Lua de Mel Econômica | Itatiaia, Visconde de Mauá e Maringá RJ/MG - Casando Sem Grana
Lua de Mel REFERÊNCIAS

Lua de Mel Econômica | Itatiaia, Visconde de Mauá e Maringá RJ/MG

EU VOLTEI!!!  \o/

Mas já tô cansada de novo, huahauahauhau. Pode voltar?

Brincadeira! Foram duas semanas como eu queria: pernas pro alto e mente esvaziada de tarefas e problemas. Na última semana conseguimos dar uma fugida para uma mistura de lugares: Penedo, Visconde de Mauá, Maringá RJ/Maringá MG e Vale da Santa Clara.

Foi uma delícia e as descobertas sobre essas cidades valem um post. Vamos a elas!

PENEDO

Partimos daqui de São Paulo pela rodovia Presidente Dutra. Até a cidade de penedo são 237km e 6 pedágios totalizando R$ 29,60. A estrada é ótima e em 4h se chega a famosa Penedo. Não vou dizer que não gostei. Só dizer que ela engana os deslumbrados assim:

  • Por ser uma cidade fria, de tradição Finlandesa, a oferta de foundes e outras comidas deliciosas, é farta. Tanto que Penedo é conhecida por ser polo gastronômico entre São Paulo e Rio. Mas, se você pretende economizar, tenha cuidado com os preços! Almoçamos na Casa do Fritz apesar das avaliações medianas de outros clientes no Foursquare e não deu outra: nos decepcionamos. A espera foi de mais de meia hora (em todas as mesas e algumas começaram uma briga por causa disso) e a picanha para dois caríííssima veio dura feito pedra. Pedi pra trocar, claro. Mas a má impressão ficou, infelizmente.
  • Notei que Penedo é muito glamurosa, famosa e tals mas não passa de um conjunto de ruas desta fama. Outras ruas no entorno do centro são de comércios e casas muito humildes. Isso simboliza uma “maquiagem” para turistas. Significa também que a cidade não é homogênea e os preços pagos na alimentação e passeios com guias não correspondem ao estilo de vida do povo dalí. A grana que você gasta não é verdadeiramente reinvestida na cidaaaaade de Penedo como um todo. Isso ficará claro só quando você for e prestar atenção as condições do asfalto nas ruas e nesse entorno que acabei de descrever pra você.

Resumindo? Gostei e até voltaria mas não encantada como da primeira vez.

Mas calma, a melhor parte vem agora. Próximo a Penedo estão os melhores passeios EVER. Nosso primeiro foi ao

Parque Nacional de Itatiaia (PNI)

Mesmo num frio de 12°, entre uma neblina e outra, é possível curtir a vista dos mirantes, fotografar os macacos, visitar as trilhas e cachoeiras, hospedar-se lá mesmo (veja AQUI a lista pousadas dentro do parque), visitar o museu e partir em caminhada ao pico das Agulhas Negras. Há muitas coisas para se descobrir e fazer por aqui. Se você, assim como nós, gosta de bater pernas, não pode deixar de ir a Itatiaia e saber que:

  • O parque foi fundado em 1937 e está localizado na Serra da Mantiqueira. Abrange os municípios de Itatiaia e Resende no Estado do Rio de Janeiro e Bocaina de Minas e Itamonte no estado de Minas Gerais. Na parte alta encontram-se o Pico das Agulhas Negras, o Maciço das Prateleiras, o Vale do Aiuruoca e a Pedra do Altar. Já na baixa, onde você visitará na primeira vez, tem o Lago Azul, a piscina do Maromba, a cachoeira Itaporani, a Véu de Noiva e os Três Picos.
  • Se você foi a Penedo, antes de ir a Itatiaia, seu GPS irá levá-lo a fazer o caminho de volta a Dutra para a BR 354. Acontece que seguindo este caminho você terá de passar pelo pedágio novamente. Fora que este é o caminho mais longo pois ele te leva a PARTE ALTA do parque. Por isso, saindo de Penedo siga as placas assim que chegar a Dutra e vá seguindo-as no sentido de Itatiaia. Você será direcionada a ir por dentro da cidade e mais rápido, e sem pedágio, chegará a entrada do parque na PARTE BAIXA.
  • Agora, se você irá primeiro ao parque, antes de passar por Penedo e outras cidades, o caminho será o inverso.
  • O inverno é ótimo para visitar tudo isso, especialmente a parte alta. Não fomos até lá pois esse passeio exige preparo e guia. Entretanto a parte baixa nos satisfez. Fique atenta para o fato de que no verão chove muito. Segundo os próprios moradores, a melhor época para se visitar o parque é de junho a outubro.
  • O ingresso custa R$ 11 reais para brasileiros e R$ 22 para gringos. Menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam
  • Mais informações, orientações e dicas sobre o parque e seus passeios, visite o site do ICMBio.

MARINGÁ RIO/MINAS

A melhor descoberta dessa viagem foi a vila de Maringá que faz divisa com o estado do Rio e o de Minas através de uma ponte. Os preços, passeios e tranquilidade foram imbatíveis. Explico:

  • Partindo de Penedo, Maringá está a 30km pós uma estrada cheia de curvas muito loucas;
  • Antes de chegar a Maringá você passará pela vila de Visconde de Mauá onde, as principais atrações são os passeios as cachoeiras. Não paramos em Mauá por causa da forte neblina e do cansaço mas você não pode deixar de conhecer esses lugares, principalmente no verão.
  • Dá para ir de ônibus de turismo na falta de um carro. Entretanto, se seu objetivo é o de ir entre os meses de novembro a maio (época das chuvas), só carros com tração 4×4 sobem as estradas de terra que levam as cachoeiras mais distantes.
  • Maringá tem TODAS as MESMAS coisas de Penedo. A diferença clássica está nos preços duas vezes mais em conta (um exemplo? Que tal uma generosa picanha na pedra + acompanhamentos, para dois, a partir de R$ 44?!) e na “simplicidade” dos lugares e das pessoas.
  • E por falar em comida, o peixe mais famoso é a truta, encontrada nas mais variadas versões: de founde de  truta a truta defumada. E assim como em Penedo, o chocolate geralmente é importado e delicioso!
  • A oferta de hospedagens é ABSURDA! Há centenas de pousadas para todos os bolsos com preços a partir de R$ 120 com café-da-manhã incluso. Mas é preciso estar atenta a localização da pousada escolhida: nos hospedamos apenas pelo preço e acabamos um pouco afastados da vila, no Vale da Santa Clara. O vale é caminho para outras trilhas e cachoeiras mas o frio não perdoa: a sensação térmica noturna era de -10°!
  • Mas a pousada era uma graça! A vista é linda e a Ana, a dona, é um amor de pessoa. Amamos e prometemos voltar no verão. Chama-se Pousada Chalés Binitz.
  • Em nossa última noite jantamos no Restaurante Borbulha, na Alameda Gastronômica do lado de Maringá Minas. O restaurante é lindo e romântico que dói. A comida…meu Deus do céu…é ótima! E para quem curte uma velharia como eu, é possível escolher entre os mais de 5.000 títulos, um VINIL pra tocar no ambiente. Eu honrei minha amizade com a Fê Besagio e pedi Roberto Carlos, of course =P

Por fim, em dois dias de passeio, contando hospedagem + alimentação + pedágios + combustível e muuuuuito chocolate na volta pra casa, gastamos uma média de R$ 550 reais. Mas o que mais temos dito aqui e que valeu para esse passeio é que nem todo dinheiro do mundo compra a paz e a felicidade de se viajar ao lado de quem a gente ama. Nem que seja uma viagem rápida como essa 😉

E aí: vale a visita? 🙂

Beijos!

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d