Bodas de trigo | Te agradeço e te amo - Casando Sem Grana
Noivos

Bodas de trigo | Te agradeço e te amo

Aperte o Play

Numa tarde de calor como essa, no dia 04 de fevereiro de 2012 eu me tornava oficialmente sua esposa. Agradeço a Deus, as nossas famílias, amigos e principalmente a este blog por serem os alicerces dessa relação. Talvez você não saiba, ou não tenha entendido, mas também nos une cada pessoa que por aqui passa todos os dias. Cada lágrima, ansiedade e esperanças que não são as nossas, mas as deles, fortalecem o que sinto por você.

De todos os momentos marcantes que vivemos, inclusive os divididos com quem amamos lá no altar, acredito que o mais simbólico aconteceu dias antes de lhe dedicar este post. Lembra-se de quando perguntei se deveria mudar radicalmente meu visual e você me disse da forma mais séria possível que já passou da fase de me enxergar apenas por fora e que nada do que eu mude, melhore ou me marque o tempo, pode alterar em nada o sentimento que você carrega por mim? Talvez você não saiba, ou não tenha entendido, mas neste momento tudo mudou…

Em 2008, não me lembro mais como, você disse – entre os dentes – que queria se casar. Estávamos comemorando 2 meses de namoro. Eu nunca estive tão certa até então. Você nunca teve tanto medo. Você soube, dia após dia, que não seria fácil. Que eu não era fácil. Mas em todos os momentos que no ar pairou uma dúvida, fui eu quem queria partir. Você esteve sempre seguro do que sou pra você apesar de não aceitar que uma festa de casamento fizesse qualquer diferença na nossa relação.

Você me assistiu nutrir o sonho dessa festa todos os dias depois de registar esse domínio. Eu deitava de madrugada todas as noites para garantir que minhas amigas virtuais tivessem e me dessem ajuda. Conhecemos tantas pessoas, não foi? Algumas ficaram, outras se foram. Você nunca me desencorajou nenhum dia. Você acreditou, me apoiou, levou e buscou, pagou, emprestou, abraçou, ouviu e nunca se negou a nada relacionado a este blog e ao meu sonho relacionado a ele.

Mesmo assim você calado continuou com medo. Medo de não ser o suficiente pra mim. Medo de me fazer sofrer e de não bastar para o meu sorriso. Eu avancei sonhando por dois e uma semana antes do casamento descobrimos juntos uma doença pela qual eu lutarei pelo resto da vida. Mesmo querendo desmarcar, me vendo entre a vida e a morte naquele leito de hospital, você confiou em mim quando eu disse que daria tudo certo e nos casaríamos como combinamos, na data marcada. E nela lá estava você: firme, tranquilo, sorridente e tímido, como de costume. Você trocou os votos por uma lágrima que só eu ví descer pequenininha no canto do olho. Você não queria dançar e nem cumprimentar de mesa em mesa. Você me confidenciou quando tudo acabou que queria mesmo era ter feito tudo aquilo a sós comigo. Eu sonhei com 200 pessoas e pra você nós já éramos casados desde novembro de 2008.

Eu penei a te entender. Como pode quem eu amo ser tão diferente de mim? Porque não teve festa de noivado, serenata na janela e nem rosas vermelhas nos nossos aniversários? Qual era a graça de viver juntos se não tem declaração de amor constante, planos cronometrados e bem alinhados para o futuro? Com quem eu me casei mesmo?!

Talvez eu não saiba, ou não tenha entendido, mas nada disso é casamento. Foi assistindo sua firmeza em não desistir de MIM e não do “casamento” que eu entendi o que é ser casado. Não posso dizer publicamente – ops! – mas eu não acredito mais, graças a você, que festas façam a diferença no que é ser casado com alguém. São lindas e simbólicas mas não significam nada se não formos comprometidos com o mais profundo um do outro. Com o pior do outro. E qual é a medida que eu uso para saber se devemos continuar juntos? é que o seu pior se torna muito pequeno quando penso em seu sorriso. Quando imagino o quanto falta de vida a você faço o cálculo de quanto ainda posso te fazer sorrir outras vezes e descubro que vale a pena. Meu amor é maior que o meu ódio.

Você é meu pai, meu amigo, meu filho, meu mestre, meu parceiro, a parte mais bonita de mim. Você é o marido que eu não pedi mas é melhor que poderia ter. Que eu merecia ter. Talvez você não saiba, ou não tenha entendido, mas independente do que creio, torço para não existirem outras vidas, somente essa, para que eu a “gaste” inteira ao seu lado.

Casamento Sammia e Thiago

Eu te amo. Pra você minha mais sincera gratidão.

Que seja eterno enquanto dure e não precisa ser um conto de fadas.

 

Sammia e Thiago | 04.02.2012

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d