Olá!!!

Hoje trago para a roda uma preocupação particular, que mora na minha cachola…

Como fazer com que a recepção do casamento também seja agradável às crianças?

Porque de tal preocupação? Explico!

Já fomos crianças e, muito provavelmente, já fomos a casamentos quando crianças… E o que ouvimos de nossos responsáveis é: Comporte-se!

Aí você, toda engomadinha, chegava na festa só encontrava coisa de adulto… Comidas e atrações destinadas aos adultos. Mas as crianças estavam ali! Presentes! Com todos os seus encantamentos pelos noivos!

Quando tinha a sorte de ter um parquinho fazia-se a alegria dos pimpolhos! Mas não pode sujar a roupa!

“Ah… E por favor, não se machuque nem quebrem nenhuma louça tá bom?! Tranquilo?!”

Resumindo, você, seus primos e conhecidos estariam todos reunidos, com mais algumas crianças que vocês ainda não conheciam, com toda a energia para queimar! Mas teriam de ficar “bonzinhos”, quietinhos, sem mexer na decoração, sem correr e, de preferência, deixarem os pais a vontade, por que eles queriam aproveitar a festa, que afinal, não se repete todo ano como os aniversários!

O tempo passa, o tempo voa… Era assim quando eu era criança e hoje, mesmo com muitas mudanças, algumas situações permanecem. Digo isso, pois é mais ou menos essa linha de raciocínio que vejo acontecer atualmente quando vou a algum casamento.

Capaz, né, gente! Proibição é o melhor combustível! A molecada faz um auê danado, e seus respectivos responsáveis não estão muito dispostos a fiscalizá-los! Prato cheio para aborrecimentos desnecessários.

Aí a criança está livre, leve, solta e saltitante, sem ninguém por ela e com toda a noite para gastar suas energias correndo pelos corredores das mesas, até se machucarem, brigarem, ou encostarem-se a algum cantinho caindo de sono!

Fonte: Google Imagens

Há quem recomende restrição a presença de crianças nos casamentos. Acho pouco simpático. Imagina “proibir” que os pais levem para a recepção umas fofurinhas como essas da imagem lá em cima do post?!?!

Por essas e outras sempre tive em mente dispor de algum atrativo para os pequenos, e fazê-los sentirem-se parte desse momento.

Calma, não vamos orientá-las a transformarem o casório numa festa de aniversário, colocar palhaço, escultura de bexigas, pintura no rosto, teatro de fantoches, ao som de A Galinha Pintadinha e o Galo Carijó a galinha usa saia e o galo paletó!  Etc… Não!

Penso apenas que é possível divertir o público infantil com aquele tripé:

“Criatividade, organização e paciência”

Em algumas buscas pelo assunto localizei bastante conteúdo, mas em geral contém sempre as palavras “alugue, compre, contrate”, e as dicas acabam sendo pouco aplicáveis à realidade Sem Grana que nos é própria!

A seguir uma listinha de ponderações relativamente econômicas a respeito:

Quantidade de crianças:

  • Identifique a quantidade e a idade aproximadas das crianças entre seus convidados.
  • Por exemplo, aqui em Campinas, nos locais em que já fiz alguma cotação, a cobrança é basicamente a seguinte: De 0 a 5 ou 6 anos não paga / De 5 ou 6 a 9 ou 10 anos pagam 50% / Acima dessa idade cobram o valor total.
  • Você pode agrupar sua lista mirim de convidados seguindo esses grupos.

Instalações:

  • No momento da escolha do local para a recepção, inclua em seu checklist a existência ou não de “Playground” ou espaço recreativo e fraldário.
  • Em caso afirmativo, se contavam com monitoria para as crianças. Se você tem uma quantidade considerável de crianças, releve esse ponto na hora da decisão.
  • Não deixe de observar itens de risco às crianças, como piscinas e lagos desprotegidos, escadas, etc.
  • Se você já escolheu um local e ele não conta com esse tipo de estrutura/serviço, siga adiante.

Possibilidades para ocupar crianças:

A primeira coisa que vem a mente é: desenhos e lápis de cor! É uma excelente atividade, porém, há o sério risco de que não só as folhas sejam coloridas, como também as paredes e toalhas… E que pagará por isso? Tu!

Se você não quiser se arriscar, que tal substituir o desenho por livros infantis, gibis?

“Ah, mas aí vou ter de gastar muito”

Não necessariamente… Faça uma visitinha a sebos! Além disso, existem pequenas coleções com 10 livros cada cujo preço não passa de R$ 10,00!

Fonte: Google Imagens

Massinha de modelar pode ser uma boa também!

Fonte: Mdemulher

Já fez brinquedos de sucata? Eu já e adorava… você pode buscar na internet algumas ideias simples de executar, imprimir (ou copiar) e deixar a disposição junto à algumas sucatas, para que eles façam… Peça aos familiares e amigos para juntarem os materiais para você.

Fonte: Google Imagens

Tem em casa um dominó, tabuleiro de dama, trilha, cartas, jogo da memória, quebra-cabeças, coisas do tipo e que não tenha problema  em, eventualmente, ficar esquecido ou perder peças,  leva pra lá também!

Fonte: Google Imagens

Não tem um playground ou similares no local da recepção?

Que tal identificar um cantinho do salão como espaço das crianças e dispor ali alguns desses passatempos?

  • Se alguém puder lhe emprestar um tapete de EVA fica ótimo! Se não, determine qual será esse espaço e faça uma identificação (letreiro, fitas coloridas)

 

Fonte: Google Imagens
  • Fantoches também podem ser deixados para as crianças! E você pode fazer!

Fonte: Google Imagens

A recepção é ao ar livre?

Você pode estimular algumas brincadeiras coletivas antigas que estão esquecidas pelas crianças hoje habituadas à tecnologia. Brincadeiras de roda, passa-anel, mamãe da rua colorida, amarelinha, corda, pião, bolinha de gude, elástico, bambolê, vai-e-vem, quem lembra mais?!

 

Fonte: Google Imagens

Selecione as instruções na Internet, imprima, ou copie, e peça a alguém que espalhe pelo local. Os fotógrafos iram gostar de fazer cliques dessa turma!

Comida para crianças?

Muitos cardápios são compostos de coisas que crianças não se sentem atraídas a provarem… Por isso, verifique a possibilidade de dispor uma mesa nesse espaço com refrigerante, suco, copos descartáveis, salgadinho, lanchinho ou aperitivo que criança coma!

Se você gostaria muuuito seguir o tutoria da Gabi e fazer cupcakes, mas o número de convidados impede, não seria uma boa prepara-los para os mirins?!

Fonte: Arquivo Pessoal Gabi Gasparin

Relembre: Faça você mesmo meu amor | Cupcakes

E se gostou da dica dos lanchinho rápidos, pode incorporá-la para seus convidados mirins também!

Lancinhos rápidos e práticos para o seu casamento!

Jogando o buquê para crianças

Já reparou na carinha de dó que elas ficam na hora em que a noiva joga o buquê para as titias, digo, solteiras? Corta-me o coração!

E se você convocar as crianças e jogar uns pirulitos, balas, chicletes?

Acha que vai dar tumulto? Conte o total de crianças, monte uma sacolinha surpresa com essas guloseimas e peça a alguém para entregar aos pimpolhos.

Mas não tenho espaço nenhum para crianças!

Se não houver nenhuma disponibilidade de espaço diferenciado para as crianças, você pode incluir um brinquedo simbólico como lembrancinha, junto com as lembrancinhas dos adultos!

Bolinhas de sabão!

Nenhuma das alternativas anteriores, mas ainda está preocupada com o que fazer para os pequenos? Bolinhas de sabão! As crianças adoram, e exigirá pouco trabalho e espaço para utilização!

A questão de monitoria

Caso o serviço contratado não disponibilize desse serviço e você não disponha de fundos para bancar mais um fornecedor (e isso é bem provável), mas ainda assim gostaria de dispensar essa atenção às crianças que estarão presentes em seu grande dia, organize suas ideias e preferências, veja o que é possível ou não em sua realidade financeira e espacial e divida suas considerações com os responsáveis pelas crianças!

Explique para eles como as crianças serão recepcionadas, peça que expliquem para os filhos e que no dia te ajudem na tarefa de distrair as crianças (encontre as palavras para dizer com sutileza que haverá alguns passatempos, mas que é importante que eles fiquem de olho em suas crias).

Bacana né!?!?

Tenho certeza de que esses incrementos não terão pesos absurdos em seus orçamentos, mas farão um grande sucesso entre os pequenos, e esses lembrarão com muito carinho de seu casamento!

E então!?!?

Conte-nos seus anseios e inspirações, dúvidas e aflições!

Escreva para: maristella@casandosemgrana.com.br

Beijos!

 

Comments

comments

Publicidade