Contagem regressiva | Dia Zero - Casando Sem Grana
HISTÓRIAS REAIS

Contagem regressiva | Dia Zero

Eu consegui dormir!

Sim, dormi bela feliz e tranquila. Lógico que demorei para pegar no sono pois eu tentava verificar o que estava faltando, mas consegui dormir depois que fiz um e-mail com as pendências. Tendo tudo isso feito acordei feliz, no horário e sem preocupação. Todos me apressando mas como estava tudo no horário eu lá, tranquila e reluzente.


Tomei café e em seguida um banho e esperei minhas amigas maquiadora e cabeleireira chegarem. Veio comigo a mãe, a sogra e mais duas amigas-madrinhas. Eu fiz questão que todas se arrumassem juntas pois assim eu ficaria mais relaxada, todo mundo junto, conversando, o tempo ia passar igual para todas nós. A fotógrafa pirou no macking-off e tava lá toda companheira também. Foi tudo absolutamente tranquilo. Eu não desgrudei do celular, minha melhor escolha na vida foi a assessoria: preço honesto e trabalho sensacional. Quando eu lembrava de algo que me afligia eu corria para ver com elas como estava tudo no salão e elas me tranquilizaram o tempo todinho. O casamento era as 11 horas, as 10:15 meu amigo chegou para me buscar. Eu fiquei pronta as 10:30 e fui tirar umas fotinhos de noiva e saí para a igreja as 10:45. Cheguei lá as 11 horas mas uma madrinha estava por chegar…

Agora é aquela hora que você fica completamente sozinha. Você se sente anônima. Tá ali, você e seu vestido, seu buquê, na frente da igreja que você sonhou, vendo de longe todas as pessoas que você ama super sorridentes… Eu me concentrei (e dá para ver na foto como eu estava concentrada) e só passou na minha cabeça que tínhamos feito o nosso melhor. Nos entregamos para aquele dia de corpo e alma. Foi tudo milimetricamente planejado, calculado, tudo pago, tudo conferido, agora era só deixar acontecer.

Nem a madrinha atrasada me tirou do sério, esse raciocínio descrito acima me deixou tão absurdamente tranquila que eu não fiquei nem brava, nem magoada, nem chateada nem nada! Aliás, a madrinha atrasada devia estar tão nervosa, tão magoada e tão abalada de ter se perdido no caminho que eu fiquei até preocupada com ela! Pois é. Um sentimento tão abençoado passando ali por mim que já me sinto um ser humano melhor só de ter estado ali, naqueles minutos dentro do carro. Fiquei lá das 11 até umas 11:10 mais ou menos.

Logo que o noivo e os padrinhos entraram eu saí do carro. Ah não via a hora de sair de lá! Eu levantei, me espreguicei, olhei em volta, admirei aquela bela manhã de um feriadão na minha querida Sampa, posei para fotos e fui procurar meu pai. Ele tava ali todo bonitão me esperando, nos abraçamos, beijamos e respiramos fundo. Eu peguei no braço dele tão apertado e fiquei ali olhando para ele. E o meu pai concentrado, olhando para frente. Que carinho de momento. Eu até comecei a ouvir a clarinada mas bem baixinha, como uma música de fundo bem distante. As assessoras sorrindo profundamente, isso eu lembro bem, elas estavam super emocionadas, mas como eu não ouvi a música para mim o importante era andar sem tropeçar. Lembro bem, o importante aquela hora era costas ereta, cabeça para cima, sem tropeçar! A porta abriu…

Dei 2 passos, percebi que dava para ir e fui. Ah nessa hora que eu olhei para o noivo e via que ele me olhava eu lembro perfeitamente: fiquei hipnotizada! Eu só via ele na minha frente. E sentia uma energia muito gostosa vindo das pessoas que estavam ao meu redor. Não sei se andei devagar ou rápido, nem vi decoração como tinha ficado. Não ouvi a música. Só via meu amor na minha frente. É muito mágico. Muito.

A cerimônia religiosa foi na igreja católica. Eu sou católica por opção própria e vivi toda a minha religiosidade até hoje no catolicismo por opção própria. E eu me emocionei muito com a cerimônia toda, foi lindíssima. O padre estava com a inspiração divina ligada no 220 V e falou muito sobre a amizade… achei incrível pois eu e o meu marido fomos muitos anos somente amigos e depois de algumas coisas terem acontecido, há 2 anos e meio nos tornamos namorados.

Impressionante a cerimônia ter sido tão linda e eu também me lembrar dela né! Pois é tanto nervoso, tanta coisa mas eu prestei atenção em tudinho e sou muito grata de ter tido uma cerimônia tão linda. Todos elogiaram muito, tanto a beleza da igreja quanto a postura do padre. Ele fez um sermão bonito mas toda a cerimônia foi curta. Meio dia em ponto já estava toda a caranava indo para a festa!

Dizer sim, falar as palavras de Deus, trocar as alianças, tudo isso é muito emocionante, mas a gente tava tão feliz nessa hora que fizemos tudo com muita tranquilidade. Eu chorei em alguns momentos, mas nada que me impedisse de falar ou que estragasse a maquiagem.

Na hora dos cumprimentos também o sentimento já era de felicidade. Eu abracei um por um com alegria! Eu chorei bastante, mas era de alegria nem fiquei borrada nem inchada, nada, foi completa alegria.! Eu imaginava que nessa hora você vai lá dar um abraço e se mata de chorar, aaah meus pais e buá chora tudo… que nada!

Na saída da igreja também foi um barato. A música que eu estava mais ansiosa para ouvir era a saída dos padrinhos, enquanto eles saíam eu fiquei dançando no altar, felizona da vida!

Chegou nossa vez de sair e fomos indo, indo, os padrinhos se ajeitando com os balões lá fora, tudo rápido pá e tal mas eu fiz questão de parar para fazer a minha pose segurando o buquê! Mas foi tudo rápido mas não por isso deixou de ser divertido!

Minha mãe é um verdadeiro capítulo a parte. Ela acordou cedo comigo, arrumou as coisas para que eu não esquecesse de nada, se preocupou com os mínimos detalhes, fez o vestido, caprichou no arranjo de cabelo, fez o vestido dela, consertou o vestido da minha cunhada, deixou todas as coisas do meu pai prontas e principalmente cuidou de mim. Ficou comigo até o último segundo, sempre atenta, sempre preocupada, sempre observando, pelas fotos eu vejo o quanto ela estava me admirando quando na verdade eu que a admiro de montão.  Ela esteve perfeita e eu sou muito feliz de ter vivido tudo isso bem juntinho dela! Tks mamys!

E o dia do meu casamento foi assim… teria muito mais coisa para escrever, outras perspectivas, outros detalhes mas tentei focar em como as emoções fluem no dia do casamento. Coisas que eu imaginava que seriam de um jeito e que foram mais suaves… espero ter ajudado a amenizar as expectativas de vocês e de alguma maneira ter ajudado tornar o sonho de vocês um pouco mais próximo!

 

Beijocas!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d