Casamentos Centro-Oeste HISTÓRIAS REAIS MATO GROSSO DO SUL

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Marina e Gabriel contaram com a ajuda de familiares e amigos para realizar o tão sonhado casamento. Eles pesquisaram muito e por uma questão de economia, decidiram colocar a mão na massa para decorar tudo, e ficou lindo.

Vem ler!

“Me casei no dia 20 de junho em Três Lagoas – MS com o meu anjo Gabriel, com quem eu já namorava há 6 anos.
Nos conhecemos na faculdade, onde éramos da mesma turma de Biologia, começamos namorar no segundo ano. Resolvemos casar quando fomos morar juntos, moramos um ano juntos em uma república e este ano finalmente nos mudamos pro nosso cantinho, só nós dois, sem mais ninguém rs.
Quando ficamos noivos eu já comecei a pesquisar e fazer orçamentos.
O primeiro passo foi escolher a data, local da festa e o número de convidados, assim decidimos casar em junho – quando raramente chove na nossa cidade – em um rancho à beira do rio, perto da natureza que nós dois tanto gostamos. Minha sogra nos presenteou com o buffet para 150 pessoas, que saiu no total de R$10.500 (o custo mais alto do casamento). Fizemos orçamentos em diversos buffets e acabamos optando pelo de um colega. No valor já estavam incluídos os garçons, a comida, bebida e os móveis (mesas e cadeiras, aparadores, biombos, e as cadeiras para a cerimônia). Nosso casamento foi marcado para as 15 hrs (para casarmos ao por do sol). Optamos por um cardápio de finger foods (que eu imaginava ser mais barato, mas que na realidade é mais caro). Ah o Buffet ainda me deu o bolo de casamento de presente, escolhi um naked cake que ficou a coisa mais linda! Somos viciados em sushis, e o buffet fez sushis no casamento, mas ia fazer sem o salmão (por causa do valor que pagamos), então compramos os peixes por fora e eles incluiriam no menu sem nenhuma taxa, gastamos mais R$ 250 pelo salmão.
O rancho que alugamos é lindo por sí só, mas pagamos mais uma pequena fortuna por ele, R$ 2.650. Além dele, alugamos um segundo rancho para os convidados passarem o fim de semana do casamento, para poderem beber e ficarem tranquilos por lá mesmo. O segundo rancho vizinho do local da festa foi pago pela minha mãe, meu pai e, o restante do valor, por uma pequena colaboração dos convidados que ficaram lá (o aluguel para 48 pessoas passarem o fim de semana saiu por R$ 2.400).
Meu convite foi bem simples. Pedi para um primo meu que desenha super bem fazer caricaturas nossas, no Word mesmo escrevi nossos nomes, data, hora, etc e imprimi em um papel um pouco mais grosso que o sulfite reciclado, comprei um cortador de papel bem bonito e cortei as bordas pra ficar mais bonito e enviei.
A decoração é a parte que eu mais amei na festa, fiz orçamento com alguns decoradores, o mais caro me pediu R$ 6.500, o mais barato R$ 4.300. Achei muito caro e decidi fazer sozinha. Eu sei dobrar tsurus de origamis e logo pensei em fazer mobiles de origami para pendurar na varanda do rancho, dobrei uns mil tsurus, com a ajuda de alguns amigos e da minha sogra. Algumas das minhas madrinhas e eu fomos até a 25 de Março em São Paulo e compramos vários itens para a decoração. Comprei luzes de natal para enfeitar o deck da piscina, pedras de acrílico por kg para colocar nos mobiles de tsurus, bolas de isopor para fazer bolas de flores de papel, algumas flores artificiais, TNT, velas, formas para docinhos, etc. Gastei uns R$ 2.500 com a viagem e a decoração. Para os enfeites das mesas usei garrafas e vidros enrolados com cizal, velas flutuantes (dentro dos vidros) e algumas flores (comprei 2 ramos de uma florzinha pequena branca que saiu por R$ 30). Para os enfeites da mesa colei flores falsas de cerejeira em ramos secos de coco (as flores comprei em um site chinês e paguei 1,99 dólares).
Os docinhos do casamento eu ganhei de uma das madrinhas, a mãe dela tem um atelie de Doces Finos maravilhoso, e elas me deram 900 docinhos como camafeus, brigadeiros, beijinhos, olho de sogra, etc. Além disso, a tia do meu marido trabalha em São Paulo fazendo Macarrons, que na minha opinião são os mais lindo e mais deliciosos que já experimentei, ela me presenteou com uma torre de Macarrons para a mesa do bolo, fez os macarrons que foram como lembrancinhas para os convidados e ainda fez 50 unidades de cup cakes para a mesa.
Os macarrons das lembrancinhas foram em uma caixinha de acrílico (que comprei na 25 de Março em São Paulo por R$ 0,60 a unidade) com um mini tsuru colado em cima, ficaram lindas.
Meu vestido foi idealizado por mim, peguei partes de diferentes vestidos que gostei e levei em uma costureira maravilhosa que fica em uma cidade vizinha, ela fez mágica. Ficou Perfeito! Os tecidos eu havia comprado em São Paulo, musseline de seda e Renda francesa, R$ 560. A mão de obra da Costureira foi R$ 1.200.
Os vestidos das madrinhas foram todos do mesmo tecido, pois eu queria uma leveza quando elas andassem, também tentamos escolher a mesma cor para todos, mas acabou ficando apenas tons parecidos.
A roupa do noivo foi presente da mãe dele, calça social, camisa branca e colete. Os padrinhos também se vestiram igual, calça social, camisa branca e suspensório. Ficou Show!
Mandei fazer coroas de flores para as floristas, comprei as flores falsas e a mão de obra de cada uma saiu por R$ 10 cada, muito lindas. As cestinhas com pétalas foram R$ 5 cada e as pétalas comprei em um site da China por 1 dólar (1000 pétalas).
Fiz meu buquê com flores falsas de papel (um amigo fez as dobraduras), rosas falsas, pérolas falsas e muito arame, hahaha.
Contratei um cabeleireiro e uma maquiadora, que foram ao rancho e fizeram cabelo e maquiagem em mim, nas madrinhas e nas floristas. O cabeleireiro me cobrou R$ 210 o penteado do dia e o teste e a maquiadora R$ 125, ambos maravilhosos e muito atentos no tempo. Deu tudo certo e conseguiram aprontar 8 pessoas sem grandes atrasos (Ufaa!).
A cerimônia foi à beira do rio, o buffet forneceu os móveis e para decorar colocamos apenas corações e cata ventos de papel ao longo do corredor. Como não seguimos nenhuma religião e o Juiz de Paz da cidade não vai até ranchos realizar cerimônias, fizemos uma cerimônia alternativa. Entramos ao som de músicas lindas, ele ao som de Demorou pra Ser do Vanguart e eu ao som de Pra Sonhar do Marcelo Jeneci, quem não conhece, ouça, são músicas lindas! Dois amigos nossos, uma madrinha e um padrinho realizaram a cerimônia em conjunto, cada um deles leu um texto lindo que escreveram. Fizemos a cerimônia da areia, onde os noivos colocam areias de cores diferentes em um mesmo recipiente para simbolizar união, depois fizemos nossos votos, foi muito emocionante e lindo, todos os convidados choraram. Em cada cadeira ainda coloquei um lencinho de lágrima de alegria e um saquinho com arroz. No final levamos uma chuva de arroz, foi muito legal!
Os lencinhos das lágrimas de alegria, eu decidi fazer em cima da hora, mas é extremamente fácil, comprei saquinhos transparentes (R$ 4,50 por 200 saquinhos), coloquei lencinhos de papel (R$ 2,60 a caixa com 50 lenços) e colei um logo que imprimi em folha sulfite mesmo. O logo quem fez foi uma das madrinhas, baseado nas caricaturas que meu primo havia desenhado para os convites.

Para animar o pessoal, contratei uma banda de rock de um amigo meu, me cobraram R$ 500. A aparelhagem de som escolhi a mais simples e saiu por R$ 450.

Por fim o fotógrafo, quase não tivemos pois já estávamos sem dinheiro, mas no fim um amigo meu, que fazia apenas mini weedings, fez as fotos e minha mãe me deu de presente. Ele cobra R$ 2.500 nos mini weedings e pela amizade fez por R$ 1.500 no nosso big weeding, hahaha. Ele foi maravilhoso!

No fim posso falar que tudo deu mais do que certo, um dia antes estava um dia nublado e feio, no dia do casamento fez um sol lindo, ficamos com medo de não dar conta da decoração, mas a maioria dos padrinhos e madrinhas, além de alguns amigos e familiares ajudaram e saiu tudo perfeitamente, até me perguntaram quem era o decorador. O pessoal do buffet eram maravilhosos, não deixaram faltar nada e ninguém ficou com o copo vazio durante a festa. Principalmente, todos que estavam no casamento sentiam a alegria que emanava, todo mundo se divertiu, até quem não gosta de festa quis ficar até o fim.

O meu conselho para as noivas é pra não ter grilo, não encanar com uma coisa e saber se adaptar a situação, se você levar tudo na calma, vai ficar tudo bem no final. Além disso, abuse dos seus amigos, hehehe. Pra nós, preparar o casamento com nossos amigos e familiares um dia antes foi tão bom quanto o casamento em si! Hoje posso dizer que meu casamento, sem cerimonialista, sem decorador, sem padre, juiz, e sem nenhuma das convenções, foi até hoje o melhor dia da minha vida! Tenho certeza que não teria sido da mesma maneira sem o amor e a amizade de todas as pessoas envolvidas.”

Beijos!

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

Casamento real e econômico | Marina e Gabriel

 

Fornecedores

Buffet: Nostra Casa | Macarrons: Meire Nakamura | Vestido de Noiva: Atelier Taynã Thomazini
Docinhos: Ateliê Dolce Fiesta | Fotos: Alessandher Piva | Make da noiva: Gracielly Borges | Cabelo da noiva: Taigor Pereira


[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d