Gio, 31 anos, tecnólogo em radiologia. Ana, 26, arquiteta. Ele, aficionado pelas estradas, já somava mais de cem mil quilômetros rodados pela América do Sul. Ela, uma apaixonada por viagens, desde a adolescência não perdia uma oportunidade de colocar o pé na estrada. Foi uma expedição organizada pelo Gio em julho de 2017, para a região dos Andes, que aproximou o casal.

Ele, com uma grande viagem já planejada – mas que encontrou uma namorada pelo caminho. Ela, com sonhos de dar uma grande virada em sua vida, mas sem saber bem por onde começar. Os dois viviam em cidades diferentes e as mensagens eram constantes. “O Gio sempre me mandava material sobre viagens e eu ficava cada vez mais inspirada com esse estilo de vida. Até que confessei pra ele que pensava muito a respeito” conta Ana. Foi o empurrãozinho que faltava para que a moça fosse pedida em viajamento. Aí, foi questão de tempo para começarem a planejar como encarar essa aventura juntos. Em poucos meses os dois buscaram patrocínios, poliram suas habilidades em fotografia e redes sociais e iniciaram a viagem.

Hoje a Andina, que tem esse nome em função do lugar que os uniu, é a casa andante do casal. E, ainda que passem milhares de quilômetros escolhendo um lugar para comprar um chalezinho no meio das montanhas, com ovelhinhas e vista para um vulcão, os dois nutrem um amor incondicional ao estilo de vida de levam.

A Ana Pohl, agora esposa do nosso colunista Gio Manfroi, topou nos contar mais detalhes sobre essa história linda que eles vivem. Confira abaixo o relato dela e conheça os fornecedores que contribuíram para que o casamento fosse perfeito!

O casamento: rodando pela América do Sul

Enfrentamos diversos desafios durante o período que estivemos na estrada, mas jamais imaginaríamos que um deles seria organizar um casamento à distância. Não fazíamos ideia por onde começar, precisávamos de alguém para nos ajudar, de uma luz. Num primeiro momento, apenas havíamos dado a notícia para nossos familiares. Uns dias após o comunicado, recebemos uma mensagem inusitada. A irmã de uma amiga nossa em comum, que é cerimonialista, havia relatado um sonho que teve conosco:

“Bom dia! Sonhei esta noite que tinha realizado o casamento de vocês no Chile, em frente as montanhas, a lembrança era de uma das fotos de minha irmã, não sei certo o local. Mas tinha luzes pendentes, bancos de madeira, parecia um deserto. Um violão no fundo e poucos convidados. Lembro da hora do beijo e um círculo de luz  ao redor de vocês dois, lindo e mágico!  Não lembro de muita coisa mas acordei com isso na cabeça e pensei em compartilhar, sem pretensões, pois coisas boas devem ser divididas! Um abração! E obrigada pelo amor de vocês iluminar os meus sonhos!”. Relatou Elizabete Gasparotto, através de uma mensagem no instagram do Gio. Quando os dois leram sobre o sonho, já decidiram quem seria o anjo que os ajudariam com os preparativos do casamento. A Beta apareceu na hora certa.

Foi percorrendo as estradas do extremo sul patagônico até o deserto mais árido do mundo no norte do Chile, que mantínhamos contato com a cerimonialista do Casei com Elas. Juntos, nós três trocávamos ideias via WhatsApp para decidir os detalhes do casamento. A ideia era organizar uma cerimônia simples, onde todos pudessem se sentir confortáveis e se divertir muito. Afinal, seria um encontro de muitas pessoas queridas por nós, nada mais justo que todos se sentissem bem.

O sonho de se casar

Na verdade, nós nunca tivemos o casamento como um sonho de vida, ele não fazia parte dos nossos planos. Foi como o Gio citou em um trecho dos seus votos “A verdade Ana, é que eu nunca pensei em casar. Mas também nunca imaginei que te conheceria”. Ambos não imaginávamos que teríamos um na vida do outro, e o desejo de casar desabrochou por conta do nosso encontro. No fim, o dia do nosso casamento se tornou o dia mais feliz das nossas vidas, cheio de amor e emoção.

Uma cerimônia que, em princípio, era para ser pequena, somou aproximadamente 300 convidados. Era muita gente querida para restringirmos a um pequeno número de pessoas. Foi bastante desafiador organizar nossa festa, pois não poderíamos ter gastos extraordinários, então precisávamos podar muitas coisas que os fornecedores nos ofereciam (sim, porque quando se trata de casamento é tudo o dobro mais caro, no mínimo). Diminuir os custos de uma festa deste porte não foi fácil, mas com persistência nós conseguimos um bom resultado. Contamos com ajuda e apoio de parceiros muito competentes, que entenderam o que buscávamos.

Começando pelo vestido de noiva, eu usei o vestido “Bruma” da marca de vestidos para noivas O Amor é Simples. De confecção própria, a marca oferece lindos modelos de vestidos por um valor mais acessível. O modelo escolhido trouxe leveza e delicadeza no visual. O vestido foi a primeira coisa que escolhi para o casamento, foi amor à primeira vista! Olhei os modelos pelo Instagram da marca e já sabia que era AQUELE. Quando o vesti pela primeira vez, 15 dias antes do casamento, vi que o amor era real. Ficou exatamente como imaginava, lindo! Para complementar o estilo romântico que buscava, usei também um cinto e uma linda coroa de flores de tecido, ambos feitos à mão. As madrinhas também utilizaram uma coroa de flores brancas, para harmonizar comigo.

O noivo optou por um look despojado e nada formal, tendo um único elemento em comum com os padrinhos: a bota vintage da Macboot, um modelo que deu aquele toque mais descontraído no conjunto. Os padrinhos fizeram uso de calça jeans preta, camisa e suspensório.

Chegou o dia!

Optamos por realizar a cerimônia no ambiente externo, pois amamos a natureza e por nós a festa inteira aconteceria no jardim (rsrs). Mas isso nos exigiria uma estrutura e gastos maiores, então mantivemos apenas a cerimônia externamente. Durante a recepção dos convidados, tivemos o prazer de contar com o excelente trabalho da cantora Mônica Haas. Ar livre e música ao vivo é a combinação perfeita para proporcionar um clima descontraído e agradável naquele momento que a ansiedade consome a todos, não é mesmo? A voz da Mônica trouxe um pouco mais de tranquilidade para o noivo, enquanto esperava a estrela principal do evento (rsrs).

Durante a festa queríamos mostrar um mini documentário caseiro, um resumo sobre a nossa temporada na estrada. A ideia era fazer com que os nossos convidados sentissem um pouco as experiências que vivemos. Mas precisávamos de qualidade de som e imagem, o que só foi possível com um telão de LED que o pessoal da Star Som Luz e Imagem conseguiu disponibilizar para nós. Foi incrível! Quando iniciou o vídeo no meio da festa era como se o tempo tivesse parado para aquele momento: um mergulho nas memórias da nossa trip.

Outra grande preocupação nossa era conseguir fazer com que TODOS os convidados se divertissem naquela noite conosco, desde as crianças até nossos avós. O que iria nos deixar felizes para caramba seria ver toda essa galera na pista de dança, mexendo o esqueleto. Graças à banda mais incrível que já conhecemos em eventos, tivemos o privilégio de ver isso acontecer. A banda Eletro Rádio arrasou durante as 2h e meia que estiveram conosco no comando da festa. Sem mentira, nunca vimos tanta gente pulando por tanto tempo numa festa. Ficamos extremamente realizados em proporcionar essa alegria aos nossos convidados, e a nós mesmos também! A zoeira foi tanta que demos bastante trabalho para o pessoal das câmeras (rsrs)

Quando nos perguntaram se gostaríamos de contratar um serviço de filmagem para o nosso casamento, logo pensamos “Nããão, que coisa mais antiga fazer filmagem”. É porque ainda não conhecíamos o trabalho do Bruno Mello, um videomaker de muito respeito. Após nos mostrarem um único vídeo que ele havia feito, topamos na hora. Achamos sensacional a maneira como o Bruno capta a essência de cada casal e transforma num vídeo único. Com certeza não haverá nada parecido com o nosso, pois não existem outras pessoas iguais a nós. E é isso que o Bruno transforma em vídeo: pessoas e momentos. O resultado ficou incrível, ficamos bem felizes em ter essa memória registrada para sempre. Ainda bem que decidimos assistir àquele vídeo do Bruno!

Os docinhos da festa chamaram quase tanta atenção quanto nós! Muitos convidados vieram nos dizer que eles estavam maravilhosamente deliciosos, e tanto foi verdade que não conseguimos comer nenhum (rsrs). Na última semana antes do casamento pensamos em encomendar uma quantia a mais, só para garantir que não faltasse. E no fim das contas, o pessoal se empolgou bastante em meio aos docinhos incríveis da Lu Orlandini Pasticceria. Nós não queríamos aqueles docinhos super enfeitados, cheios de chocolate e glacê. A gente optou pelo tradicional mesmo, sem muita frescura. Escolhemos vários sabores gostosos, um melhor que o outro: churros, tortinha de limão, creme brulè, beijinho, brigadeiro, paçoca, coco…e por aí vai. A dose de glicose na festa foi puro sucesso!

Não foi tarefa fácil organizar e executar uma festa de casamento. Quando colocamos as mãos na massa, foi que vimos realmente o quão importante é contratar um cerimonialista de eventos. Enquanto estávamos viajando, era a nossa cerimonialista que fazia os contatos e as negociações com todos os fornecedores e parceiros, e posteriormente nos repassava as informações. Não precisamos nos preocupar com nada, só chegar no local e data corretos da festa (rsrs), o resto aconteceu por conta da Beta. Sem a super ajuda dela, talvez não conseguiríamos ter realizado esse lindo acontecimento.

@caseicomelas – cerimonialista e organizadora
@oamoresimples – vestido e acessórios noiva
@monicahaascantora – música ao vivo na cerimônia
@starsomluze – telão de LED
@obrunomello – videomaker
@bandaeletroradio – banda
@luorlandinipasticceria – doces
@macbootoficial – botas do noivo e padrinhos