Costumes e Tradições | Regionalista até na hora do sim - Casando Sem Grana
Planejamento POR ONDE COMEÇAR?

Costumes e Tradições | Regionalista até na hora do sim

Olá, leitores do CSG!
Eu sou a Raquel, a mais nova parceira do site 😀

Sou de Belo Horizonte e vou escrever um pouquinho sobre o mercado de casamentos aqui em Minas. Quero dar algumas dicas sobre fornecedores, lugares onde encontrar produtos em conta e todas as outras coisas pra ajudar as noivas mineiras sem grana.

Estou noiva e vou casar dia 20 de setembro desse ano com o Marcos (meu amorzinho ♥), e estamos a todo vapor com os preparativos. Todos os dias vamos em busca de fornecedores mais baratos e que correspondam às nossas expectativas, afinal, não vale pagar menos se o serviço não valer a pena, né?

Hoje, por ser meu primeiro post, escolhi falar de um tema mais geral que tem tudo a ver comigo e acho que com todas as noivas: a naturalidade (regional, viu gente, não sou do tipo “natureba” não, rs). Sou mineira e, agora, a representante do meu estado aqui no CSG, e tenho percebido – pelas histórias de casamentos reais, pelas que ouço e por mim mesma – como os costumes e tradições do nosso estado influenciam no casamento…

Meu noivo é de uma cidade do interior de Minas, assim como meu pai e muitos parentes. Por isso, estamos montando nossa festa tipicamente mineira, fazendo um resgate histórico de nossas origens por meio das comidas, da decoração, do local onde iremos fazer a festa e (sem que o noivo saiba) do meu vestido.

Aqui em Minas é comum, em festas, usarmos o “cantinho mineiro”, também conhecido como “comida de boteco”, lugar onde são servidos quitutes regionais (pão de queijo, moela, linguicinha, mandioca, pastel de angu, costelinha… hummm) e, também, um ponto onde ficam as cachaças (quem conhece Minas sabe: mineiro que se preze aprecia uma cachaça!). Na hora dos doces, optamos em relembrar nossa infância com doces em compotas, que dão um charme e são sinal de carinho e aconchego para os nossos convidados.

crédito Racho CanabravaFoto: Rancho Canabrava

Crédito Rosa Miranda BuffetFoto: Rosa Miranda Buffet

cpt-flamisbuffetFoto: CPT / Flamis Buffet

agoravamoscasarFoto: Agora Vamos Casar

Apostar na tradição pra escolher as lembrancinhas também é uma ótima opção! Cachacinhas, docinhos em compotas, docinhos no tacho, nas xícaras esmaltadas… Que, além de serem fofos e baratos, são fáceis de encontrar no Mercado Central 😉

tachodecobreFoto: Tacho de Cobre

crédito Monica Fernandes produções de eventosFoto: Mônica Fernandes Produções de Eventos

amendoim

memofest lembrançasFoto: Memofest Lembranças

É superlegal incrementar a festa com os costumes da sua região. Para os conterrâneos, pode significar respeito à tradição e orgulho da sua origem, principalmente quando você não mora mais no seu estado; e pra quem vem de fora, é uma oportunidade de conhecer a riqueza da sua cidade.

No litoral, por exemplo, é possível explorar muito dos costumes praianos e fazer um casamento superlegal (e barato!). Decoração com conchas, estrelas e outras coisas que remetam ao mar; explorar a riqueza literária, o artesanato, as músicas, os doces típicos… Nosso país é muito rico, minha gente, vamos usar isso a nosso favor!

Então, noivas do meu Brasil, vamos aproveitar essa dica?

Beijos e boa sorte pra nós!

assinatura_raquel-garcia

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d