Noiva saudável | 6 passos para mudar meus hábitos alimentares - Casando Sem Grana
Preparativos REFERÊNCIAS

Noiva saudável | 6 passos para mudar meus hábitos alimentares

Olá, meninas! Como vocês estão?
Espero que estejam gostando das dicas que eu e a Fabi estamos escrevendo para vocês 🙂

Hoje sou eu novamente, a Raquel, psicóloga da Susi, e vim conversar com vocês sobre um assunto importante: como mudar meus hábitos alimentares?

Vamos conversar um pouco?!

Quando falamos em mudança, seja em qualquer área da nossa vida, precisamos estar motivados para que ela ocorra, ou seja, não tem como falarmos em mudança sem que estejamos motivados para que ela aconteça, e com a nossa alimentação não é diferente.

Dois teóricos importantes para a Psicologia, Prochaska e DiClemente, descrevem a prontidão para mudar como estágios de mudança pelos quais o indivíduo transita. Este modelo está baseado na premissa de que a mudança comportamental é um processo, e que as pessoas têm diversos níveis de motivação, ou seja, de prontidão para mudar.

 

vamos-aos-estagios

  • A primeira fase é a Pré-contemplação.

Nesta fase, o indivíduo não tem a intenção de mudar. Não percebe que algo não está bem, ou seja, não tem crítica a respeito do conflito envolvendo o comportamento-problema. Podemos citar como exemplos de comportamento: a pessoa não percebe sua forma de se alimentar, não percebe a quantidade e não vê isso como um problema.

  • A segunda fase é a Contemplação.

Essa fase se caracteriza pela conscientização de que existe um problema, no entanto há uma ambivalência quanto à perspectiva de mudança. Podemos citar como exemplos de comportamento: o indivíduo começa a perceber os prejuízos de uma alimentação mais desregrada, problemas de saúde estão começando a aparecer, ganho de peso, porém ela ainda está “em cima do muro” para realizar uma mudança.

  • Tem, ainda, uma terceira fase, denominada Preparação.

Essa consta no fato de que a pessoa começa a se preparar psicologicamente para a mudança. Ela tomou a decisão a favor da mudança e começa com algumas tentativas, por exemplo: o indivíduo já consegue algumas tentativas de uma alimentação mais balanceada.

  • A quarta fase é a Ação.

Ela acontece quando a pessoa realmente coloca em prática a mudança, ou seja, ela já incorporou aquela nova rotina de mudança e busca estratégias para manter esse comportamento.

  • Por fim, o último estágio é denominado de Manutenção.

Nesta fase a mudança já foi realizada e a pessoa mantém as mudanças no estilo de vida que o afasta cada vez mais dos antigos hábitos, por meio da construção de um novo padrão de comportamento.

Como eu já disse anteriormente, para esses autores, esses estágios não caminham de forma linear. O que isso significa? Esses estágios estão mais relacionados a um modelo de espiral, ou seja, podemos a todo o momento transitar por cada fase. TUDO É DINÂMICO!!!

estagios-da-mudanca

Mas você pode me perguntar:

“Poxa, Raquel, mas falando assim parece fácil, né?”

E respondo que não é fácil! Quando falamos em mudar, falamos em mudança de um comportamento que cultivamos por anos, e romper esse padrão é construir novos hábitos e novos comportamentos.

Mas eu não vim aqui somente para dizer que mudar é difícil, mas oferecer caminhos para que uma mudança possa ocorrer.

 

vamos-la-entao

  1. Leia atentamente cada estágio e tente perceber em qual deles você se encontra, pois em todos é passível se trabalhar a motivação para a mudança.
  2. Faça, inicialmente, um diário alimentar. Anote tudo o que você come durante o dia, se possível, tire fotos de seu prato. Quando olhamos as fotos, temos uma visão da quantidade que comemos. Caso esteja em acompanhamento profissional, leve o diário e as fotos ao seu médico ou nutricionista, que poderão orientá-lo quanto às escolhas dos alimentos e a quantidade.
  3. Preste atenção no seu ato de comer. Não coma assistindo televisão ou na frente do computador. Dedique esse tempo a uma alimentação mais tranquila.
  4. Procure identificar em quais situações o faz comer em excesso. Se depois de uma briga, se durante um dia estressante…
  5. Quando for ao supermercado, faça uma lista daquilo que quer comprar. Tente, aos poucos, incluir alimentos mais saudáveis e, durante as compras, somente compre aquilo que foi relacionado em sua lista. Isso evita que compre aquelas “besteirinhas”. Evite, também, fazer compras quando estiver com fome.
  6. E, por último, identifique pensamentos sabotadores, ou seja, aqueles que te impedem de começar e tentar novamente. Pensamentos como: “Puxa, já fiz muitas dietas, por que agora vai dar certo?”, “Sempre abandonei quando tentei mudar, por que agora seria diferente?”. Esses pensamentos fazem com que você acredite que não pode mudar.

pensamentos sabotadoresImagem: Blog Papo Cabeça

Lembre-se: Toda mudança começa na próxima refeição! A cada refeição você tem a chance de escolher como se alimentar de uma maneira mais saudável.

Que tal começar hoje? Vamos juntas?! 🙂

 

Um beijinho,

assinatura-raquel-psicologa

 

Obs. 1 – Imagem principal: Blog Mais Atitude Menos Chororo

Obs. 2 – Referencias Bibliográficas:
OLIVEIRA, Margareth da Silva et al . Estudo dos estágios motivacionais em sujeitos adultos. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre , v. 16, n. 2, 2003 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722003000200006&lng=en&nrm=iso>.Acesso em 30 de setembro de 2014.

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d