Por onde começar | O casamento organizado pela sogra rYca - Casando Sem Grana
Planejamento

Por onde começar | O casamento organizado pela sogra rYca

Oi meninas, tudo bem?

Recebemos há uns dias um email de leitora que estava arrancando os cabelos com um problemas que é bem comum: a sogra interferindo de forma abusiva na festa do casamento. Alguém aí já viu esse filme???

O problema dela ia ainda mais longe, pois a sogra era ryyyca!!! E quem estava bancando a festa??? Ela mesma!!!

Meninas, antes de continuar eu quero deixar aqui registrado que amo de paixão minha sogra!!! Na verdade acho que ela é um presente de Deus como compensação na minha vida, pois já tive sogra tão, mas tão Djára que eu me tremo só de lembrar!! Ah!! Djára é o apelido secreto da sogra de uma amiga, pois Djára é uma forma carinhosa de abreviar Djáraraca!! hahaha

A nossa colega do e-mail pedia conselhos de como lidar com tudo isso. Eu sei que quando a gente escolhe o nosso príncipe e é escolhida por ele, existe uma série de fatores que vem junto com esse encontro. Um deles é a família. Alias, são as famílias, pois são duas!!! Nos dias de hoje lidar com sogras está menos problemático do que antigamente, pois fala-se tanto do assunto da invasão de algumas sogras, que acho que elas estão menos abusadas. O que acham??? Essa é minha impressão…

Mas voltando..Ai você se apaixona. Ele se apaixona. Vocês namoram e sonham em dividir o mesmo teto. Ele te pede em casamento e, pimba: vocês não tem grana!!! Minha cara, não ter grana é muito subjetivo, certo? Por exemplo, eu não tenho grana, meus pais não tem grana, meu noivo? Sem grana! E família dele, adivinha? Sem grana também. Mas aí eu e ele demos uma apertada no cinto latindo no quintal pra economizar o cachorro e estamos em busca do nosso sonho sem ajuda da família. Mas tem noivos que tem os pais pra ajudar, caso da nossa querida leitora, e é aqui que começam alguns problemas.

Algumas famílias bem sucedidas não eram assim tão bem sucedidas quando se casaram, e o casamento dos filhos é uma forma de realizar um sonho que não foi possível, muitas vezes, por falta de grana.

Aí a situação financeira melhorou, os filhos cresceram e vão casar. A sogra se sente no direito de dar todos os pitacos, de impor convidados na lista, de escolher cores, flores, serviços, tudo!!!! Gente, quem nunca viu isso que atire a primeira pedra!!! Uma amiga desistiu de casar quando viu a fúria do Jedi em forma de sogra pra mandar em tudo: Tem que ser na igreja! Tem que estar de branco! Tem que ter flor de laranjeira! Alôôôô….dá vontade de dizer que o tempo dela se casar passou, certo? Mas meninas, eu tentei entender o lado da sogra pra mostrar um problema e apresentar uma solução também. Já contei que quase fiz psicologia???? rs

Acho que tudo nessa vida tem um meio termo, e até a pessoa mais cabeça dura vai te ouvir se você falar do jeito certo. Eu não gostaria de ter uma festa de casamento cheia de gente que eu não conheço, sabe? Esse seria um ponto que me incomodaria, mas manda a etiqueta (a phynaaa), que se os pais pagam a festa, eles podem chamar 1/3 dos convidados. Razoável?? Acho razoável sim, até pra mim, que sou resistente à gente estranha na festa. Não é só etiqueta, é bom senso também, é carinho pela família, e cedendo em alguns pontos, ela vai ceder em outros.

E sempre repetindo o mantra: Se é ela quem está pagando a festa, isso dá a ela alguns direitos!! Sejamos razoáveis!

Ela quer uma décor vermelha, preta, roxa, sei lá, uma cor que você odeia de arrepios! Você já permitiu um monte de convidados e o seu sonho é um casamento em tons de nude. Estamos tratando de sonhos, os meus, os seus, os nossos e, claro, os dela! Então vamos argumentar com base em sonhos. Ela quer DJ, você sonha com uma banda. Hora de entrar o bom senso de novo em jogo: banda é muito mais caro, quem paga pode pechinchar né? Então eu sugiro que economize em um outro ponto do casamento para ter como argumentar, ou então que pense positivamente sobre o quanto o DJ vai animar sua festa!

Muitas vezes a gente acha que contra a sogra devemos usar o filho dela. Isso é uma bola de neve, meninas. Ele ama a mãe. Ele ama você. Não coloque seu querido nessa situação. Claro que existem limites em uma relação mãe-filho-nora, mas tente se acertar com ela sem causar problemas ao seu relacionamento. Sogras podem destruir um casamento. E isso vale para o quanto você permite a interferência da sua mãe também…

Toda relação precisa de equilíbrio, e tudo seria perfeito se fosse fácil de atingir esse equilíbrio. Mas um bom exercício para lidar com este problema especifico é pensar que o casamento é mais do que uma festa da noiva, é uma festa para juntar duas famílias, para nascer uma nova família, é uma comemoração em família! Tente ser flexível, tente ser paciente, pense que esse momento maravilhoso e lindo, pode estar consolidando mais do que o seu sonho de se casar, pode consolidar o sonho da sua sogra, aquela mulher que às vezes é implicante, mas que gerou esse cara aí do seu lado, que só de você olhar seus olhos brilham e você suspira!!! Ela merece seu carinho, mas se isso for impossível (e eu sei que pode ser) dedique à ela pelo menos o seu respeito. Afinal sem ela não teria festa, não teria noivo, não teria nada! ; )

Meninas, esse é um assunto delicado, e eu coloquei aqui minha experiência com uma sogra difícil e também tentei me colocar no lugar dela, que esta investindo numa festona linda pra o filho e pra nora. Sei que vocês podem ter opiniões diferentes, e vou ficar muito feliz se derem suas dicas de como lidar com esses e outros problemas ali nos comentários, ou por email, no já conhecido:

erika@casandosemgrana.com.br

E olha só, mandem sugestões de pauta, pois a gente atende, viu?!

 

Beijosss

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d