Início » Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Dois chás em um post só!

Jéssica fez um chá de cozinha lindo com um bolo fake de toalhinhas e contou com a ajuda das madrinhas pra organizar tudo. Já a Leidiane fez um chá bar bem bacana e contou com a ajuda de várias amigas pra fazer as comidinhas.

Vem ler!

Jéssica

“Meu nome é Jéssica, tenho 22 anos e quero mostrar para vocês TUDO sobre meu chá de cozinha, mega econômico e lindo, claro!

Decidimos fechar um chá de cozinha e não um chá bar justamente pela economia, entendam, o presente em um chá bar é dado por um casal, ou seja, minha lista de convidadas dobraria se eu convidasse seus respectivos namorados ou maridos, além da alimentação que eu teria que dobrar a quantidade e o espaço físico que teria que comportar a todos e todas. E cá entre nós, homens não curtem tanto essas coisas.
Sendo assim convidei minhas amigas e familiares mais próximas marquei a data e mão na masa!

Minhas madrinhas Patricia, Jéssica e Raquel me ajudaram muito, esta última é decoradora, o que facilitou muito na coordenação, minha sogra nos cedeu a casa carinhosamente. E até 1 hora antes eu não fazia ideia o que seria o meu chá, deixei tudo por conta das três, só dei uma dica de como eu queria mais ou menos, e elas passaram a semana toda trabalhando nisso, desde os convites até a decoração final. Um item que me chamou a atenção foi meu bolo fake, de toalhinhas higiênicas, é super fácil de fazer, as toalhas estão em rolinhos e foram prendidas com fita crepe, depois é só fazer um laço com uma fita bonita e pronto! *-*

As lembrancinhas (mini raladores) foram comprados na 25 de março e gastei cerca de R$ 1,50 em cada.
Os docinhos foram somente brigadeiro e beijinho, e um bolo de abacaxi com chocolate branco que minha sogra fez.

O restante do cardápio foi comunitário, minha mãe junto com minha tia fizeram tortas, uma tia do meu noivo fez a carne louca e comprei os pãezinhos.

Foi simples, mas lindo! Embora já tenha passado uns meses, continuo apaixonada pela minha decor.”

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

 

Leidiane

“Meu nome é Leidiane sou Designer Gráfica e Bonequeira, pra mim tudo precisa ter um frufru e estar com um toque a mais e entrei na aventura de montar um chá bar temático.

Sou um grande exemplo de casar sem grana, tipo total mesmo. Eu passei por problemas de saúde e fiquei um ano de licença médica, nesse período decidi sair da empresa que trabalhava e viver de artesanato, o que ainda não deu um retorno suficiente para pagar minhas contas.

Então como completamos um ano de noivado e já estamos morando juntos a 3 meses, tivemos várias conversas para decidir se valia a pena ou não fazer um chá bar. Meu noivo já morava sozinho então quando compramos o apartamento e entramos juntos, já tínhamos os itens suficientes para viver, mas ainda faltava, por isso decidimos fazer. Uma amiga me aconselhou a pensar no quanto eu iria gastar com a festa e ver se não valia mais a pena eu mesma comprar os itens. Pensamos em tudo e decidimos fazer.

Os Convidados

Começamos a fazer uma lista, ela crescia, crescia e crescia. Não dava, tínhamos que peneirar aquilo, foi então que decidimos, só os pais, irmãos, amigos próximos e alguns da família. A família toda não ia dar, senão teria que ser somente família.

Nossa lista, ficou com 52 pessoas, de todos, apenas 3 pessoas não confirmaram, portanto trabalhei com o número 50 para poder comprar o que fosse necessário. Nosso espaço seria no salão e churrasqueira de onde moramos.

O Tema

Buteco total, queria coisinhas xadrez, bebidas e comidas, fechado!

O Cardápio

Decidimos que entraríamos com as comidas e os convidados – que seriam todos pessoas bem próximas e que sabem que nossa situação não está fácil – trariam as bebidas. Como usaríamos o espaço da churrasqueira por ser ao ar livre e bem acolhedor, decidimos fazer algum assado na churrasqueira, mas que não fosse somente um churrasco, seria uma espécie de churrasquinho de gato, desses que vemos na porta do buteco. Comentamos que a festa ia sair e minha mãe ofereceu de dar a parte do churrasco, minha sogra entrou com os salgadinhos e amendoins, uma amiga ofereceu carne louca e patês e outra amiga com a parte da glicose, trazendo um mousse de limão, tínhamos boa parte do menu já doado. Então os meus gastos ficaram com o vinagrete, minha famosa pasta de alho, batatinha vinagrete (que acabei comprando pronta, pois saia bem mais barato que fazer, paguei R$ 8 o kilo, comprei 3kg) e o crock de pastel. O crock de pastel nada mais é que, um rolo de massa de pastel cortado em pequenos retângulos, onde eu dobrei ao meio fazendo uma espécie de lacinho e fritei, isso faz o maior sucesso pra comer com patê, pastinha, vinagrete, qualquer coisa! Por ter ganho boa parte da comida, resolvi fazer uma mesa de caipirinha, então comprei polpa de maracujá (sai bem mais barato que a fruta), limão tahiti e abacaxi, 1 garrafa de vodka e uma garrafa de 51. 150 mini pãezinhos, açúcar para a caipirinha, gelo e mesmo pedindo para o pessoal trazer a bebida fiz uma reserva com 3 garrafas 1,5lt de água, 3 caixas de suco e 2lt de refrigerante.

A decoração

Ficou por conta da minha amiga Magda. Ela sabe que eu não tinha grana e tínhamos que pensar na máxima economia, por isso eu precisava da máxima criatividade dela para a decoração.

Primeira coisa, peguei caixotes usados na feira, consegui 6 caixotes que estavam praticamente limpos, fica a dica, pegue caixotes onde o pessoa coloca bandejas, assim eles estão mais conservados, eu peguei do moço que vende caqui e uva na bandeja, isso foi grátis.

A toalha xadrez… a coisa mais difícil de se encontrar é xadrez branco e preto, fui na 25 e consegui achar somente na Gaivota, R$ 4,90 o metro da toalha, comprei 4 metros. As toalhas das mesas dos convidados comprei de plástico, um rolinho com 10 saiu por R$ 6,60 e era exatamente a quantidade que eu precisava. Fica a dica: para grudar as toalhas de plástico na mesa de plástico, passe um paninho com água e vá grudando a toalha como se fosse adesivo, garanto que fica grudadinha até o fim da festa.

Mais coisas que precisei comprar: Mexedores para caipirinha (R$ 3,90 pacotinho com 25 unidades), 50 copos para a caipirinha (R$ 9,80 o pacote), 100 saquinhos para o amendoim (R$ 2,30), 10 tigelas descartáveis – para colocar vinagrete, batatinha, etc – (R$ 3,80). Comprei joguinhos de mini baralho para colocar nas mesas, o pacote com 12 joguinhos paguei R$ 6,60. Para completar a decoração fiz 2 posteres com nossas fotos e um com uma frase em tamanho A3. Também montei frases em tamanho A4 para decorar a parte da churrasqueira com frases de bêbado. Outro item que precisei encomendar foram as flores, tive que ir na floricultura então paguei mais caro, pois comprar no supermercado ou na feira estava complicado por conta do clima que acabou com as plantas.

Os outros gastos foram com papel higiênico, papel toalha, saco de lixo, sabonete para o banheiro, palito de dente e carvão.
Valores Gastos

Mesmo ganhando boa parte das comidas, não bancando a bebida e já tendo muitos itens que não precisei comprar como pratinhos, copos, garfos, facas, meu gasto foi por volta de R$ 300, o que é bem pouco perto de tantos elogios que recebi com a decoração, as comidas que todo mundo saiu empanturrado e toda a alegria presente. Apesar de todos os convidados confirmarem presença, metade deles não compareceu. O que me fez lembrar do caso do menino que não foi a festa e a mãe do amiguinho enviou a conta pra ele pagar rsrsrs, eu compreendo pois você faz tudo pensando nas pessoas, tem gastos e quase como montar um jantar especial pro seu marido e ele dizer que vai ficar até tarde no trabalho e comer um lanche. Mas foi tudo ótimo e saiu do jeito que eu queria, não faltou e não esquecemos de nada, então quem quiser uma lista mais completa do que eu precisei comprar pode me pedir que sei o quanto é complicado querer fazer uma festa de não ter grana.”

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane

Inspiração | Os chás da Jéssica e da Leidiane
Fornecedores

Decoração da Leidiane: Mari-Ah Design e Personalização

 

Sobre o Autor

Equipe CSG

Newsletter





Rede Casando sem Grana

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d