Quais os reais problemas em remarcar a data do casamento
Por onde eu começo?

Quais os reais problemas em remarcar a data do casamento

Sabe quais são os reais problemas em remarcar a data do casamento? Você vai me xingar, mas além de problemas realmente sérios, tais como: doenças, morte, acidentes e afins, os reais problemas nascem apenas sabe onde? Na sua cabeça e explico o porquê disso:

O conto de fadas

Eu já falei muito sobre a pressão social que é feita primeiramente sobre nós, mulheres, sobre se casar. Desde pequenas, nos filmes e desenhos, a mulher está sempre a espera do príncipe encantado. Quando ele(a) chega – ou a gente acha que chegou, hahahaha – lá vem tooooodas aquelas imagens mentais de volta e você passa a sonhar com o agora. Tudo precisa ser perfeito e pra ontem!

A vida real

Acontece que a vida não é bolinho e todos os dias matamos vários leões, dentre eles o do dinheiro curto e contado para fazer tudo. Quantas vezes seu salário pinga na conta e no outro dia já foi? Hahahahaha. A gente rí, mas o papo é sério: a vida real contrasta, e muito, com os sonhos de princesa que temos.

O que fazer então?

Desfazer o bico e engolir o orgulho! Você vai se casar e ponto! Apenas aceite que pode ser daqui a um ano, ou no outro ou até mesmo em ooooutros lá na frente. Você precisa aprender sobre senso de urgência, o quanto antes.

Faz tempo que eu queria escrever sobre isso. Me sinto exausta de responder semanalmente não apenas um, mas vários e-mails, de jovens que vem até mim pedir ajuda para realizar seus casamentos mesmo em situação de desemprego, desentendimento familiar sério e até, pasme, não concordância do(a) companheiro(a) em realizar a festa de casamento.

Amor, por favor, amadureça! Casamento não é a festa em sí, casamento de verdade vem depois! E como você quer começar sua vida a dois cheia(o) de dívidas, sem ter um teto, um amparo financeiro e com todas as costas viradas pra você? Por que simplesmente não respirar, pensar mais friamente e aguardar o tempo necessário para que as coisas se ajeitem?

“Ah, mas já estou aguardando faz tempo! Já estamos na décima data planejada!” 

Uai, quem esperou 10, espera 11. Medite nos reais problemas por detrás desse marca-e-desmarca datas aí:

  1. O outro só me enrola
    Bom, será que ele(a) quer mesmo se casar? Você pretende forçá-lo(a)? Tem absoluta certeza que é ELE(A)?!
  2. Eu quero me casar na data que comemoramos determinado dia especial
    Lindo, mas tem prática? É uma data financeiramente possível pra vocês e para o restante dos convidados?
  3. Não aguento mais esperar!
    E porque? Analise o que te faz ficar ansiosa(o). Será que uma festa de casamento vai mudar o relacionamento que vocês já tem? Sem ela vocês serão “menos casados”?

Remarque sua data quantas vezes forem necessárias até que você, seu (sua) noivo(a) e todas as pessoas importantes em sua vida, sintam-se confortáveis ou, pelo menos, menos preocupados. Dê atenção aos motivos das remarcações, mas principalmente tenha calma e confiança no destino desse amor.

Um beijo!

Imagem de capa: Shutterstock

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d