Comes e Bebes | A tendência dos Bolos Desconstruídos - Casando Sem Grana
Bolo e doces Cardápio

Comes e Bebes | A tendência dos Bolos Desconstruídos

Olá moças e moços, tudo azul no paraíso? (frase do século passado)! Huahuahua… Espero que sim! Eu estou aqui no corre >>> corre, mas sempre com a cabeça no CSG, acordo e durmo pensando em ideias novas para trazer aqui! Espero estar ajudando vocês nesse processo pré, durante e pós-casamento.

***

Bem, hoje vou falar dessa nova “Moda” para os casamentos: Os bolos desconstruídos. Essa tendência trata-se de um bolo que não recebe finalização de cobertura, ou seja, ele é bem mais rústico do que os tradicionais de pasta americana (éca …), chantilly e glacê real, na teoria ele deve ser um bolo bem mais molhado e com uma dose extra de recheio para que sua aparência se torne mais apetitosa, podemos usar frutas e flores naturais para decorá-lo, e assim criar um visual mais agradável aos olhos.

Pontos positivos de um bolo desconstruído:

  • Custo Baixo
  • Facilidade de Preparo
  • Totalmente adaptável em casamentos diurnos
  • Totalmente adaptável em casamentos em chácaras, no campo, praia, em churrascos e em recepções simples.
  • Não utilização de Isopor para criar camadas falsas

Pontos negativos de um bolo desconstruído:

  • A massa tem que estar PERFEITA! Qualquer parte quebrada ou rachada vai aparecer.
  • Massa ressecada
  • Dificuldade de Transporte
  • Durabilidade

OK. Agora na Prática: Eu vou mostrar umas fotos retiradas do Santo Google e te convido a fazer uma breve reflexão comigo a cada agrupamento de fotos. Vamos lá?

***

Nas fotos abaixo percebemos: camadas de massa e recheio exatamente iguais em termos de proporção (eu acredito nesse modelo, como o ideal), já que o bolo não possue cobertura, nada mais justo do que possuir uma generosa camada de recheio para compensar.

Se opondo a teoria anterior, as fotos abaixo ilustram bolos com camadas grandes de massa e pouco recheio. Partindo desse dilema, ou molhamos muito bem esse bolo com uma calda ou ele poderá ficar demasiadamente seco.

Outros Modelinhos de Bolo:

Depois desse Tsunami de fotos, vou dar umas dicas de como deixar seu bolo desconstruído mais bonito:

  • Unte e enfarinhe MUITO BEM a forma do bolo, nesse caso não podemos deixar nenhum espaço da forma sem untar e enfarinhar, principalmente as lateriais, pense nisso como sendo o acabamento do bolo, então tem que caprichar!
  • Para molhar use: Calda de cereja, calda de açúcar com raspas de laranja ou calda de frutas em conserva! Fica D-I-V-I-N-O. Nada de usar leite ou refrigerante para molhar o bolo, isso faz com que ele fique azede com facilidade.
  • Escolha recheios mais consistentes: Doce de leite, brigadeiro branco, brigadeiro tradicional, trufa e creme de confeiteiro.
  • Para finalização, podemos usar o clássico açúcar de confeiteiro polvilhado, flores e frutas como morangos, frutas vermelhas e frutas amarelas pequenas, raspas de chocolate e confeitos em geral.

E qual massa usar?

Eu acredito no Pão-de-Ló até que a morte nos separe, por ser um bolo neutro, esponjoso e que vai segurar muito bem o seu recheio. Anota a receitinha no caderninho:

Pão-de-Ló Infalível

6 claras

6 gemas

6 colheres de sopa de farinha de trigo

6 colheres de sopa de açúcar

2 colheres de sopa de fermento em pó

Preparo: Peneire os secos e reserve. Bata as claras em neve até formar o ponto de pico duro (foto abaixo), junte as gemas uma a uma e continue batendo até formar uma espuma amarela. Junte a mistura seca peneirada aos poucos, misturando levemente, unte e enfarinhe uma forma. Asse (180°C) até ficar firme, não precisa dourar. Espere esfriar totalmente para usar.

Dica: Para o Pão-de-ló de chocolate, adicionar 6 colheres de sopa de cacau em pó, misture na parte seca e siga a receita normalmente.

Fazendo um balanço dessa tendência:

1)      É um bolo simples, rústico e que pode combinar (e muito) com nossos casamentos econômicos, para vocês terem ideia, no meu casamento, o bolo será desconstruído, pois o Vinícius e eu não gostamos de pasta americana. Fatão#.

2)      Com relação ao tempo de duração desses bolos, eu aposto no máximo 3 dias dentro da geladeira, depois ele fica com aquela cara de bolo velho de padaria, enquanto os de pasta americana podem durar até 1 semana e meia numa boa, sem alteração de cor, sabor e textura.

3)      Em um sentido oposto: Esse bolo pode ser montado na hora do casamento! Coisa que não acontece com um de pasta americana, aí eu vejo a vantagem em fazer um bolo assim: Assar a massa um dia antes e montar pela manhã, ou a noite para comer de manhã, ou no meio do dia para comer a tarde. Entendem a facilidade? E o melhor:  poder servir um bolo fresco para os seus convidados!

 

O que você achou dessa nova tendência? Vocês fariam em seus casamentos? Comenta aqui abaixo ou me mande um e-mail no gabi@casandosemgrana.com.br!

 

Beijão no Coração!

 

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d