56 dias | Confecção e entrega dos convites - Casando Sem Grana
Convidar

56 dias | Confecção e entrega dos convites

Convites.

Taí um assunto que evitei ao máximo tocar. Não por nada em específico, fora o fato da associação rápida que fazemos entre CONVITES X CONVIDADOS. Eu já escutei tantas histórias, já dei tantos conselhos furados tentando ajudar algumas pessoas, que sei lá…foi difícil organizar os pensamentos e falar sobre meus próprios convites. Depois decidi nortear o post totalmente sobre minha experiência, evitando assim me alongar no texto dando dicas de caso por caso. Resumindo: O que vou abordar sobre convites e convidados hoje será baseado na MINHA VISÃO e experiência. Vou evitar conselhos para quem tem família assim ou assado para não causar polêmicas, tá? Entretanto os comentários estão aí, liberados para conversarmos mais sobre suas dúvidas particulares.

Talkey?

Bom, vamos falar então da minha LISTA DE CONVIDADOS…

Até que ela foi tranquila de elaborar. Estimei 150 pessoas e de repente deu uma passada de quase 30. Perguntei pro Thiago se ele achava legal arredondarmos para 200 e ter a possibilidade de convidar, com folga, a todos que queríamos. Concordamos e no finalzinho deu tudo super certo. Claro que ficamos até pouco tempo batendo cabeça com um caso ou outro, mas em suma tudo sob controle.

Duas coisas que muita gente me falou eram o seguinte: “Convide UM POUCO além do sue número oficial para que, havendo faltas, o número ainda bata” ou “Convide MENOS pessoas do que seu número oficial. No dia sempre tem alguém que leva alguém e a lista pode estourar.”

Que medo! hahahaha

Gente, cada caso é um caso. Vocês conseguem entender o quão difícil é aconselhar alguém sobre uma situação sem a conhecer a fundo? EU conheço nossas famílias e amigos. Premedito que dos 200 convidados, pelo uns 20 ou 25 faltem. É normal. Tem gente que não tem carro, tem gente que trabalha, gente que simplesmente não vai querer ir…paciência. Mesmo assim posso estar enganada e na hora H bombar ou bater o número exato dos 200.

Pensando nisso, eu prefiro sempre me basear no conselho do MENOS ou IGUAL A. Os buffets tem uma reserva, geralmente, de 20% a mais de comida caso o número de convidados ultrapasse o acordado com eles. Logo, arriscar a chamar a mais e essa cota estourar, é dor de cabeça na certa! Conta extra para pagar na volta da lua de mel e risco de que estes convidados fiquem sem alimentação…

Outra coisa que sempre ficou bem clara entre nós foi QUEM convidar. Tudo bem que o noivo queria chamar até as faxineiras dos 90 empregos que já teve, mas nada que um bom papo não desse jeito. Do meu lado o impasse era sobre as amigas virtuais. Quase três anos de blog depois, você consegue imaginar quantas pessoas eu já me apeguei? Quantas de vocês eu já chamo de amigas? hahahaha.

Depois de “definida” a lista, era hora da CONFECÇÃO…

Casamento temático + moça que mexe malemá no Photoshop = “Vou fazer a arte!”

Bah, e quem disse que saia?

Eu achava tudo uma droga e ficava frustrada. Até que minha amiga Débora da Abelha Catita se ofereceu para me ajudar e criou a identidade visual do nosso #casamentoanos80. Olha só:

Tem tudo o que gostamos e é maluco divertido como a gente. Amamos!

Com a arte em mãos, fui até uma Kalunga e comprei dois pacotes de papel Color Mais da Romitec, por uns R$2o reais cada pacote com 50 folhas. Depois fui a 25 de março e comprei 4 rolos de fita de cetim, uma de cada cor, por uma média de R$ 8 reais cada rolo com 100m. Duas canetas gel por uns R$ 1,50 cada e um strass para dar um charme. Já diria minha sogra.

O resultado é:

Estou sem fotos dele aberto, mas dá pra entender, né? O papel Color Mais foi dobrado ao meio e dentro colei o convite impresso na gráfica. Fechei com um laço channel, colei um strass em cada laço e enderecei a cada convidado. Simples e fácil assim =)

A partir dele, caso ainda não tenha notado, você percebe que nós não somos formais e nem de longe teremos uma festa formalíssima. Então, por que tornar as coisas tão burocráticas? Por que endereçar um convite a um amigo e sua esposa como “Senhor e Senhora Pereira Alves”? Não seria muito mais natural chamá-los pelo primeiro nome como sempre? Assim fizemos:

– Aos casais casados, noivos e namorados simplesmente escrevi: “Fulano e Ciclana”. Sem ordem de sexo. Veio o nome de quem lembramos primeiro na relação.

– As famílias: “Fulano, esposa e filhos” ou “Fulano e família”. Não fiz convites individuais, MAS não tenho absolutamente nada contra. Em meio a um mar de coisas a resolver, este detalhe passou batido. Agora vou ter de caprichar no RSVP para confirmar as presenças…

– Solteiros só com o primeiro nome ou apelido. Por exemplo: Temos um amigo apelidado de FG. É tão natural nos referirmos a ele assim, que não pensei duas vezes em endereçar seu convite como tal. Acho que se tivéssemos escrito “Senhor Fábio Grazele”, eu nem saberia de quem era depois…

– Madrinhas e padrinhos: O mesmo convite deles vale para seus respectivos e/ou suas famílias. Primeiro por questão de economia, depois por total normalidade da questão, ao MEU ver. O que vocês vão me perguntar é sobre a caixa de MDF que eu fiz pra elas, com certeza! Bom, a caixa vai recheada com chocolates, uma outra surpresa e o convite do casamento. Sim, óbvio que vou entregar antes, pelo fato de que entregar presentes a determinadas pessoas NO DIA do casamento, pode dar pepino. Já ví com meus próprios olhos, brigas por causa de uma simples lembrancinha que “Fulano ganhou por que é padrinho e nós que somos da família não ganhamos”.

É realmente bizarro ouvir isso, mas para evitar qualquer tipo de “mimimi” eu vou entregar tudo antes mesmo =)

E agora essa ENTREGA DOS CONVITES?

Agora é a famosa corrida contra o tempo. Passa aqui, corre lá, vai aos correios, volta por que esqueceu um, volta pros correios…é complicado mesmo. Uma amiga, mega organizada, me disse que estipulou 20 minutos para cada visita que fazia aos finais de semana. Mesmo com muita dificuldade, conseguiu a colaboração do noivo e as entregas bateram certinho com o previsto.

Aqui não tem cronograma. É meio salve-se quem puder, mas até que estamos indo bem. Acho que a meta de entregar todos com no mínimo 30 dias de antecedência, será cumprida com louvor. Assim espero…

E é isso.

Estou madrugando com este post e as idéias já foram dormir. Por isso, caso você tenha alguma dúvida que de um modo geral sirva para ajudar nas dúvidas de outras pessoas, fique a vontade para deixá-la nos comentários. Se for legal adicionar aqui, eu vou fazendo Updates durante o dia. Beleza?

E pra fechar eu repito: Este post é sobre os NOSSOS convites e NOSSA visão sobre eles. Não são regras, no máximo dicas caso você queira seguir o mesmo rumo que o nosso 😉

 

Beijos!

 

Tags

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d