Casamento ao ar livre | O lugar perfeito cabe no meu bolso? - Casando Sem Grana
Planejamento

Casamento ao ar livre | O lugar perfeito cabe no meu bolso?

Oi, gente!
Como andam os planos para o grande dia?

Estive sumida porque, logo depois do casamento, rolou mudança de emprego, de apartamento e de rotina, mas quase morri de saudade e cá estou. Bora papear?

Apesar de manter algumas tradições, sabemos que o casamento deixou de ser um evento quadrado, padronizado e rígido. Casais mais moderninhos, cenários variados, criatividade e personalidade não só ganharam espaço como se tornaram fundamentais para o sucesso do grande dia.

Eu, por exemplo, acho lindo quando presencio um casamento com padre, Igreja, pompa e glamour, mas sempre quis algo mais simples. Nunca fui de planejar meu dia D e comecei a amadurecer minhas preferências conforme meu relacionamento evoluía.

Quando fiquei noiva, o plano estava claro: um casamento de dia, ao ar livre! Além de delicado, casar assim tem a ver com romantismo e leveza, características que me ganharam…

O plano parecia perfeito, só faltava achar o lugar. Espera! Eu disse só?

Quem mora em São Paulo (e tem verba limitada), como eu, consegue imaginar a dificuldade de encontrar o lugar apropriado.

Comecei pelo óbvio: lugares que eu já conhecia, indicações e a famosa busca no nosso amigo Google.

Vamos ao que interessa? Fiz um descritivo dos lugares que conferi. Tem sugestões, dicas e palpites, muitos palpites.

Como são muitos, publicarei aos poucos, começando por quatro espaços na Serra da Cantareira. Os valores variam de 16 a 26 mil falência, incluindo locação do espaço, buffet para 120 pessoas, DJ e decoração. Vale frisar que no último quesito nenhum me agradou completamente, mas isso é assunto para outro post.

 

Callegari:

Foto: Recanto Callegari

Minha primeira opção foi o Buffet Callegari, na Serra da Cantareira. Meu noivo (agora marido) tinha indicações positivas, conhecia pessoas que casaram lá e há alguns meses eu namorava o vídeo de casamento da Bruna e do Alexandre, que é fofo, cheio de personalidade e foi feito lá (sim, ele aparece em 2 de cada 3 posts que escrevo, rs). O Callegari é relativamente pequeno, cheio de detalhes bonitos, buffet próprio com a melhor comida de todas as degustações que fiz e comandado pela Dona Ana, uma pessoa atenciosa e incrível.

  • Prós: preocupação com detalhes, incluindo móveis. Boa comida. Noiva e noivo podem se arrumar lá. O local da cerimônia é coberto (nada de sofrer em caso de chuva). Não coloca os fornecedores – como fotógrafos – na lista de convidados. Pagamento facilitado e um dos valores mais justos que encontrei.
  • Contras: o salão é todo fechado, o que tira um pouco a cara de “casamento no campo”.

Foto: Recanto Callegari

Foto: Recanto Callegari

Foto: Recanto Callegari

Foto: Tatiana Alves/Recanto Callegari

 

Espaço Natureza:

Foto: Espaço Natureza

Também na Serra da Cantareira, só que no sentido oposto do Callegari. Não lembro onde descobri o Espaço Natureza, mas depois de reclamar o trajeto todo fiquei encantada com o lugar. A cerimônia é feita no campo MESMO! Tudo aberto e em frente ao laguinho. O espaço para festa tem cobertura. Na minha visita presenciei um drama: a noiva entrou com uma garoa fininha e, no meio da cerimônia, despencou a maior chuva! Convidados correram, daminhas entraram debaixo do maior pé d’água :(

  • Prós: natureza, muita natureza. O lugar é tão bonito que dispensa grandes preocupações com decoração, exigindo pouco. Ótima comida.
  • Contras: inflexibilidade na negociação. Eles dizem que não cobram aluguel pelo espaço, mas são tantas taxas que o valor fica salgado. Se chover, não case!

Foto: Espaço Natureza

Foto: Espaço Natureza

Foto: Espaço Natureza

 

Espaço Alpes Serrano:

Foto: Alpes Serrano

Coladinho ao Callegari, o Espaço Alpes Serrano tem um bom atendimento. Conta com uma super suíte para a noiva se arrumar por lá, mas o noivo precisa se virar. Cobra por fornecedores como se fossem convidados (fotógrafos, cabeleireiros e outros contratados). Gostei do local da festa, mas tenho minhas dúvidas sobre o local da cerimônia.

  • Prós: a pista de dança é uma das mais bacanas, separada por vidro acústico. Preço bom, se comparado a outros locais. Flexíveis na negociação.
  • Contras: móveis deixam a desejar (detalhes que a gente só nota ficando muito atento diante de tanta coisa bonita, mas que contam). Façam uma suíte para o noivo, por favor!

Foto: Alpes Serrano

Foto: Alpes Serrano

 

Villa Borghese:

015Foto: Villa Borghese

Mesmo dono do Alpes, tem características semelhantes quando o assunto é negociação, mas a estrutura é diferente. O Villa Borghese é maior e mais elegante, especialmente com relação ao salão. No entanto, é para quem quer a cerimônia ao ar livre e não se importa que a festa seja em lugar fechado.

  • Prós: duas opções para a cerimônia, com uma área coberta. Bonito, detalhes bacanas. Flexibilidade quando o assunto é dim dim.
  • Contras: cobra o estacionamento. Móveis um pouquinho desgastados. Pequenos detalhes sem o devido cuidado.

Foto: Villa Borghese

Foto: Villa Borghese

016Foto: Villa Borghese

Foto: Villa Borghese

 

E aí, o que acharam?

Vale explicar que não optei por nenhum deles. A ideia é apresentar alternativas e pontos que considerei durante a minha busca pelo local ideal, então não encarem as críticas e elogios como verdades absolutas, hein 😛

No próximo texto contarei um pouco mais das minhas experiências, combinado? Por enquanto, a gente pode papear através dos comentários e vocês também me encontram no Eu Te Amo Hoje e no Noiva Ansiosa 🙂

 

Beijocas,

one

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d