Início » Ser mais que madrinha, cúmplice

Ser mais que madrinha, cúmplice

Oi, gente! Tudo bem?

2013 está quase acabando, seu casamento está cada vez mais próximo e, ainda falta uma centenas de coisas para ajeitar, produzir, programar e, às vezes, começar? E, aí, está faltando ajuda?

SIM!!!! É muito complicada essa fase que temos que cuidar de tantas coisas ao mesmo tempo e, mesmo com algumas pessoas ajudando ainda falta algumas mãozinhas a mais. No entanto, se você é daquelas pessoas que têm duas, quatro e até seis casais de padrinhos, precisa mesmo dessa inquietação sobre o que falta ou não?

O fato é que madrinha tem tarefa, não é um simples momento de glória, prazer e felicidade, mas sim uma ajuda a mais em um momento mais que necessário e ESPECIAL. Madrinhas não são escolhidas por beleza, conta corrente ou bom senso nas escolhas de roupas, madrinhas são amigas, nossas irmãs de alma, que sentem exatamente o que precisamos; conseguem detectar com rapidez o que você tentar explicar e, o principal: aquela que você confia até de olhos fechados. É claro que no mundo de hoje confiar dessa forma é algo quase impossível, mas amizades assim ainda existem, não é mesmo?

Foto: Felipe Maiato
Foto: Felipe Maiato

Madrinha tem algumas funções essenciais para o desempenho do casamento, mas as principais são: disposição, paciência e alegria. Disposição para andar atrás de mil e uma promoções, correr atrás do vestido perfeito com a noiva, argumentar quanto às escolhas de todo o casamento; paciência, para ouvir sua amiga reclamar e chorar quando tudo parece que resolveu não se encaixar, tanto com os preparativos do casamento quanto em relação aos noivos, que podem discutir pelas questões mais simples e improváveis. Aqui, também é preciso ter um jogo de cintura incrível para tentar solucionar esses pequenos contratempos, que surgem quando menos se espera e, a gloriosa alegria, para sorrir e mostrar cumplicidade em participar desse momento.

Sim, eu já mostrei para vocês em um post como escolher os padrinhos, mas se você leu e ainda acredita que seu papel é como uma simples figurante da novela das 21h, ENGANA-SE! Ser madrinha é algo fantástico, é saber que você realmente é especial para aquela pessoa, por isso, ela a quer tão pertinho, para ter seus olhos e seus sorrisos firmes ali, em um lugar mágico, que não seria do mesmo modo se você não estivesse sentindo quase que a mesma sensação que ela.

Você é madrinha? Então, ajude sua amiga a ser uma noiva tranquila, especial e faça o possível para ajudá-la. Não estou dizendo que seus finais de semana agora são destinados para ajudar a noiva, mas que sempre que possível você pergunte, se interesse e questione o que pode ajudar. Se você for bem íntima da noiva, não fique esperando ela lhe dar funções, coloque a mão na massa, pois você sabe exatamente o que ela gosta e detesta. Seja presente!
Esvolha do vestido

Conheça algumas das funções para desempenhar durante o processo do planejamento do casamento: organizar os eventos que antecedem ao grande dia, como a despedida de solteira, o chá de panela e lingerie, pois sabe as preferências da noiva e, na maioria das vezes, conhece seus amigos e pode inclusive ajudar na lista de convidados. No entanto, também é possível acrescentar mais essas: verificar se a noiva precisa de ajuda para se vestir, ou para buscar o buquê e levar até o local em que a noiva estiver se arrumando e, até mesmo se a noiva quer companhia para passar o dia da noiva juntas; recepcionar aos demais convidados da noiva; durante a festa, se divertir com a noiva, mas também estar atenta a ela: oferecendo água, providenciar retoque no batom, ver se roupa e cabelo estão perfeitos, ou seja, sendo a melhor amiga que a noiva precisa.

Posso recusar um convite para ser madrinha? Pode. Na verdade, é um pouco indelicado, mas se você não tem afinidade com a noiva; sente que ela só está convidando por causa da sua renda, pelo presente que você dará; se o seu par não for alguém com quem você tem uma boa relação, que a impede de respirar o mesmo ar; ou ainda se você tem um compromisso inadiável e, devido ao convite feito em cima da hora, não foi possível negociar uma troca de datas.

E os presentes? Preciso mesmo comprar os presentes mais caros? Não, compre o que você puder pagar. Se tiver condições de comprar um refrigerador duplex e está disposta a isso, ok. Agora, se as condições não são lá das melhores, compre algo simples e útil, ou simplesmente não dê nada, amizade vale mais que qualquer presente.

Madrinhas1

DÚVIDAS? Manda para mim: vivian@casandosemgrana.com.br.

Por hoje é só, beijão, bom fim de semana!

assinatura_vivian

Sobre o Autor

Vivian Cunha

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Rede Casando sem Grana

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d