Casamentos HISTÓRIAS REAIS PIAUÍ

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Dracy sempre teve o sonho de realizar um casamento tradicional com tudo que tem direito, mas depois de ver os orçamentos, deixou esse sonho pra lá e resolveu casar só no civil. Mas aí, a amiga dela, a Marina, não satisfeita sabendo que amiga sempre quis realizar um casório com vestido longo, e tudo mais, teve a ideia de fazer um casamento surpresa do jeito que a amiga sempre sonhou mas gastando bem pouquinho.

Vem ler!

“Me chamo Marina, moro em Teresina – PI e quero compartilhar com vocês a minha alegria de ter realizado o casamento SURPRESA de dois grandes amigos: Dracy e Ricarte.

Inicialmente gostaria de agradecer todas as dicas do site, pois nos ajudaram muito em cada detalhe do casamento.

Dracy e Ricarte são duas pessoas muito especiais na vida de todos que estão a sua volta. Depois de 11 anos de namoro decidiram se casar. Ela sempre sonhou com um lindo casamento, com direito aos tradicionais bolos, docinhos, vestido longo, buquê, bem-casados e tudo que se possa imaginar. Ele sempre concordou e apoiou a ideia de realizar esse sonho para sua amada. Com isso, começaram a planejar o casamento para julho de 2016.

Juntas começamos a visitar diversos fornecedores (fotógrafos, cerimonialistas, buffet, músicos, confeiteiros…) e então veio a decepção. Descobrimos que este sonho não caberia no bolso do casal – deixamos de somar quando a conta atingiu 30 mil reais.

Diante desta situação, os noivos então decidiram que apenas casariam no civil, no gabinete da juíza, em uma manhã qualquer do mês de outubro de 2015. Decidiram que ao invés de gastar aquela fortuna com o casamento, montariam o apartamento onde morariam após a cerimônia.

Ela me disse que havia superado o sonho do casamento, mas, sendo sua amiga desde os 13 anos de idade, obviamente não acreditei.

Inconformada, decidi reunir forças e ideias com o meu esposo (Jadson), outra superamiga (Ester Marina) e a mãe da noiva (Tia Cilene) para fazermos a tão sonhada festa de casamento da Dracy e do Ricarte.

Pensamos em fazer um almoço surpresa, pois faltavam apenas 3 semanas para o dia marcado para o casamento (08/10/2015) e não possuíamos um orçamento muito grande.

Mas Deus estava do nosso lado. Pesquisando algumas coisas na internet, encontrei aqui no Casando sem Grana a ideia do mini casamento. Lendo a matéria percebi que o que tornava a festa de casamento muito cara era a quantidade de convidados. Por isso, partimos para a ideia de convidar apenas os vips dos vips (pai, mãe, irmãos, avós, tios queridos, bem como somente os melhores amigos mesmo). Com isso, fechamos uma lista com pouco mais de 30 convidados. De tão vips, não foram necessários aqueles convites caros e formais, os convidados foram chamados diretamente por nós poucos dias antes do casamento.

Começamos a procurar um buffet que comportasse todos para a cerimônia e a recepção. Encontramos 2 lugares, um deles descobri através da dica de uma noiva que escreveu seu depoimento aqui no site. A proposta incluía um farto almoço e outros serviços por 40 reais por pessoa. Porém o espaço disponível para o dia 08/10/15 era muito grande e necessitaria um enorme gasto com decoração. Então, partimos para a próxima opção.

Me apaixonei pelo lugar logo na primeira visita. Lá funciona um café MARAVILHOSO: comida perfeita, atendimento de primeira e ainda dois ambiente que não necessitavam de quase nenhuma decoração. E aí vai a dica de ouro: procurar um lugar que já seja lindo, que não necessite de muita decoração, pois depois do buffet esta costuma ser uma das contas mais caras do casamento.

Enfim, eles nos cobraram 60 reais por pessoa (30 convidados x R$ 60 = R$ 1.800). Embora o preço fosse maior do que o a outra opção, não precisaríamos gastar com a decoração, pois como já foi dito, o lugar é incrível. Eles serviram um café da manhã muito gostoso e farto, todos saíram muito satisfeitos (café, cappuccino, chocolate quente, sucos, tapiocas, cuscuz, brownie, bolos (cenoura com chocolate, limão e milho), pãozinho recheado, mini coxinhas de frango, mini quibe c/ catupiry, caldo de carne, salada de frutas… tudo bem típico da nossa culinária).

Escolhido o local, passamos a procurar um músico, fotógrafo e alguém que fizesse os detalhes da decoração. Escolhemos o cantor Aislan (voz e violão), pois como o casamento seria às 8:30 da manhã, queríamos algo mais tranquilo e ao mesmo tempo emocionante (ele nos cobrou R$ 350 e foi incrível, até a marcha nupcial ele tocou, um sucesso). Ele fez o repertório com base nas bandas preferidas dos noivos (U2, Capital Inicial, Engenheiros, Legião Urbana, Marisa Monte…).

O fotógrafo foi um amigo da noiva, super atencioso. Ele presenteou o casal com as fotos da festa e ainda um ensaio de casamento lindo.

Quanto à decoração, encomendamos apenas dois arranjos para a mesa do bolo, um arranjo para a mesa da juíza, 5 lapelas (para pais, noivo e os dois padrinhos), o buquê da noiva, o mini buquê da daminha e um tapete para o local da cerimônia (essa parte da decoração foi contratada com uma floricultura – fizeram tudo por R$ 435 e nós amamos). Os outros materiais (mesas, pratos, talheres, cadeiras) eram do próprio buffet.

 

Além disso, alugamos as peças para colocar o bolo e os docinhos, que custaram R$ 190.

O bolo, os 200 docinhos e os 50 bem-casados foram presentes da outra amiga (Ester Marina), eles custaram R$ 500 e estavam perfeitos.

Para complementar a decoração, mandei fazer um cardápio para cada mesa e o quadro de digitais, que juntos nos custaram a bagatela de R$ 50.

Em resumo: o casamento foi preparado em 3 semanas e custou apenas R$ 3.525, isto é, pouco mais de 10% do orçamento que a noiva fez para casar em julho de 2016.

Tudo ficou maravilhoso, foi corrido mais valeu muito a pena. E confesso que o mais difícil foi convencer a noiva a alugar um vestido longo. Como ela pensava que ia casar no gabinete da juíza, queria alugar um vestidinho curto qualquer, mas com muita insistência, conseguimos passar a perna nela e convencê-la a usar o vestido longo. O noivo foi mais fácil de convencer, pois os homens não costumam ser muito resistentes com roupas (kkkkkk). O aluguel do vestido, da tiara e dos brincos custaram R$ 300. Já a roupa do noivo custou R$ 200.

Gostaria de descrever a emoção da minha amiga/irmã Dracy quando chegou até o buffet e viu tudo arrumado para o seu casamento, mas não existem palavras para tanto. Espero que as fotos consigam expressar melhor esta imensa alegria.

E assim eu concluo: não importa o curto tempo ou o pouco dinheiro disponível para o seu casamento, se você acredita no amor e o tem como o verdadeiro motivo da sua festa, não se preocupe, tudo sairá perfeito!”

Beijos!

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

Casamento real e econômico | Dracy e Ricarte

 

Fornecedores

Buffet e espaço: Fazendaria Café | Músico: Aislan Leal | Fotógrafo: Yago Araújo Fotografia | Decoração: Glady’s Floricultura | Peças para bolo e docinhos: Class | Bolo, docinhos e bem-casados: Confeitos | Vestido, tiara e brincos: Leila Noivas | Roupa do noivo: Hiper Noivas


[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d