Casamento real e econômico | Priscila e Elton
HISTÓRIAS REAIS SÃO PAULO

Casamento real e econômico | Priscila e Elton

Hoje vamos ver o casamento da Priscila e Elton, que se conheceram na escola, namoraram por longos 9 anos e realizaram o sonho do grande dia com a ajuda de familiares e amigos.

Priscila nunca havia pensando em cerimônia, vestido de noiva e afins, foi aí que depois de ir em uma feira de casamento se empolgou!! E antes mesmo de ficar noiva, já tinha decidido de como queria o grande dia!

Vem ver como foi…


“Comecei a namorar o Elton em julho de 2004, na época do ensino médio. Ele terminou o atual namoro e ficamos juntos. Desde então aconteceram muitas coisas: nos separamos e voltamos por duas vezes. Entramos na faculdade, nos formamos, me tornei funcionária pública, os pais dele faleceram em 2013… enfim, crescemos e escrevemos nossas histórias juntos.

Fiquei noiva no dia 01 de janeiro de 2014 às 0h30m! Foi um momento mágico, e ele foi super fofo em me dar o anel dos meus sonhos, (se quiserem saber mais dessa história é só ir lá no meu blog). Aí a coisa ficou séria! E eu louca!

Despejava mil opções para o Elton me ajudar a escolher o que queria, mas nem a data a gente conseguia marcar! Em março conseguimos marcar o casamento para o dia 06 de setembro, e o civil na semana anterior. Planejamos também as férias para este período. E o Elton à partir de então só assistiu, deixou as decisões e tarefas todas para mim, e eu só apresentava o produto final, e acho que no fim foi bem melhor assim, pois sem palpites não tinha briga rsrs.

Em outubro de 2013 eu estava namorando havia 9 anos e 3 meses, e nada de noivado, embora nossos planos já estavam traçados para que o casamento acontecesse no ano seguinte. Nesta data aconteceu o Expo Noivas, e lá fui eu atrevida ver o que o mundo dos casamentos tinha a me oferecer, já que eu nunca havia pensado em cerimônia, vestido de noiva e afins. Saí da feira decidida que queria uma cerimônia, vestido, jantar, buquê e fotos lindas acima de tudo! Mas nada do noivado acontecer, mesmo assim já comecei a fazer orçamentos de lugares e tipos de cerimônia. Saí de lá com alguns contatos e naquele mês mesmo fui fazer uma visita ao fotografo, que posteriormente foi meu eleito.

Com a ajuda do CSG, comecei a planejar de FATO o grande dia. Lia o blog diariamente e seguia as dicas dadas. Decidimos fazer um jantar por adesão num restaurante e eu queria a cerimônia no mesmo local. Fiz pelo menos 15 orçamentos de locais, e foi super cansativo. Como o noivo vivia dizendo: “Caaalma, tá longe ainda. Pra que tanto desespero?”, eu resolvi fechar os contratos que não precisaria da ajuda dele.

Depois de muita pesquisa, e ajuda do meu cunhado fotógrafo e padrinho Rony Reis, fechei as fotos com o Thércio Massari, aquele que eu estava atormentando com e-mails desde outubro rsrs. Pra minha alegria, graças a Deus, o álbum foi presente do meu pai e avó paterna, ambos pagaram R$ 4.000. E foi o dinheiro mais bem gasto de todo o processo, o rapaz e sua equipe foram extremamente profissionais e gentis. O Thércio é um artista quando se trata se retratar casamentos, e uma coisa que aprendi no CSG é NÃO ECONOMIZE NAS FOTOS. Super dica!

Como eu não economizei nas fotos o resto eu me virei para baratear todo o processo. A mesa de bolo, bolo cenográfico e topo de bolo (que mandei fazer), 250 doces finos, buquê, buquê para jogar, árvore francesa para os recados e o armário para lembrancinhas, fechei com a Arte Pincel e Cia. A decoradora e proprietária Érika me ensinou muito sobre como procurar um bom profissional na área, me ensinou sobre flores e fez um trabalho que estava muito além das minhas expectativas, tudo saiu por R$ 2.000.

A cerimônia e o jantar foram feitos na churrascaria Caminhos do Sul, em Itapecerica da Serra. Foi um jantar por adesão. Pagamos parte da conta e os convidados a outra parte em comandas individuais. Para 90 pessoas gastamos R$ 3.000 entre comida e locação do espaço. A promotora Clenia foi um amor comigo durante todo o processo. Lembrando que minha lista tinha aproximadamente 120 convidados.

A decoração da cerimônia foi feita quase toda por mim, com ajuda das minhas duas irmãs. Fiz as floreiras com caixa de leite que aprendi com vocês do CSG. Encapei com tecido de poá que comprei na 25 de março, utilizando cola quente. Com tecido, cola e pistolas, gastei em torno de R$ 100. As flores foram em torno de R$ 400. O arranjo do altar e os de mesa foram feitas com flores artificiais, que eram mais baratas, comprei na 25 de março também, as pequenas foram R$ 2,60 a unidade e as grandes em torno de R$ 8 a unidade.

As lembrancinhas foram feitas por mim, minha mãe, e minhas irmãs mais novas. Fizemos garrafinhas de sais de banho espumante. Comprei o sal em um atacadão, os outros materiais, canela em pau e vidros na “Rua da essências” no bairro da Sé, lá comprei também tubos de ensaio para fazer os convites. A arte foi feita pela minha irmã Paola (que também fez uns cupcakes que não vi nem a cor), e a decoração do convite por mim, meu padrasto, e a outra irmã Yasmin. O gasto estimado com lembrancinhas e convites foi de uns R$ 300.

As lágrimas de alegria foram presente da minha amiga Michele. Ela mesma quem fez, mas se recusou a me falar o valor.

Para os padrinhos, dei luminárias feitas com garrafas de vidro velhas e pisca pisca de led. Mandei furar as garrafas, comprei as luzes e enfeitei cada garrafa de um jeito diferente, que combinasse com a pessoa que iria recebê-la. Fiz quatro luminárias, e o gasto foi de aproximadamente R$ 200.

Para as crianças, fiz buquês de marshmallow. Nesses tive ajuda da Yasmin também.

Os bem casados foram uma novela à parte, depois de muitos cancelamentos e decepções, finalmente consegui fechar com a Vanessa Lucarini, da Ilha de açúcar. Duro foi ter que sair de Taboão da Serra e ir lá pra Zona Leste buscá-los, mas valeu a pena, gastei R$ 550 em 250 unidades embrulhados em crepom italiano.

Os arranjos de mesa foram feitos por mim também. Comprei garrafinhas de vidro por 1 real cada e as decorei com corda de sisal, que foi utilizada também nas lembrancinhas e convites. Com tudo devo ter gastado uns R$ 150.

No dia contei com ajuda da família, noivo e amigos para organizar tudo e a minha amiga Michele foi uma espécie de assessora do dia, enquanto minha irmã e eu estávamos no Novotel Morumbi onde me arrumei e iria passar a noite de núpcias. A suíte presidencial e mais uns mimos saíram por R$ 592,20. As músicas foram escolhidas pelo noivo, e as caixas de som e computador eram dele também. Quem foi o DJ na cerimônia foi o irmão do meu cunhado, o Ramon, que aceitou a responsabilidade mediante ameaças rsrs.

As bolhas de sabão eu comprei na 25 de março também, pistolas da galinha pintadinha, a R$ 15 cada, comprei 4.

Enfim… essa coisa de organizar casamento me deu tanto gosto que irei iniciar esse ano um trabalho de assessoria de casamentos, creio que sendo psicóloga/maquiadora o sucesso será garantido. E já tenho minha irmã como sócia e seus divinos cupcakes. Aguardo contatos de vocês noivinhas!!!

Quero terminar agradecendo toda equipe do CSG por nos motivar a sonhar e nos ajudar a realizar o dia mais lindo de nossas vidas com pouca grana e pagando preços justos. Quero agradeceu também meu cunhado Rony que foi pau pra toda obra nesse processo, minhas irmãs, Paola e Yasmin, meu cunhado Helder pelo incrível presente de dar a mão de obra da reforma da minha casa (sim, eu estava ainda no meio de uma reforma), e meus pais. E claro às minhas amigas Michele, Fabi e Carlinha por toda ajuda.

Beijos a todos.”

 

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (1)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (2)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (3)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (4)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (5)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (6)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (7)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (8)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (9)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (10)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (11)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (14)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (15)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (16)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (17)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (18)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (19)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (12)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (13)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (20)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (21)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (22)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (23)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (24)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (25)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (26)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (28)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (29)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (30)

Casamento-Priscila-Elton-economico-casando-sem-grana (31)

fornecedores

Restaurante: Caminhos do Sul | Fotógrafo: Thércio Massari | Decoração: Arte Pincel e Cia | Bem casados: Ilha de Açúcar

 

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d