Conheça a história da Valéria e do Guilherme, de Curitiba, que escolheram celebrar a sua união em um almoço no restaurante mais aconchegante da cidade <3 O casal optou pelo miniwedding pelo desejo de uma cerimônia simples, ao lado das pessoas mais próximas a eles. O amor está nos detalhes!

Você pode nos contar um pouco sobre sua celebração de casamento?
Ela foi um miniwedding, no dia 01/09 às 11h da manhã no Restaurante Doce de Cidra. Tivemos a celebração e logo após o almoço, convidamos apenas as pessoas mais especiais para nós.
O Doce de Cidra é uma casinha de vovó que virou um restaurante e é muito acolhedor e charmoso, uma gracinha, me apaixonei na primeira visita!


Não tivemos uma cerimonialista, eu organizei tudo por conta própria, no dia do casamento a Letícia responsável pelo local foi quem nos ajudou e fez toda a montagem da decoração e das flores, ela estruturou tudo o que criei, ficou encantador mesmo, nossa cara!


Como eu adoro tudo ligado a arte e artesanato resolvi botar a mão na massa e fazer de tudo um pouco, foi muito especial colocar meu toque em cada detalhe, fiz os convites, as lembrancinhas que foram suculentas, plantei cada uma decorei o vasinho, fiz filtros dos sonhos que decoraram a mesa do bolo, lágrimas de alegria, usei potes de picles enfeitados com renda para os centros de mesa, na parte externa também usei os potes reciclados e fiz um hanger de macramê para pendurá-los, montamos alguns caixotes, fiz nossa placa de bem vindos, porta retratos com frases bonitinhas e várias outras coisinhas, colocamos câmeras descartáveis para os convidados e também um cantinho para recados!

Ahh fiz meu buquê também! E ele foi especial pois usei os galhos do meu próprio pé de eucalipto que plantei há uns três anos junto com minha mãe. Ele também foi utilizado na decoração do local, então todo esses verdinhos das fotos são dos meus quatro pés de eucalipto que estão plantados na frente da nossa casa. S2

Aderi ao #casecomoquiser e casei do jeitinho que quis, sem obrigação de ter nada além do que queríamos!

Depois do casamento ainda fugimos e fomos até um morro na serra do mar para fazermos umas fotinhos na natureza!

Por que você optou por uma cerimônia igual a essa?
Porque para nós era importante ser a nossa cara e estarmos com as pessoas que amamos!

Quanto tempo você levou organizando tudo?
Fizemos tudo em 4 meses. Loucuraaa kkkk

Como foi a escolha de seu vestido? 
O vestido foi fácil, já conhecia O Amor é Simples há alguns anos e, quando surgiu a ideia de casarmos, foi o primeiro lugar que pesquisei e aí foi só escolher o modelo!
Amei o Elis, mas queria mangas longas, então pedi a modificação e fui atendida. Mas nunca havia provado um vestido de noiva antes, e quando chegou as mangas longas não combinavam comigo, então só encurtei elas de volta e ficou perfeito 🙂


Escolhi O Amor é Simples porque me identifico muito com a visão que vocês tem e é ótimo criar um casamento com fornecedores que tem a mesma linha de visão que você. Só tenho agradecer pelo cuidado e carinho de vocês! E por meu vestido ser lindo de morrer!! Obrigada de coração!

Para sua festa, houve alguma coisa que você não abrisse mão de jeito nenhum?
Dos fotógrafos, são importantíssimos. Eles vão captar cada detalhe e sentimento e encontrei os melhores do mundo para registrar nosso casório, não foram só fotógrafos, foram muito além e nos ajudaram demais!
Também não abrimos mão de que fosse tudo simples e nossa cara e o mais aconchegante possível para nossos convidados. Queríamos que cada detalhe aquecesse o coração de tanto amor!

Em que a decoração foi inspirada?
Então, foi meio que muita referência! Gosto muito do estilo boho, folk, mas não se adaptaria muito com o local, então tentei ao máximo inclui-lo em alguns detalhes e fui adaptando aos poucos, coloquei muito amor e carinho em cada coisinha que fazia e ficou tudo maravilhoso.

Qual seria o conselho nº 1 que você dá para suas amigas noivas?

Casem como vocês quiserem, deixem de lado essa historia do tem que ter! Tenham o que vocês quiserem ter, convidem quem vocês quiserem convidar, gastem o que vocês puderem pagar e botem a mão na massa meninas é ótimo e especial de mais!

E sim é possível ter um casamento DIY, eu consegui e vocês também conseguem!

Eu e o Guilherme moramos em Curitiba-PR, nos conhecemos no colégio, mas nossa historia só começou após sairmos da escola. Namoramos por 2 anos, aí decidimos morar juntos e se foram mais 4 anos. Agora casamos oficial!!

Fotos: Fotógrafos Passarello @ph.passarello
Celebrante: Paulo Santos
Local: Doce de Cidra Eventos