Noivado Real e Econômico | Piquenique no Jardim Botânico - Casando Sem Grana
DISTRITO FEDERAL Inspiração Noivado

Noivado Real e Econômico | Piquenique no Jardim Botânico

Oi meus amores…

Hoje vim apresentar meu noivado fofo que custou R$ 368,00 e vai inspirar vocês!

Vocês leram aqui minha declaração de amor para o meu pretinho e me viram dizer que tudo começou com o João tirando minhas sandálias e me colocando pra dançar. E literalmente foi assim. Só que essa história iniciou sua trama quando ainda nem éramos nascidos e nossas famílias chegaram a Brasília na década de 70. Começamos a namorar acreditando ser um encontro inédito, mas não era, vivemos uma história meio que de “Romeu e Julieta” e passamos por várias provações (muitas mesmos), mas permanecemos firmes, fortes e unidos.

Por essas e outras coisas, nosso noivado não poderia passar em branco. Porém, quando decidimos nos casar, não tínhamos alianças e nem verba pra elas. O João me pediu em casamento com anéis de plástico que guardo com muito amor, mas que não poderiam figurar num noivado oficial, né? … Por isso, a festa de noivado foi ficando pra trás e quase sumiu do nosso foco quando os orçamentos começaram a chegar. O dinheiro foi direcionado para nossa casa e matrimônio e faltando 6 meses para nosso casamento, eu ainda não tinha a bendita aliança. Até que a Sam nos apresentou as Lojas Rubi, quem lembra?

No site da loja encontrei exatamente o modelo que estava há uns anos na pastinha de inspiração. Compramos, pagamos e recebemos em perfeito estado.

Com as alianças em mãos o desejo antigo de fazer um piquenique de noivado veio à tona. Lembro que comentei isso no post do noivado da Fabiana. No início do namoro o João e eu fizemos vários piqueniques. Na época eu trabalhava de frente para o parque na cidade e nosso horário de almoço era um ótimo pretexto para dividir lanchinhos e beijinhos sentados na sombra de alguma árvore. Portanto, o piquenique era o formato perfeito para celebrarmos esse momento.

Apesar de adorarmos o parque da cidade, o local escolhido foi o Jardim Botânico. Lá, além de ser lindíssimo, tem uma área própria para piquenique com mesas e bancos de madeira, banheiros próximos e parquinho para as crianças.

Marcamos para o domingo pela manhã. E decidimos convidar apenas a família e os padrinhos, cerca de 30 pessoas. Muita gente achou estranha a ideia do piquenique (Ahh, os candangos acostumados com o glamour), alguns até faltaram. Mas quem foi, ficou rendido e apaixonado pela ideia.

Lugar, dia, horário e pessoas queridas convidadas, o próximo passo foi colocar a mão na massa:

– Fui ao Taguacenter (Comércio especializado em festas e artesanato, em Brasília) e comprei um tecido quadriculado nas cores branco e vermelho para usar como toalha (depois acabei usando apenas duas faixas do tecido para não esconder a beleza da mesa). Comprei tecidos florais para encapar algumas latas e dois metros de chita quadriculada para forrar o chão (que acabei nem usando). Também comprei potinhos de vidro para a lembrancinha, bolinhas de sabão para as crianças brincarem, palitos, papéis de scrapbook, feltro e fita para enfeitar. Tudo custou R$ 80,00;

– As comidas também ficaram por nossa conta, mas algumas madrinhas acabaram levando bolos, docinhos e sanduiches. No cardápio tinha bolo de chocolate e cenoura, cupcakes, naked cake, torradinhas, patês, sanduiches, brigadeiro enrolado e de colher, mousse de maracujá (que a madrinha coruja fez pro noivo), torta de frango, café, chocolate quente, iorgute, sucos e frutas. Na correria, deixamos uma caixa cheia de comida lá em casa e mesmo assim, sobrou muita coisa;

– As compras foram feitas de última hora, por isso, não deu para pesquisar preço. Fui direto a um hipermercado, pois sabia que encontraria tudo. Algumas coisas estavam muito caras, mas não tive escolha. A compra custou R$ 260,00. E além de não ter pesquisado para poupar exagerei na quantidade, realmente, sobrou muita comida;

– Ainda no supermercado, comprei flores e todos os descartáveis– pratos, talheres, petisqueiras e guardanapos. Os pratinhos usei para servir… furei as beiradas com o furador de papel e passei uma fitinha vermelha e branca até as pontas se encontrarem para dar o laço;

– Fiz cata-ventos com os papéis de scrapbook, corações de feltro presos nos palitos de churrasco e enrolei latas que já tinha em casa com os tecidos florais para colocar as flores e algumas serviram até de bandejas;

– Na decoração usei balões cheios com gás hélio que também foram comprados no Taguacenter. Comprei quatro no total e cada um custou R$ 7,00. Foram mais caros, pois precisei comprar os metalizados, os comuns de látex não suportariam até o outro dia;

– As lembrancinhas: para os adultos fiz potinhos com doce de Romeu e Julieta (em homenagem a nossa história).  Fiz um brigadeiro de queijo com pedacinhos de goiaba que foram sucesso total. E as crianças se divertiram e levaram para casa as bolinhas de sabão.

Ao todo gastamos R$ 368,00 e teria economizado mais se tivesse planejado e calculado melhor a quantidade de comida.

Observações:

  • O Jardim Botânico é público, mas eles cobram uma taxa de R$ 2,00 por pessoa para ajudar na manutenção;
  • Não estacione do lado de fora. A área de piquenique é bem longe dos portões;
  • Leve máquina fotográfica. O local rende belas fotos;
  • Chegue cedo para escolher uma boa mesa, pois não é possível reservar;
  • Leve rede. Ao lado das mesas tem redários;
  •  E NÃO SE ESQUEÇA DE FAZER A COLETA SELETIVA DO LIXO AO SAIR.

Agora, as fotos:

assinatura_fernanda_lopes

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d