Início » Tipos de cardápios econômicos para festas | Brunch

Tipos de cardápios econômicos para festas | Brunch

Tipos de cardápios econômicos para festas Brunch casando sem grana

Esses dias recebi um e-mail que me chamou atenção. Era o de uma noiva me pedindo ajuda para fazer uma festa para 150 pessoas sem gastar muito. O pedido não era inédito pra mim. O que eu recebo de emails semelhantes, não está no gibi! O que de fato me despertou atenção foi o fato de eu já ter escrito sobre, mas que era importante resgatar esse post com os tipos de cardápios econômicos para festas, em especialmente este, o do Brunch.

Mas que raios é um Brunch?

Da Wikipédia: “Brunch é uma refeição de origem estadunidense que combina o café da manhã (pequeno-almoço) (breakfast em inglês) com o almoço (lunch em inglês)”. Mas vamos parar por aqui com a Wiki. O resto da descrição não é muito parecido com o que fazemos por aqui no Brasil.

Que horas se serve?

Aqui no Brasil eu diria o seguinte: Ou pela manhã, até a hora do almoço (e aqui se aproveita para deixar bem brunch, mesclando o café com algo mais “almoço” mesmo) ou então a tarde entre 15 e 17hs no máximo. Claro que se você for consultar mil e um especialistas sobre o assunto, cada um vai dar uma opinião diferente sobre. O que eu estou fazendo aqui é sugerir horários em que acredito que um brunch possa ser encaixado com sucesso financeiro e gastronômico.

E o que se serve?

A pergunta mais esperada e também a que mais contará com sua criatividade. Tudo o que vai nesta lista é sugestivo. Cabe a você personalizar a seu gosto e com a cara da sua festa.

Consultoria gastronômica: Buffet Mirandella | Fotos: Google

Gasto estimado

Bom, isso vai diferir totalmente de região para região do país. Outros atenuantes são: A quantidade de convidados e a época do ano em que vai se servir. Exemplo: No frio se toma mais bebida quente e no calor geralmente temos menos apetite.

O que dá para chutar é que com uns R$ 1.000 reais você consiga montar um Brunch para 100 à 150 convidados. Mas ATENÇÃO: É um chute!

Posso servir Brunch em festas com grandes?

Claro, uai! Não importa a quantidade de convidados e sim a configuração da alimentação e os horários em que ele está sendo servido.

Outras vantagens

Caso real

Para quem não lembra, a  Melina lá de Goiânia, optou pelo Brunch e gastou exatos R$ 1.000 reais com alimentação e bebidas. Quêdizê: Não se trata de uma ideia improvável de forma alguma, não é?

Confira outras dicas de cardápios para casamentos:

Beijos! 

Foto de capa e imagens do post: Shutterstock | Pinterest

Sobre o Autor

Sammia

Rede Casando sem Grana

Buscar Fornecedor