Buffet de Casamento, Casamento Moderno, Convites de Casamento, Festa de Casamento

Casamento por adesão: Polêmica ou solução?

6-5MINS LENDO
por Casando Sem Grana

Foto: Fábio Borgato

Começa com cara de polêmica, mas este post promete ser uma boa reflexão até. Eu acho. Tomara.

Casamento por adesão é aquele onde você fará uma recepção/festa em um espaço (churrascaria, pizzaria, restaurantes diversos ou até mesmo num espaço particular) e a comida que cada convidado consumir será pago por ele mesmo.

Parece simples e até aqui você leu e já deve ter formado uma opinião sobre. Eu também tinha a minha e ninguém mudava até que começamos a receber mais e mais e-mails sobre os assuntos e perceber que cada um envolvia um contexto histórico familiar diferente. Como tentamos ao máximo ser imparciais, quero expor hoje todos os parâmetros sobre o assunto.

Por que?

Justamente pela redução de custos para o casal. Você tá lá apertadasso de grana mas não queria deixar passar em branco só porque não pode pagar comida pra geral.

Pra quem?

Lembram do Felipe Dylon que casou por adesão também?

felipe-dylon-casamento

Então. Não quero gerar polêmica até por que nem música do cara eu escuto mentira: Éééé a musa do verão, calor no coração hahahaha. Agora, o que se subentende-se no caso dele? “POW, o cara é artista! Como assim não tem dinheiro pra festa?!”. Tendo ou não, não é isso que se entende?

Logo, entendemos que essa modalidade de celebração é mais destinada a quem está REALMENTE ruim das pernas financeiras, hahaha.

O que diz a etiqueta?

FORMALMENTE, quem convida é que paga. É até lógico: Se eu quero dar uma festa para comemorar algo que diz respeito a mim, logo, eu pago a comemoração. Entretanto, o conceito de “adesão” já é NORMALMENTE inserido no cotidiano. Quer um exemplo? Existem jantares de empresas que a adesão é normal. Vai e paga quem quer.

Como eu comunico um casamento por adesão?

Na hora da entrega dos convites. Aqui é preferível entregá-los em mãos e no bate-papo, explicar como vai ser e até um pouco do motivo. Quem te ama, quer bem e tem condições financeiras para arcar com os custos (as vezes de uma família inteira), vai. Se quiser reforçar a informação, escreva isso no convite ou num cartãozinho anexo a ele: “Casamento por adesão”.

Como escolher o local e o cardápio?

Seja sensata(o). Se o convidado terá de arcar, escolha um local de preço bastante honesto. Você pode até negociar com o dono do local um preço ainda mais simpático para X convidados. Conheço restaurantes que até fazem um charme de decoração no espaço pra receber seus convidados.

E a decoração?

Assim como o cardápio, deve ser uma decoração mais simples…modesta. Tudo muito suave para gerar um clima agradável. Já pensou ser convidada(o) para um casamento por adesão no restaurante mais pomposo, com a decoração mais chic do mundo e um cardápio caríssimo? Cê não vai achar que os noivos são no mínimo doidos? huahauahuahauahuahua!!!

Mesa do Bolo
Linda, simples e charmosa.

Eu conheci um casal que casou por adesão e saiu dizendo que contratou fotógrafo X, doces da Fulana Y, que a noiva ia chegar em um carro alugado da década de 50, que o topo de bolo era importado….resultado? Me segurei até o último para não dar uns *crocs* na cabeça dos dois.

Fazer ou não?

EU, Sammia, sou da seguinte opinião: Falar e julgar é fácil.

Dizer que é feio, deselegante e ficar se intrometendo na vida do casal é easy mas…não é por aí. Há casos onde a família – mesmo duuuura que dá dó – pede que não deixe passar em branco o dia do casamento. Daí o casal tem aqueles amigos ponta-firmes que topam qualquer parada, inclusive a adesão,e  dá tudo certo. Até por que, sei lá…exemplo: Será num rodízio de pizza, aquela lá da massa finiiiiinha, borda de catupity…huumm, hahahahahahaha…e ainda por cima o preço é justo; POW! Demoro! É um passeio em família com um combo celebração do seu casamento. Bacana!

Nesses e-mails todos eu lí muitas situações assim, onde o clima das pessoas contribuiria para dar certo. Mas lí também e-mails de noivas que estavam simplesmente querendo fazer isso para economizar um dinheiro que até podiam gastar mas preferiam aplicar em outras coisas mais caras para o dia. Como eu disse alí em cima, as chances do convidado notar isso e ficar chateado com você, aumentam.

BOM SENSO é a palavra de ordem. Se vai fazer, faça com o coração, pensando também no convidado que vai se arrumar todo (e gastar no salão, com a roupa…) para ir, simplesmente por que te adora.

Quer outras alternativas?

Tá com medo ou quer outras ideia para a adesão? Olha só:

  • Case-se na igreja bem cedinho e depois convide as pessoas para um BRUNCH. Até o brunch pode ser por adesão, mas feito em estabelecimento comercial ou paticular, ele sai MUITO mais barato. Tem sugestão de Brunch aqui e aqui;
  • Case-se cedo na igreja e depois convide os mais íntimos para um almoço em casa;
  • Case-se e se tiver alguém com um sítio ou casa grande, faça um churrasco;
  • Pic nic! Pode cada um levar um prato salgado e você levar os doces, que tal?;
  • Bolo com Champagne!

 

É isso.

Pense, repense, pense de novo, converse com a família, pesquise espaços, preços e não surte: Se você seguir direitin essas dicas, vai dar tudo certo 😉

 

Beijos!

  • Denise

    6 anos ago

    Eu já participei de um casamento assim. Era uma super hiper amiga minha que ficou grávida e a família insistiu muito pra não “passar em branco”.

    Na época eu era estagiária e tive que escolher: ou dava um presente pra eles ou pagava o almoço, que foi em uma churrascaria. A solução que encontrei foi: comprei i presente, fui na churrascaria e avisei o gerente que eu só tinha ido para perstigiar e não iria comer.

    Confesso, foi suuuuuuper chato almoçar em casa e partir pra churrascaria com todos comendo, mas foi a forma que encontrei de homenagear uma amiga.

    Claro que fiz isso porque sabia que ela tinha um bebê à caminho e uma vida dura pela frente. Se fosse alguém querendo gastar o rico dinheirinho com outras coisas, com certeza eu não iria!

  • Débora

    6 anos ago

    Sam, acho que tudo varia também do convidado. Por exemplo, atualmente, em são paulo, (onde você sai pra fazer um lanchinho e gasta 30,00 assim….) a maioria das comemorações são assim, e todos entendem…é até estranho hoje em dia quem fale “ah, hoje é tudo por minha conta” nessas ocasiões.
    Mas as pessoas menos jovens ou que não vivem nessa (cara) realidade de São Paulo (ou às vezes de outra capital aqui) custam a entender o porque de algo assim.
    Outra coisa: fica difícil pedir presente e fazer casamento por adesão,não acha?

    Beijos, muito ótimo post!!!

  • Sammia, como você mesma disse julgar é fácil. Mas eu escolheria qualquer das alternativas que você deu no final do texto no lugar de um casamento por adesão.

    Beijos, meninas!

    http://www.alegriadecasar.blogspot.com

  • Em Porto Alegre já fui convidada para uns 7 ou 8 casamentos assim e já sei que serei para mais alguns… Com o passar do tempo me “acostumei” com essa possibilidade, pois como vc mesmo disse muitas empresas grandes fazem isso, pq um casal que está começando a vida com mil despesas não poderia?
    Não me casarei por adesão pq meu noivo não aceita, mas se precisasse na boa, seria tranquilo.
    Acho que ao convidado não cabe julgar as condições dos noivos e os motivos da escolha, decido em ir ou não e pronto. Levar presente neste caso tbm é uma decisão do convidado.

    Bjos meninas e gostei do tema!!

  • É uma situação dificil, não sei se eu teria coragem de fazer…
    Preferiria usar uma das opções abaixo…

    Beijinhos

  • É meio complicado essa situação, uma amiga aqui do meu trabalho fez assim, os convidados foram super atenciosos e foram, na boa mesmo, não reclamaram nem nada…eu não irei fazer recepção no meu casamento, optei por isso porque não temos condições pra tal feito, e não quero abusar dos meus convidados….é isso! excelente post Sammia!

    http://alissaeadailson.blogspot.com.br/

  • Eu já pensei em fazer um casamento por adesão, mas eu tenho plena certeza que não daria certo, pois conheço a família que eu tenho e sei a polêmica que isso causaria.

    Na minha opinião, acho que é melhor fazer um Brunch ou algo mais íntimo, só para não passar em branco mesmo!

    Beijos Sam :*

  • Não me acostumo nunca com essa ideia. Até pq tem muitas formas de se comemorar um casamento. Ainda sou da opinião de que em se tratando de festa de casamento (que mesmo que seja meu sonho, eu considero algo “supérfluo”), quem convida, paga.

    Se não pode pagar, não faz. Ou faz só a cerimônia, ou casa no cartório, enfim…

    http://www.blogportodavida.com/

  • Raquel Leite

    6 anos ago

    Já fui em um casamento por adesão, em que o casal teve a ‘pachorra’ de mandar lista de presente só com produtos caros e gastar fortunas com terno, vestido, fotógrafo, doces, cerimonial… Isso é muito triste, foge totalmente do conceito de casamento (ostentação não é amor).

    Beijos!

  • Natasha Gonçalves

    6 anos ago

    É tenso esse assunto mesmo..mas confesso que acabo de começar a pensar nessa alternativa…meu casamento seria em novembro, meus pais quem pagariam a festa e talz…mas, como a vida é cheia de surpresas, estou gravida de 3 meses e fazendo das tripas coração pra tentar fazer algo simples pra não deixar passar em branco o casório…o post me fez ver que é uma alternativa poxa… não ta sendo facil arcar com os custos de comprar uma casinha, montar enxoval de casamento e ainda ter que pagar festão…enfim, não sei ainda o que vou fazer… ótimo post Sam!

  • Francielle Matos Bispo

    6 anos ago

    Ótimo post Sam! Não casei por adesão, mas contratamos um serviço de rodízio de pizza no local da cerimônia. Muitos acharam estranho servir ”pizza” em casamento, mas fala sério, o casamento era de quem mesmo? hahaha Julgar é fácil mesmo, mas quem é amigo de fé e irmão camarada topa tuuuudo para te fazer feliz!

    • Fran vcque fez pizza no seu casamento… please me dá uma luz… hahaah tb quero fazer pizza no meu… o povo chiou muito quando viu que era pizza? E as pessoas idosas, essa é a minha preocupação…. aiii vc podia me mandar um e-mail contando de como fo tudo neh…

      gisatenorio@hotmail.com

      • Francielle Matos Bispo

        6 anos ago

        Oie Gisa.. Até escrevi para as meninas do CSG contando meu relato. Escolhemos servir pizza pelo valor mais baixo em comparação aos buffets tradicionais (R$ 16,00 por pessoa), tinha muuuita variedade tanto de doces e salgadas e é difícil quem não goste né? hehehe Quando entregamos os convites avisamos que seria pizza, e perguntamos se a pessoa tinha alguma restrição.. Alguns acharam estranho, ”’diferente”, mas ignoramos totals hahaha No dia só recebi elogios até das pessoas mais velhas 🙂 Foi uma cerimônia simples para 60 pessoas, mas só o corte da gravata pagou sozinho todo o rodízio mais os garçons das bebidas e mais a fotógrafa! Iebaaaas! Hahaha.. Beijão querida, se ainda tiver dúvidas pode me escrever fran.xd@hotmail.com

        • Fran, também quero saber mais sobre issoo rsrsrs!!!!! Te mandei um e-mail, quando você tiver um tempinho e puder me mandar uma descrição de tudo… Estou precisando de inspiraçãoe gostei da idéia da pizza. Brigadinha!

          • Francielle Matos Bispo

            6 anos ago

            Oi querida, respondidio :)Beijão

        • Barbara

          6 anos ago

          Poxa, achei muito bacana e mil vezes melhor do que casamento por adesão. Quem não adora pizza? Em compensação, já fui a casamentos com buffets baratinhos horríveis, tanto comida quanto serviço. Ninguém é obrigado a bancar festão e jantar pra centenas de pessoas. Acho de bom tom pagar a festa, mas que a festa seja de acordo com a personalidade e bolso dos noivos. No meu casamento (será um coquetel numa tarde de domingo), vou investir uma boa grana no buffet de finger food e no bar… e só. Boa comida e bebida, bons amigos que fazem parte da nossa história, em casa mesmo, com arranjos de flores do ceasa feitos por mim e por minha sogra, com todo amor. Precisa de mais? <3

          • Francielle Matos Bispo

            6 anos ago

            Precisa não 🙂 beijos!

    • Thaís Ribeiro

      6 anos ago

      Fran,

      Te mandei um email ontem em relação ao casamento, você viu?

    • Jeniffer

      6 anos ago

      Eu queria muito um rodizio de pizza no meu casório pena que no RJ tem tem essas variedades toda , vi um rodizio de pizza por 25 reais cada eu ainda teria que pagar decoração , material e mais bebida conclusão melhor pagar um buffet –‘
      Mas eu amoooooo a ideia da pizza <3

  • me casarei em dezenove de Abril – recepção por adesão – só para os ínitmos, rrss .. todos aceitaram, não pedi presentes, muito menos fiz lista de algum!! Optei pela presença deles, foi combinado um preço fixo pelo jantar em um restaurante simples onde será realizada a cerimonia também!! Estou feliz, feliz 😀

  • Priscila

    6 anos ago

    Esse foi um ponto que pegou sério quando minha irmã se casou e agora que chegou minha vez. Meu pai é do pensamento “Os noivos se despedem na porta da igreja” e eu já não consigo ver assim. No caso da Fernanda (minha irmã), foi um casamento lindo e pra não passar em branco, servimos um coquetel no salão da igreja, com doces e bolo e foi um sucesso. Até hoje não se ouviu falar nada de negativo do casamento, eles estavam felizes, o valor ficou bem em conta (mas bem em conta mesmo) e os convidados não precisaram gastar (pagar pela recepção) para comemorar essa data importante. Quanto ao meu, se não for possível um jantar oferecido por mim e pelo meu noivo, faremos um Brunch ou até mesmo um coquetel.
    Gostei muito do post assim como gosto muuuuito do Blog!

    • Thaís Ribeiro

      6 anos ago

      Olá Prisicila,

      No meu casamento quero fazer exatamente da forma que foi feito o da sua irmã, servir um coquetel no salão da igreja com bolos e doces. Se você puder me mandar algumas dicas eu agradeço.
      Meu email é tha.mendesribeiro@yahoo.com.br
      Boa sorte nos preparativos do seu casório.

    • Adriene

      4 anos ago

      Como convidada, acharia mais chato me despedir na igreja do que ir em um restaurante e pagar… claro que não pode ser nada muito caro… mas e válido…

  • Gabriela

    6 anos ago

    Eu cogitei a possibilidade de fazer isso no meu, mas o noivo não quis. A minha idéia era fazer uma coisa bem simples (café colonial) e o valor pago por cada convidado seria bem em conta. Agora acho absurdo fazer lista de presentes nesse caso (se alguem quiser te dar presente deixa a pessoa se propor a isso) e essencial convidar apenas as pessoas bem próximas que fazem questão de compartilhar esse momento com você e não vão ficar te julgando.

    • Luana Alencar

      5 anos ago

      Gabriela o meu casamento será por adesão e nao cobrei presentes dos meus convidados, pois o valor que eles dão, já é um presente.

  • Sam, o Elton e eu íamos fazer o nosso noivado assim (em uma pizzaria), mas nenhum dos nossos parentes concordou com a ideia… Foi muito chato na época… Aí, tivemos que tirar dinheiro não sei de onde para bancar o noivado…

    Essa ideia de casamento por adesão tem que ser muito bem pensada, principalmente se a família é muito tradicional…

    Beijinhos

  • Oi Sam,

    Depende muito da família mesmo, na minha por exemplo, teriam pessoas que não teriam grana para bancar a adesão mesmo que fosse uma pizzaria… Isso pode deixar até os convidados numa saia justa. No meu casamento, apesar de ter sido simples, um monte de convidados não foram, ou porque falaram que não tinham roupa, ou pq não tinham condições de dar presente e ficaram com vergonha de ir…

  • Cristiane

    6 anos ago

    Eu não acho legal, não faria. Ficaria meio incomodada com a situação, e se alguns não pudessem vir justamente pelo fato de não ter a grana no momento?
    Nunca fui em um, não condeno quem o faz, afinal, cada um sabe onde aperta o calo.
    Caso-me em dezembro deste ano e não está tão fácil pagar tudo o que envolve o cassmento, agradeço ao CSG que tem me ajudado e MUITO com as dicas, acredito que seria mais difícil sem vocês =)!

  • Cintia Barbo

    6 anos ago

    Pensei nessa possibilidade, mas meu pai foi muito contra. Acabamos arcando com a despesa mesmo. Mas não me arrependo. Pude convidar algumas pessoas muito simples, que eu admiro e sei que se fosse por adesão elas não iriam.
    Já fui convidada para uma festa assim e não fui porque realmente não tinha dinheiro .Além de tudo, o restaurante era bem caro para os meus padrões.
    Essa questão do presente também é bem delicada. Já pensou quanto custaria estar presente a um casamento para uma família de 4 pessoas? E ainda dar presente?

    No entanto, fui a um casamento muito interessante.Logicamente foi um casamento simples, numa chacara, sem luxo, mas bem arrumadinho e o ambiente estava divertido. Os noivos arcaram com a alimentação, mas cada convidado pagava pelas bebidas consumidas. No convite havia uma frase que explicava como seria.
    Achei perfeito! Uma das coisas que mais pesa aos noivos são as bebidas, ainda mais quando eles não podem levar de fora( compradas numa distribuidora, por exemplo).
    Para os convidados também não ficou pesado, pois pagar apenas bebidas não é um abuso. Alem disso os convidados não podem reclamar : Não tinha cerveja, ou vinho, ou isso ou aquilo!

  • Julianny

    6 anos ago

    Pessoal, o meu foi metade por adesão… Estranho, né? Aconteceu o seguinte: eu casei no cartório e dois dias depois organizei um almoço em um hotel beira-mar.

    Embora a idéia pareça pomposa, consegui fixar um precinho óóótimo de 39 reais ´por pessoa por um almoço hiper legal… Acontece que a grana tava curtinha, então fizemos assim: deixei uma lista de presentes em uma loja bem popular (leia-se baratinha) e tomei cuidado de não pedir nenhum presente que custasse mais que 80,00. Fiz um convitinho simples e convidei aqueles que não podiam passar mesmo: pai, mãe, irmão e aqueles parentes que eu SABIA que não poderiam pagar. Essa conta inicial deu 30 pessoas. Em seguida, mandei um recadinho para cada pessoa que eu amava, mas que não poderia pagar, contando do almoço e das minhas condições financeiras limitadas. Fui bem sincera em dizer que só tinha podido pagar pra bem pouquinhos, mas que, caso pudessem comparecer por adesão seria uma grande honra e o meu maior presente. Lista de presentes? Neguei até a morte e insisti que não queria nada além da presença.

    Como pedi que todos confirmassem a presença para eu poder passar o número correto para o restaurante do hotel, à medida em que os convidados “de graça” desconfirmavam, eu repassava as senhas para os que convidei por adesão. Foi honesta em todo o processo e procurei ajudar todos os convidados a irem. Se sobrassem uma senha, dava a um casal ou uma família (toda economia é bem vinda, né?)

    Como a Sammi falou, pensei em cada detalhe com muita modéstia: eu mesma fiz a decoração,mandei fazer um modelo de vestido simples, não coloquei flores nem tiaras no cabelo, apenas um penteado bonito e troquei o bolo por uma torta de marshmellow bem simpática, com passarinhos de papel como topo. Além disso, fiz tudo para que os meus convidados se sentissem bem vindos…

    Resultado da ópera, acreditem se quiser: das pessoas que convidei e banquei, 10 faltaram (só porque eu os tinha em maior consideração). E os que foram convidados por adesão? Vieram todos e foram a alegria da festa!

    Acho que o casamento por adesão é válido, sim, se for feito com parcimônia, simplicidade e, principalmente, honestidade com os convidados. Até hoje, escuto somente elogios pelo almoço!

    • Amei! 🙂
      Não tem presente melhor mesmo e o convidado não precisa esquentar a cabeça ainda (eu sou do tipo que fica meses pensando no presente perfeito e seria muito mais facil ajudar na festa haha)

  • Muito legal essa discussão, penso nisso as vezes, por que no meio de uma mudança + apartamento + reforma + viagem (qe eu acho indispensavel) + alianças + vestido, fazer uma festa e gastar mais de 20 mil reais não é pra qualquer um.

    Uma festa você acaba tendo que convidar deus e o mundo, gente que você nem fazia questão e gasta super. De qlq forma as pessoas dariam um presente, então pq não pedir a “grana do presente” para a pessoa ir na comemoração?

    • Julianny

      6 anos ago

      Pois é, Carol, sempre que eu pensava nissso ficava constrangida, imaginando os comentários. Mas depois percebi que, entre não chamar e oferecer a opção por adesão, a segunda é melhor! O lance é usar a franqueza e mimar os convidados.
      É claro que tem um pessoal que não entende, mas penso assim: o casamento é um momento de “seleção natural” dos amigos, no fim a gente sempre descobre que está conosco pro que der e vier…

      • Julianny também acho que entre nao convidar e convidar por adesao é melhor convidar por adesao, até porque se tu banca a festa, tu convida a madrinha que tem 4 filhos e esses 4 filhos tem cada um 3 filhos, só neste convite sao 17 pessoas se for boca livre e ja por adesao vai somente quem é mais proximo. Outro problema sao os colegas de trabalho, no meu setor tem 30 pessoas, ou convido todos ou nao convido nenhum e nao convidar ninguem é complicado ja que trabalho com eles a mais de 10 anos, e essas 30 pessoas tem no minimo 1 acompanhante … pobre nao tem condiçoes de encher barriga dos outros só pra nao receber comentarios, se comentar é melhor nao ir. Imagina, 80 pessoas só comida em um lugar barato ja sai em torno de 5 mil reais, fora bebida, eu prefiro investir no resto, foto, filmagem, decoração, bolo, musica, tem varios outras despesas.

  • Fernanda Lopes

    6 anos ago

    Tabu esse aí hein, Sam?!
    Mas é bem como você disse, na minha opinião o casamento por adesão só fica chato se vc perceber que na verdade é por esperteza dos noivos.
    Do contrário, se eu conheço o casal, sei da história deles, da dificuldade em bancar uma festa e da vontade em celebrar essa data… não vejo mal algum na adesão!
    Beijos

  • Daiane Guedes

    6 anos ago

    Adorei! Me diverti lendo esse post!

    Muitas amigas minhas casaram assim, por falta de grana mesmo. Foi tudo lindo e, como vc mesma disse, quando a gente gosta da pessoa, a gente não se importa em pagar e comemorar a felicidade dos outros!

    Bjs

  • Vivian

    6 anos ago

    Aqui no interior as pessoas ainda tem a mente meio tradicional. Eu iria numa boa, mas pensaria duas vezes pra fazer o meu assim. Pq? Por que se fosse uma festa só MINHA, eu faria do jeito que eu quiser, vem quem quer, mas como não dá pra casar sozinha né? hsauhsuhsa Tenho que respeitar a vontade do bonito, e pelo que eu já observei: adesão nem pensar!

  • Claudia Dias

    6 anos ago

    Oii Sam,

    Certa vez estava na pizzaria com uns amigos e chegou vários casais todos os homens de terno e mulheres de vestido longo, depois de um certo tempo chegou os noivos, eles nem fecharam a pizzaria, chamaram apena os padrinhos para uma comemoração bem intima… eu acho super bacana esse Casamento por adesão, as vezes os noivos nao tem condições de fazer algo, e querem comemorar nem que seja de uma forma pequena, ou pode acontecer de os noivos investirem o dinheiro da festa em uma viagem.
    Eu nao vou optar pelo Casamento por adesão, mais se alguem não tem condições, e quer uma comemoração mesmo que seja algo simples, vale apena ser sincero e humilde com sua família e amigos e propor o casamento por adesão 🙂

  • Maria Luiza Camargo

    6 anos ago

    Oie Sammia, você poderia me passar as indicações de restaurantes, estou começando a organizar meu casamento que será por adesão, casamento no civil irá ocorrer em Outubro 2013, já moramos juntos a 3 anos a reunião dos amigos e parentes será para selar união. Assim, poderemos investir em um boa lua de mel…

  • Daysianne Mendes

    6 anos ago

    Eu nunca fui a um casamento assim, mas cheguei a sugerir para um amigo fazer… Acho válido quando, por exemplo, o casal casaria só no cartório, ou um cerimonia bem simples… Agora pagar adesão pro casal gastar dinheiro na lua de mel, roupa do dia , e etc, acho demais… Se soubesse ficaria muito chateada!! Beijos!!

  • Camila Ap Gonçalves Santos

    6 anos ago

    Oie, achei muito válido essa ideia, na época de nos casarmos não chegamos a cogitar esta possibilidade, mas achei muito boa! Porém você tem que conhecer bem os seus convidados, e saber se eles aceitariam de boa! O meu foi um pouco diferente mas entra no itens outras ideias deste post. Nós montamos um site com uma lista de presente virtual, e todo o valor arrecadado deste site foi revertido para as despesas da festa. No site deixamos uma mensagem, dizendo que gostaríamos que todos participassem desse momento conosco, e como não tínhamos condições de realizarmos uma festa, por mais simples que foi, para todo mundo, iríamos abrir mão de presentes físicos, para que recebêssemos os presentes em dinheiro. E ainda bem que deu tudo certo. Recebemos os valores pela lista de presentes do site, pessoalmente antes e até no dia do casamento. Cada convidado deu a quantia perfeita que podia ter dado, e cada valor foi muito bem recebido!! Só sei que pagamos a festa, foi simples mas teve gasto, pagamos o fotógrafo e mais alguns itens que compramos… Até hoje eu penso em como tivemos sorte de termos amigos e familiares assim, que nos ajudaram e compartilharam de tudo com a gente!

    • Julianny

      6 anos ago

      Essa idéia é bem melhor que o casamento por adesão, de fato! Dá tempo para o pessoal se organizar financeiramente e não fica aquela tensão (ai meu Deus, quanto vai dar essa conta?). Boa!

    • Adorei também isso! Hoje em dia, muita gente faz lista de presentes virtuais, então, por que não reverter isso para a diversão de todos? Muito bom mesmo!

  • Amanda

    6 anos ago

    Acho hiper valido casamento por adesão desde que conversado e explicado direitinho pros convidados,meu primo casou assim quem tinha dindin (já que ele casou fora de pagamento)…. quem não tinha não foi mas nem por isso virou a cara!!! eu quero fechar um sitio o dia da festa eu pago tudo mas no dia seguinte quem quiser passa o domingo la terá que levar um prato e uma bebida e ninguém por enquanto achou ruim … bjks

  • Com uma família tradicional como a minha, seria impossível esse tipo de idéia. Até mesmo pq não faz meu estilo. PRefiro um bolo c bebida, oua idna n fazer recepção e dar as lembrancinhas comstíveis na saída da cerimônia religiosa. MAs aí é de cada um, né?!? Respeito todos!!!!

  • Talita Bonetti

    6 anos ago

    Oi Sam!
    Adorei o post e concordo c/ vc qdo fala, p/ a pessoa ser sensata ao escolher o restaurante e a decoração.
    E dar outras opções mais acessíveis, como o brunch.
    Adoro o blog, encontrei fazendo uma pesquisa básica p/ o meu noivado há 2 anos, desde então entro todos os dias, rsrsrsr, claro que a base do casório será bem a cara do: Faça você mesmo meu amor”, hahaha.
    Bjs obrigada pelas suas idéias geniais.

    Ps: Faltou a forinha da tia Sam no fim do texto, né? 😉

  • Julgar é muito fácil mesmo… O pai de uma amigona minha disse que daria uma grana boa pra ela de presente de casamento, que ia dar pra pagar uma mega festa.
    Sabem o que ela fez???

    Investiu em um apartamento, e casou por adesão.

    Não condeno… Como dizia minha avó.. “Cada um sabe onde o calo aperta”.

    Bem, eu particularmente quero fazer minha festa no melhor estilo “Casando Sem Grana”, e, tô pensando seriamente (muito seriamente mesmo) em fazer um bom churrasco e gastar, tipo mil reais a 2 mil na festa (incluindo mesa e decoração) pra umas 100 a 150 pessoas

    Acho que consigo…

    • Julianny

      6 anos ago

      Keka, eu acho complicado conseguir bater sua meta de grana investida, mas organiza e depois diz como você conseguiu! Eu tinha uma meta de 2 mil, acabei gastando 3, mas definir um custo já ajuda muito! Pelo menos a gente não enlouquece na primeira idéia cara que aparece! Bjos!

  • Esther

    6 anos ago

    EU não faria, até porque meu pai JAMAIS permitiria que eu fizesse algo do tipo. Nem aniversário meu em pizzaria ele deixava fazer, quanto mais casamento!
    Nem que fizesse em casa (como foi o do meu irmão) ou um bolo com champanhe, acho que são opções mais delicadas.

  • Renata

    6 anos ago

    Curti muito a sua matéria, ate compartilhei no meu face, hehe, vou fazer meu casamento por adesão, sempre fui a favor, pois na minha opinião esta é a melhor forma de se deixar akle convidado que você sabe que não gosta muito de você e que você tem a obrigação de convidar :O – sendo assim só vão as pessoas que realmente gostam dos noivos.

  • Sílvia

    6 anos ago

    Eu só acho válido fazer o casamento por adesão quando o casal economizar em TUDO. Se o casal for gastar o dinheiro da comida em outras coisas, por favor, é muita folga, né? Além de ser uma baita falta de consideração pelos convidados!

  • Michele&Rodrigo

    6 anos ago

    Olá… Gostei do Post… Vou me casar em setembro/2013, eu e meu noivo decidimos nos despedir na Igreja, até porque bancar uma festa para no minimo 300 pessoas ia pesar muito no nosso orçamento, e preferimos investir na nossa lua de mel, e também no nosso apto que acabamos de comprar e precisamos mobiliar… Comentei com a minha família nossa decisão, meu pai não tem condições de ajudar na festa e tão pouco os pais do meu noivo… por isso decidimos não fazer nada, porém quando conversamos com os nossos padrinhos, familiares e amigos, TODOS propuseram de irmos numa Churrascaria depois e cada um paga a sua conta…. Achamos interessante, e também um casal de amigos já havia feito casamento por adesão e a maioria dos convidados foram e foi muito gostoso, sendo assim, decidimos fazer também o nosso por Adesão… Ao que parece nossos familiares e amigos não se importaram… E também não vamos ficar chateados com aquele q não puder ir… E para aqueles que irão ficaremos muito felizes e honrados!!!! Por isso que o casamento por adesão depende muito dos noivos e dos convidados… cada caso é um caso…

  • Erlayde

    5 anos ago

    Na minha opinião, não acho legal, e posso dizer isso com convicção pois eu e meu noivo estamos passando por uma situação financeira daquelas em que a gente chega a procurar moedinhas no fundo do bolso pra carregar até o bilhete único. Acho que o casamento por adessão se aplica mais a noivos que já moram juntos, ou casais que já estão casados e querem fazer uma outra comemoração pela união.
    Com tantas opções hoje em dia que temos e algumas facilidades para realizar um casamento, acho que é possível sim, mesmo que com o aperto das finanças pagar nem que seja a cerimônia.
    Não acho que o bomsenso cabe aos convidados e sim aos noivos de não acharem que os convidados tem que bancar com uma festa que só eles dois decidiram ter.

  • Fabiana

    5 anos ago

    Ahh, julgar pode ser facil e tals, mas eu preferia casar só no cartório e fazer um almoço na casa da minha mãe a fazer um casamento ‘tradicional’ na igreja e falar pro povo pagar cada um o seu em um restaurante qualquer… Sei lá, é seu casamento, tem que ter mais ”pessoalidade’ . Sou do tipo que prefere não fazer à fazer qq coisa…

  • Isabella

    5 anos ago

    Oi Anne, tudo bem? Também sou de Rio Claro, vou casar daqui a algum tempo e gostaria de trocar algumas informações com vc se possível. Fiquei muito animada depois de ler o seu comentário! Será que vc poderia me contatar por email? (isabella_junqueira@hotmail.com)
    Abraços!

  • Mayara

    5 anos ago

    Achei o blog no google e me chamou a atenção, pq meu casamento será assim. Vamos nos casar as 11h no cartório, e após vamos almoçar em um restaurante, meus pais, sogros, avós, irmãos (e respectivos) e UMA tia muito querida com sua família. Ofereceremos o bolo e espumante, mas a alimentação vai ser por conta de cada um. E há um único motivo para tudo isso, que não vi citado por aqui, estamos comprando nosso primeiro apartamento, e os gastos são muitos! Não queremos começar esta nova fase apenas “morando junto”. Mais tarde queremos fazer pequenos jantares para apresentar nosso novo lar, aos amigos, e estes sim, serão pagos por nós.

  • Gabriela

    5 anos ago

    De fato a fantasia da festa de casamento é muito maior as vezes do que a condição de cada um. Acredito que cada um tem que fazer o que combina contigo e com seu noivo. Pq no aniversário vc pode chamar seus convidados para um restaurante e cada um paga a sua conta e no casamento isso é deselegante? Estamos pensando seriamente em fazer o nosso casamento nesse formato. Acho um mau investimento fazer festa de casamento, ainda mais que não tenho a opção de fazer para poucas pessoas (o que se torna absurdamente caro). Minha lista de convidados só terão pessoas realmente importantes para nós, sem essa firula de chamar por convenção (o conveniente as vezes se torna chato, nesse caso então, chatíssimo). Graças a Deus temos uma família super pé no chão e amigos que conhecem bem a nossa história! Sabem que decidimos construir uma boa estrutura de moradia (não queremos presentes) e que adoramos viajar, que de fato é o que nos faz gostar de gastar o nosso dinheiro. Afinal ele é nosso (muito ou pouco) e gastamos da forma que bem entendermos. Nosso chá de panela será uma festa mesmo, pra ser divertida e descontraída e no dia do casamento reservaremos um restaurante e quem puder e quiser irá comemorar conosco e tenho certeza que a maioria irá, pois realmente entendem o significado de uma união!

  • marcia marini

    4 anos ago

    Moro junto a 10 anos e agora decidimos nos casar no cartório. Como não temos condições de fazer festa a dica da Adesão foi perfeita. Por enquanto convidamos apenas os pais e padrinhos e todos concordaram prontamente com a adesão. Minha duvida e se devemos convidar outros familiares e amigos ja que sera so no cartório?

  • sherazade

    4 anos ago

    ola estou pensando num casamento por adesao tambem, me casarei na igreja e de´pois iremos para uma churrascaria. seria obrigatorio ter bolo? cada convidado paga sua refeicao e nos a bebida?
    obrigada

  • Não tenho nada contra festas por adesão, já fui a dois casamentos por adesão que tiveram 300 convidados, todos pagaram e ficaram felizes. todo mundo sabe que não está fácil para ninguém.

  • Priscila

    4 anos ago

    Acho um absurdo casamento por adesão pelo seguinte: a festa não é essencial para um casamento, ficando a critério dos noivos fazer ou não. Se eles vão escolher fazer festa, então não é justo obrigar os convidados a pagar por isto. Digo e repito: não tem condições de fazer festa, não faça e ponto, agora querer fazer algo que não tem condições e ainda obrigar os outros a pagar por isto soa desonesto para com os convidados.

  • Caroline

    4 anos ago

    Oi meninas, tudo bem !

    Vou me casar em novembro e diante dos custos do casamento não vou poder dar festa. Será um casamento por adesão e estou tranquila, ainda mais depois de ler o post e tantos comentários. A familia? Não me preocupo, pois sei que os gostão realmente de mim vão. Vou pagar somente para os padrinhos, mãe e sogra.
    E não vou pedir presente vou colocar um tag no convite escrito que o meu maior presente será a presença da pessoa e se quiser vaaai.

    Bjs

  • Monica

    4 anos ago

    Boa Noite,

    Casarei em Janeiro de 2015 e optei pelo “Casamento por Adesão” como modelo para minha celebração.
    Não vou casar na Igreja (não tenho nenhuma religião, mesmo que tivesse, curso de casamento eu tô fora…) Apenas uma celebração no Cartório e Almoço.

    Os convidados: Familiares e amigos muito queridos: 70 pessoas

    Traje: Esporte Fino (Ainda se usa este termo?) Ou (Passeio), para ninguém ter que gastar com vestidos caros, aluguel de roupas (O vestido de noiva será um Longuete azul claro)

    O Local: Restaurante com Buffet Self Service.(O qual adoramos e frequentamos)

    Opções do Buffet, Variedade enorme de Saladas, frutos do mar, macarrão com molho escolhido pelo cliente feito na hora, opções de comida caseira 9fogão à lenha) e carnes variadas assadas (tem até Javali) Buffet de sobremesas interioranas (pudim, doces cristalizados…)

    Preço normal R$ 27,00 (estamos negociando uma redução)

    Bebidas não inclusas

    Ofereceremos ainda um Bolo com Espumante para o brinde.

    Lembrancinha: Kit com um “Bem casado” e um livro de Bolso escrito pela noiva com receitas de ambas as famílias!

    Quando comecei a fazer orçamentos de Buffet, percebi preços exorbitantes para uma infinidade de sabores de Macarrão… Achei muito absurdo (Interior as opções se limitam se vc não quer pagar taxas extras de deslocamento, fora aluguel do local…. Enfim… Celebrar com macarrão é muito pior do que chamar a galera para curtir uma tarde com familiares e amigos celebrando um momento especial!

    Presente:

    Fiz um blogg e coloquei cotas para ajudar na Lua de Mel, (já moramos juntos ha 7 anos) valores bem variados, receberei na minha própria conta do pagseguro.

    E será assim minha união, em Janeiro postarei par dizer como foi!!!

    • Aline Santos

      3 anos ago

      Boa tarde,

      Li seu depoimento e tô doida pra saber como foi. Penso em fazer algo parecido..
      Me contaaa?!

      Beijinhos :*

  • Nunca faria.

  • Adriene

    4 anos ago

    Acho que dar uma festona com convite por adesão é chato… mas se fizer algo simples e explicar aos mais intimos que vai sair pra comemorar, o popular “não passar em branco”… só n pode ficar inventando moda para os convidados pagarem e nem fazer exigências de presentes (que já acho deselegante mesmo nas festas tradicionais…
    Vou casar apenas no civil e os próprios amigos e familiares cobram de fazer algo pra comemorar… então… será por adesão por sugestão das próprios convidados… Você convida, quem quer ir vai… só n vale esbanjar com dinheiro alheio… <3

  • Cris Lobo

    3 anos ago

    Alguma indicação de restaurantes no Rio de Janeiro que faça por adesão?

  • Deixe uma Resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado.

    Você Pode Gostar Também