do casamento marcada mas queríamos fazer um encontro das pessoas mais importantes pra nós e, de quebra, ficarmos noivos. Alianças compradas, marcamos o dia e o local. Como não estamos podemos gastar muito, por conta do casamento, decidimos comemorar em um restaurante mineiro que tem aqui no Rio de Janeiro. A menina que nos atendeu reservou a varanda do local e disse que eu poderia decorar do meu jeito levando flores, bolo e etc. Pensei em algo simples e bonito. O bolo nós ganhamos da dona do buffet do nosso casamento e ficou liiindo. É bem parecido com o seu. O resto da decoração foi toda feita por mim e pela minha mãe. Os vasos, as flores e o topo de bolo. Os desenhos dos vasos eu fiz com cola alto-relevo e depois pintei com tinta branca fosca pra imitar porcelana. Haja paciência e criatividade pra fazer os desenhos nos vidros! As flores eu mostrei um tutorial pra minha mãe e ela pegou rapidinho. Pra arrrematar, tive a idéia de pingar 1 gota de essência de alfazema em cada uma delas, pra deixar perfumadas. No meio de cada vaso, “camuflamos” um lápis verde que também colocamos as tulipas de tecido. Era um mimo à mais. Com a decoração toda gastamos R$100,00, e todo mundo AMOU!
Ah, e o pedido?! Não poderia deixar de te contar como foi o pedido…
O Erbertt é muito tímido e fala super baixo. Eu achei que o pedido seria uma coisa simples e formal mas ele me surpreendeu quando pegou o tablet e começou a tocar “When I’m sixty four” e “O Tempo” dos Móveis Coloniais Acaju. Eu comecei a chorar! Depois eu vi que ele tinha feito slides com uma declaração liiinda de amor e, por ser tímido, decidiu mostrar as frases pra que todos pudessem ler junto com ele. Foi lindo, emocionante, e a cara dele. Eu amei! Nem achei que fosse ter mais pedido de casamento “de fato”. Já estávamos com data marcada e tudo, mas ele me surpreendeu e eu adorei!”

 

Ficha Técnica

Fotografia – Natalia Weber

 

Beijos!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d