Padrinhos de casamento | Ideias para convidá-los e outras questões - Casando Sem Grana
Convidar POR ONDE COMEÇAR? REFERÊNCIAS

Padrinhos de casamento | Ideias para convidá-los e outras questões

Olá, galerinha! Tudo em ordem?

Dando continuidade nos assuntos que envolvem o convite aos padrinhos de casamento, hoje trago pra roda algumas questões frequentes, comuns a muitos casais e que, na verdade, não possuem resposta definitiva.

O que vou abordar é, nada mais nada menos, que dicas, sugestões e alternativas, tudo sob a minha perspectiva e baseadas nas situações que vivenciamos, nos conselhos que recebemos etc. Não é intuito elaborar um manual de boas práticas para tal momento, mas sim oferecer algum direcionamento para as reflexões que precisarão fazer 😉

Vamos às questões?!

1º – Com quanto tempo de antecedência devo oficializar o convites aos padrinhos?

Bom, a antecedência necessária pra oficializar o convite de um padrinhos é bastante relativa.

Uma maneira de dar os primeiros passos nessa questão é pensarem em quanto tempo antes vocês gostariam de receber um convite desses, considerando toda a logística que os padrinhos precisam providenciar para o grande dia do casal que os convidou (escolher a roupa adequada, o cabelo, a maquiagem, o presente, organizar agenda, verificar folga no trabalho se for o caso etc.).

Para decidirem o tempo adequado à realidade de vocês, considerem, também, esses fatores:

  • Quanto tempo disponível vocês possuem;
  • A data limite que desejam concluir essa tarefa;
  • A quantidade total de padrinhos (se forem poucos, vai levar menos tempo para convidar todos; se tiver um pouco mais, exigirá um tempo maior);
  • Distância da residência dos padrinhos (considerem a necessidades de pequenas viagens).

Minha experiência:

Meu desejo era ter feito o convite um ano antes do casamento, já que nosso planejamento tinha sido iniciado com mais de 2 anos de antecedência. Conversamos e deixamos para convidá-los depois do Carnaval de 2013, mas ocorreram alguns imprevistos e o primeiro convite só foi entregue em junho de 2013. O último – pasmem – foi entregue SEMANAS antes! (também por imprevistos, mas os padrinhos já sabiam do convite, só a entrega foi adiada).

Resumindo… 6 meses não foi uma antecedência legal pra nós! rs Coincidiu com muitos outros afazeres que só são possíveis de serem realizados nos últimos 6 meses mesmo. Minha experiência demonstrou que 1 ano seria bem mais legal. Então, sugiro 8 meses, no máximo, de antecedência pra finalizar isso tudo.

2º – Quantos padrinhos convidar???

Sem dúvida, essa resposta é mais relativa ainda! Absolutamente, não há regras. Há prudência! E o nível de prudência necessário somente os noivos podem encontrar.

É importante que vocês conversem bastante, pois pode ocorrer de um ter o desejo de convidar vários padrinhos e o outro desejar um altar mais enxuto. Nessa situação, pode haver ainda mais um agravante: aquele que deseja poucos, mesmo que quisesse, não teria mais opções pra aumentar a quantidade dos seus padrinhos e teria de “chamar por chamar” alguém que não é tão próximo…

Tudo, tudo, TUDO é o diálogo entre o casal que irá solucionar! Todos os dilemas.

Considerem, também:

  • O espaço disponível no local em que a cerimônia será realizada
    • Se o espaço é pequeno, considere um número menor de padrinhos. Não é muito agradável que eles cubram a visibilidade do altar por completo, nem que invadam o espaço nas laterais dos bancos. Fica visualmente carregado.
  • O tempo destinado à realização da cerimônia
    • Algumas igrejas estabelecem uma quantidade X de minutos para a duração da cerimônia, que vocês deverão cronometrar pra ter uma base de quanto pode durar os cortejos. Quanto maior o número de pessoas a entrar e sair, maior o tempo gasto.
    • Há igrejas, também, que estabelecem a quantidade máxima de padrinhos que poderão ser posicionados no altar. Informe-se!

Minha experiência:

Como vocês sabem, namoramos durante 10 anos – e, quanto maior o tempo de união prévia, maiores são as chances de o casal ter um número grande de potenciais padrinhos, que, ao longo dos anos, vão fazendo parte e ajudando a construir a história do casal. Somado a esse fator, tínhamos também o tamanho da b! Meu pai tem 14 irmãos e a mãe do meu marido tem mais 9 – isso citando apenas os maiores números.

Decidimos, então, que nosso número ideal era 6 casais pra cada lado. Nem mais, nem menos! Não gostaríamos de ter “mais gente no altar do que nos bancos” e, também, dois ou três casais não atenderia nossa necessidade. Seis foi nosso número mágico! Ficou um total legal, não tornou o cortejo muito longo e preencheu bem o espaço disponível no altar, sem apertar.

3º – É mesmo necessário fazer um convite especial e específico para os padrinhos?

Como todo e qualquer “adorno” do casamento, não é regra. A única regra é haver amor entre o casal e o desejo de se unirem por toda a vida!

Seus padrinhos não ficarão menos felizes por não receber um “convite especial”, mas se for o desejo de vocês prestar uma pequena homenagem pra essas pessoas que passaram a ocupar lugar especial na vida do casal, existem muitas possibilidades! E o mais importante é que para ser especial não é necessário que seja “caro” ou, ainda, que envolva gastos significativos!

Não dá pra fazer uma caixa linda, com taças e champanhe? Organize um churrasquinho, um almoço de domingo, um encontro num barzinho que vocês curtam… Daí é só reunir os padrinhos desejados e fazer o convite verbalmente!

Não são bons no discurso? Que tal montar um vídeo simples, com um pequeno texto e fotografias? Você pode colocar para os padrinhos assistirem todos juntos no churras que marcaram, por exemplo, ou gravar num CD e entregar para cada casal. Vai ser tão inesquecível quanto qualquer outro meio.

No fechamento desse post você encontrará mais ideias 😉

Minha experiência:

No nosso caso, optamos por elaborar um convite especial que coubesse no nosso orçamento. Além de demonstrar nosso sentimento por eles, numa eventual necessidade de redução de custos, daria pra eliminarmos a lembrancinha dos padrinhos que é dada no dia do casamento. Mostrei para vocês aqui!

4º – A inconveniente pergunta: o que vocês querem ganhar?!

Pois é, galerinha, preparem seus corações: essa pergunta vem! Vem e deixa todo mundo constrangido – noivos e padrinhos. Por isso, é necessário que estejam acordados entre si sobre como desejam respondê-la.

Minha experiência:

Nossa conversa foi que deixaríamos todos muito à vontade. Para nós, “presente bom” é presente que cabe no bolso, no orçamento de quem presenteia. Se couber uma Ferrari, ótimo! hahaha Se couber um fusquinha, ótimo também 🙂

Ouvimos muitas histórias por aí… “EU não acho legal”, “EU não faria”, “EU estabeleceria o presente que fulano tem que dar”, “vocês DEVEM ter uma lista de presentes ‘caros’ e sortear entre padrinhos” etc e tal. Eu acho desagradável, mas há quem faça dessas maneiras – e a gente respeita todas.

Eu e meu marido estabelecemos alguns itens que nós mesmos gostaríamos de comprar, para termos a liberdade de escolher e, também, o gostinho de nos presentearmos, pois vínhamos nos preparando financeiramente para que assim fosse.

E a cada convite entregue, a pergunta chegava! Rola um climão básico, mas nossa resposta era sempre a mesma: dizíamos o que já tínhamos ganho e sugeríamos que eles pensassem em algo que fosse adequado à realidade deles. Além disso, nós também falávamos que em breve íamos disponibilizar a lista de sugestões de presentes, para que ficassem bem à vontade. Com alguns funcionou bem, outros diziam logo com o que gostariam de nos presentear e outros insistiam que nós é que deveríamos escolher, rs.

Nossa saída era, com jeitinho, pedir para verem quanto gostariam de “investir”. Assim, poderíamos dizer o que ainda não tínhamos e cujo o valor estava na faixa que eles pretendiam gastar, evitando mencionar, por exemplo, uma máquina de lavar para alguém que pretendia dispor de, no máximo, R$ 400, no qual um micro-ondas seria ideal. E deu certo!

Para refletirem, considerem:

  • Alguns casais optam por dizer que preferem o presente em dinheiro. Já ouvi desabafos de quem recebeu esse recado e eu pensaria o mesmo: nem sempre dispomos do valor total em espécie, não é mesmo? Podemos comprar algo legal em 10x sem juros porque a parcela cabe no mês, mas nem sempre temos condições de colaborar com tudo de uma só vez!
  • Há casais que preferem auxílio para os preparativos da comemoração, da lua de mel, da nova casa, etc. Estabeleçam as prioridades de vocês.
  • Algumas pessoas se empolgam com o convite e oferecem algum item que, por vocês conhecerem e terem um bom vínculo de amizade, dará a sensação de que disseram “sem pensar”. Tivemos casos assim! De forma muito sutil, lembramos a eles que não é simplesmente presentear, que já fomos padrinhos e sabemos o quanto é custoso estar apresentável no altar, pois os gastos com roupa, calçado, cabelo e maquiagem não são baixos… Sem constrangimento, eles puderam repensar e presentear exatamente com o que lhes cabia no bolso.
  • Se possível, elaborem a lista de presentes na loja de sua preferência, incluam tudo o que julgam necessário para a nova vida de vocês e, quando questionados pelos padrinhos, digam que a lista com sugestões já está na loja tal, que podem escolher qualquer item na própria loja ou onde for da preferência deles. Essa é a saída menos constrangedora na minha opinião. Só não a utilizei com todos os nossos padrinhos porque a loja que escolhemos tinha antecedência mínima de 4 meses para abertura da lista.

Acho que o ponto chave é mostrar-se flexível e dar total liberdade para os padrinhos. E lembrá-los sempre de que a função deles não é presentear, mas sim abençoar o casal no momento da união e auxiliá-lo no decorrer da vida conjugal.

5º – Posso convidar apenas casais que são um casal (namorados, casados e afins)?

Nessa pergunta não tenho experiência, pois optamos justamente por casais! Mas é muito comum esse dilema entre os noivos.

Há muito o que se avaliar para não criar situações constrangedoras e, até mesmo, brigas e desentendimentos no relacionamento de seus padrinhos e madrinhas.  Algumas situações comuns são:

  • Você tem um superamigo e uma superamiga de infância (irmão, primo, tio, papagaio, periquito) que, assim como você, possuem companheiros que também se tornaram seus amigos. Será que se você quiser apenas o casal de amigos de infância no altar vai gerar algum desconforto? Pense bem e reflita em como é cada um dos seus amigos.
  • Você tem um superamigo e uma superamiga de infância, já os convidou para formarem par no altar (pois, na ocasião, eles estavam solteiros) mas, no meio do caminho, um deles (ou ambos) começou um relacionamento. Como você já os convidou e não será muito prudente acrescentar mais um casal no altar, é bastante provável que cada um converse com seu parceiro e explique o histórico. Dificilmente haverá constrangimento.
  • Você tem um superamigo ou uma superamiga, mas não tem uma convivência tão harmoniosa com o parceiro dele. É… Sua decisão não será fácil, boa sorte! rs
  • Você tem um superamigo e uma superamiga de infância que, assim como você, possuem companheiros que também se tornaram seus amigos. Você os convidou para padrinhos, mas o relacionamento acabou. Triste! Tão difícil quanto o caso anterior… Hora de conversar com seu superamigo…

Mas para tudo dá-se um jeito! Atualmente, é comum separar os padrinhos no altar, de modo que as mulheres entrem juntas e fiquem de um lado e os homens também entrem juntos e fiquem do outro, eliminando ciúmes desnecessários 😉

convites-criativos-padrinhos-de-casamento

Agora que já refletimos um pouquinho, vamos a algumas inspirações???

Juntar as escovas de dente

Quem nunca ouviu essa expressão, não é verdade? Inspire-se com esse relato!

juntar-escova-de-dentes-convite-padrinhos-de-casamentoFonte: Por que cargas d’água…? / Casados para Sempre

A execução desse mimo é bastante simples: basta pegar duas escovas de dente de sua preferência e decorar com laços, tule, renda, flores de cetim e cola. Você pode, também, colocar as escovas unidas apenas por um laço, de modo que possam ser utilizadas quando os padrinhos desamarrarem. Para a embalagem, são muitas opções: caixas de papel, acetato, vime, sacola, saquinhos de celofane, um tecido bonito… Por fim, é só caprichar no texto e vai ficar show!

Neste outro exemplo, as escovas não foram decoradas, apenas laçadas com fita de cetim! Vejam que graça:

convites criativos 2Fonte: Jogando o buque

E o creme dental? Brigadeiro na bisnaga!

Repararam, na última foto, uma caixinha abaixo das escovas? É uma bisnaga com brigadeiro, representando o creme dental da junção das escovas!

As bisnagas são encontradas em lojas de artigos para artesanato e o preço varia conforme o material e o tamanho. Já para fazer o doce, tem opções de receitas para preparar brigadeiro gourmet aqui! Siga a dica e coloque mais creme de leite pra ficar mais cremoso. Acrescente aos poucos até atingir o ponto desejado 😉 Depois, basta providenciar a impressão da etiqueta com sua personalização!

Vale lembrar que você pode optar tanto pelo kit escovas + bisnaga, quanto só pelas escovas ou bisnagas com brigadeiro, separadamente (pois os itens ganham sentido no contexto).

Chocolates

Eles costumam ter ótima aceitação! Há convites feitos, de fato, nos bombons:

convites criativos 3Fonte: Ansiosa para casar

convites criativos 4Fonte: Ansiosa para casar

Notem que a primeira opção possui mais detalhes, parece ser mais difícil de fazer por conta própria e ter um resultado perfeitinho assim. Já a segunda imagem tem um jeitão mais “eu quem fiz”. Basta comprar chocolates ao leite ou meio amargo e branco, seguir as instruções de como derreter e moldar e, com o auxílio de bicos de confeitar, escrever com o chocolate branco na barra (ou vice-versa).

É possível encontrar barras de chocolate de boas marcas a partir de R$ 12,00 😉 E, se quiser mais praticidade ainda, recorra à boa e velha impressão personalizada para envolver os chocolates que você irá comprar prontinho!

Prendedores

É bem possível que já tenham visto essa ideia:

prendedores-noivinhos-convite-padrinhos-de-casamentoFonte: Cultura Mix

Acho muito fofa! Ao invés de noivos, você pode fazer um casal personalizado para entregar aos padrinhos, com as características marcantes deles (cores e cortes de cabelo, barbas, algum objeto que sempre usam, o time favorito, profissão etc.).

convites criativos 6Fonte: Ateliê Nilde Lima

Para fazer, você vai precisar de prendedores de roupas em madeira, tintas, pinceis, tecidos, fitas de cetim, tules e outros materiais decorativos. Daí é só soltar a imaginação! Se desejar, coloque um pequeno pedaço de imã e transforme os pregadores num enfeite para a geladeira 😀

Latas

Encontrei essa ideia e achei muito simpática. Na matéria, a dica era que todos os convidados recebessem, mas como nosso assunto são os padrinhos acho interessante aplicá-la somente a eles e dar esse gostinho especial!

Trata-se de entregar a mensagem do convite numa latinha junto de um cordão, com as instruções para que eles levem o mimo no dia da cerimônia e amarrem no carro dos noivos, para propiciar aquela barulhenta tradição!

convites criativos 7Fonte: Noivas Net

Encontros

Lembram da dica lá de cima, de combinar um churras com todos os padrinhos para oficializar o convite?! Encontrei dois relatos muito carinhosos: Festa para padrinhos e Jantar para padrinhos. Uma maneira muito simpática e que proporciona uma grande economia de tempo!

Quanto aos custos para bancar esse encontrão, a Gabi Gasparini nos deu muuuitas dicas de cardápios econômicos, típicos, de fácil execução. Usufrua!

Ou, ainda, se for hábito comum como é em minha região e entre meus familiares e amigos, faça algo “no esquema”, “no quilo”, seja lá qual for o nome que você conhece! rs Combine a data mais adequada e programem um encontro comunitário, em que todos colaborem com a confraternização.

 

Por hora, são essas as dicas, moçada! Lembrando que há várias outras sugestões já registradas no Casando sem Grana 😉

Fiquem à vontade para contribuir com seus relatos, seja de dificuldades que enfrentaram, seja de soluções que surgiram ou, ainda, do meio que encontraram para oficializar o convite!

Um beijão, fiquem com Deus!

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d