Relato real | O chá bar da Tatiane e do Cleber do Rio de Janeiro
RIO DE JANEIRO

Relato real | O chá bar da Tatiane e do Cleber do Rio de Janeiro

Existem histórias curtinhas como essa do relato real de hoje do chá bar da Tatiane e do Cleber, do Rio de Janeiro, que às vezes passam despercebidas, mas que merecem atenção pelo tamanho empenho dos noivos, amigos e familiares em produzir um dia tão único e bonito dentro de um orçamento apertado. Repare como foi assim com essa história e perceba quão capaz você é de fazer o mesmo 🙂

“Nós comemoramos nosso quinto aniversário de namoro no dia 02 de Abril de 2016 no melhor lugar: o santo altar de Deus. Começamos a trilhar o caminho a desde o nosso primeiro encontro em 2011 ou como diria meu noivo, desde o nosso primeiro olhar!

Nos casaremos em cerimônia tradicional católica na capela onde o meu noivo fez toda sua caminhada cristã. Nossa recepção será no tema rústico e vintage, nas cores azul, amarelo e branco. Todo o grande dia está repleto de detalhes que pensamos ao longo desses dois de preparação e como somos do estilo Faça Você Mesmo, lembranças e outros detalhes estamos colocando a mão na massa para fazer e claro economizar!

No último dia 20 de Fevereiro comemoramos nosso último evento solteiros: nosso ChaBar. Graças ao nosso time de super padrinhos e nossos pais, foi um dia lindo em cada detalhe. A decoração foi pensada e organizada por mim e pelas madrinhas, os objetos usados foram do acervo de decoração de uma das nossas convidas e tia de coração (tia Verônica) e os utensílios usados para decorar vieram direto da casa de uma amiga!

Os comes e bebes ficaram por conta das nossas mães que cuidaram de todo cardápio. Uma amiga da família fez os salgados e preparou na hora do chá. Servimos também cachorro quente, torta salgada, torradas e patês. O Naked Cake foi feito por uma tia do meu noivo e docinhos por uma conhecida de um casal de padrinhos! As lembranças foram feitas por mim, mas a ideia foi de uma das madrinhas. Usamos também nosso convite que ficou lindo para decorar e aproveitamos o dia do chá para entregar muitos deles. Tirando a chuva que caiu no fim do dia e atrapalhou um pouco as brincadeiras (e a noiva acordar com zika no dia do chá), foi um dia muito especial onde pudemos experimentar o carinho de todos por nós e a felicidade de poder partilhar esse momento único em nossas vidas! E que venha o casamento!”

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (4)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (3)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (2)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (5)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (7)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (8)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (9)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (10)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (11)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (1)

cha-bar-rio-de-janeiro-tatiane-cleber-casando-sem-grana (12)

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d