Casa nova, Vida Nova REFERÊNCIAS

Pós-casamento | A vida de recém-casados

Oi, gente, tudo bem com vocês?

Aqui quem vos escreve é a Gabi de sempre, só que agora debruçada em nossa cama de casal, com o marido preparando aula no notebook. Essa é a minha visão enquanto escrevo esse post 🙂

No próximo domingo nós comemoramos 3 meses de casados e, não sei vocês, mas aqui o tempo anda passando tão rápido, mas TÃO RÁPIDO, que as semanas entram e saem na velocidade na luz!

Bem, quero contar para vocês como é essa fase pós-casamento, acho que é interessante compartilhar algumas coisas que acontecem com a gente depois do grande dia…

 

pos-casamento-primeiro-mes-recem-casados

pos-casamento-recem-casados-bodas-de-beijinho-doce-1-meses-casamentoBodas de Beijinho – Foto: aqui

Tudo é novidade – até lavar a cueca do seu marido é algo que te deixa com um sorriso no rosto! hahaha. Tudo é festa nas primeiras semanas. Na verdade, a gente ainda fica no ritmo do casamento, mas é a melhor sensação da vida, a gente se sente como se estivesse voando: casar com o homem dos seus sonhos e ir para a sua casa, sem ninguém para encher o saco. Tem coisa melhor do que isso? Não tem! Casar é bom demais!! E estar casado é melhor ainda!!!

No primeiro mês também vamos com muita sede ao pote, em todos os sentidos. Tudo a gente faz demais: mima demais, come demais (e engorda idem!), faz tudoooo pra agradar e, às vezes, até pensa que está vivendo um conto de fadas – não que não seja 🙂 Dá pra enfrentar todos os desafios sem perder o romantismo. Mas isso é um exercício diário!

 

pos-casamento-segundo-mes-recem-casados

pos-casamento-recem-casados-bodas-de-sorvete-2-meses-casamentoBodas de Sorvete – Foto: aqui

Eu demorei uns 2 meses para descobrir que estava casada MESMO! Hehe

PÔ, agora não tem mais papai e mamãe, agora até o papel higiênico tem que ser comprado com o meu (suado) dinheirinho!!!

Daí você começa a descobrir o desafio da convivência…. Ah, conviver! Que palavra difícil, hein?

Conviver = Com + Viver = COM VIDA 

A rotina é uma coisa boa e ruim ao mesmo tempo, ela encaixa cada coisa no seu lugar, mas também distancia a gente do nosso par.

Aqui em casa, somos dois professores, então ainda temos a sorte de ter horários vagos na semana (janelas, como chamamos na área da educação). Nesse curto espaço de tempo, vamos nos virando pra fazer tudo o que precisamos: pagar as contas, limpar a casa, fazer planos, namorar… Às vezes é 1 horinha de pausa no meio de uma terça-feira turbulenta, mas a gente tá ali, pensando no fim de semana, no próximo aniversário, varrendo a casa, fazendo um cafuné um no outro.

O segundo mês é assim: pronto, casei, agora vamos respirar fundo e começar a colocar os planos de fazer o outro feliz em prática. Foi bem assim que me senti.

 

pos-casamento-terceiro-mes-recem-casados

pos-casamento-recem-casados-bodas-de-algodao-doce-3-meses-casamentoBodas de Algodão DoceFoto: aqui

Às vezes as coisas parecem ser iguais demais, todo dia aquela rotina (de novo): o celular desperta às 5h30, café, arruma a cama, troca de roupa, trabalha, almoça, trabalha, café da tarde, trabalha (tem dias que eu dou aula à noite também), casa, pijama, cama. Daí você começa a ter uns estalos e pensar:

O lance é fazer tudo igual, só que diferente… Sacou?

O café da manhã pode ser um capuccino cremoso em vez do bom e velho café simples com açúcar; a roupa de cama da semana pode ser aquela que você jurou que só ia usar daqui há 5 anos de casada (eu era dessas, rs); o banheiro pode ficar mais cheiroso com aquele spray caríssimo que você jurou economizar só pra quando recebesse visitas… Não dá, temos que ser criativos! Se você pensou que precisava de criatividade só pra ser noiva, você não sabe o que vem por aí… kkkk. O dia a dia de casado é um grande rebolado, em que os dois têm que dançar juntos e conforme a música: se um perder o ritmo, o outro tem que reanimá-lo e assim por diante.

 

O que muda de fato? Muda tudo gente! Muda o corpo, muda a cabeça, mudam as roupas, muda tudo o que você tinha planejado antes de se casar – inclusive a posição de dormir na cama (que fica mais gostosa com um ursão do lado 😀 rsrs). Como pode, né? Muda tudo mesmo! E o mais engraçado é que você passa a pensar por 2 pessoas, não existe mais esse negócio de pensar só em você.

Por isso digo que permanecer casado é um exercício de paciência e amor. Só assim tudo vai caminhando conforme deve ser 🙂

Bem, é isso. E, agora, cadê as recém-casadinhas aí? Vamos trocar figurinhas!

 

Beijokas em todos,

assinatura_gabi_nova

 

 

PS: a foto principal tirei daqui 😉


[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d