Charraiá Real e Econômico | Raíssa e Samir - Casando Sem Grana
Chás Inspiração

Charraiá Real e Econômico | Raíssa e Samir

Recebemos esse relato da Raíssa, de Brasília, através da nossa colunista do DF, a Fernanda Lopes. A Raíssa contou pra gente como foi organizar o chá dela gastando pouco E com um tema super divertido! Vamos conferir?

Charráia é a melhor opção pra quem está sem grana!

Antes de mais nada, gostaria de dizer o quanto eu virei fã do blog de vocês. E o quanto ele tem nos ajudado nesses últimos meses de pânico que antecedem nosso casamento. Aqui em Brasília, todos os preços de qualquer coisa relacionada a casamento são super faturados. Eu como uma pobre assalariada quando comecei a cotar os valores quase desisti. Mas com a ajuda dos nossos familiares e amigos tudo tem saído bem como a gente sonhou…

A ideia do chá de cozinha foi uma tarefa quase de guerra! De guerra pois decidi o tema com 2 semanas antes e montamos tudo em uma semaninha. Queria um tema para o chá de cozinha, para não ficar aquela coisa muito tradicional, então, como estava no final de maio entrando na primeira semana de junho, pensei em FESTA JUNINA!

E não tem tema que tenha o custo/benefício mais excelente que esse. Se tivesse essa ideia antes, nem teria feito o chá de festa junina e sim o casamento mesmo!

Depois que decidi o tema fui atrás das maravilhosas comidinhas que envolvem essa festa amada pela maioria dos brasileiros. Milho, canjica, pipoca, paçoca, pé de moleque, cachorro-quente, quentão… Humm… Dá água na boca só de lembrar!

Eu e mamãe pegamos o carrinho e fomos às compras. Aqui em Brasília, assim como em outras cidades também, existem uns mercados que são a chave de ouro para a economia, fizemos a listinha e fomos até a Super Adega para comprar tudo. E realmente os itens lá estavam mais baratos e até aproveitamos para comprar algumas bebidinhas para o casamento.

Comprei para a Charraiá: milho, pipoca, molho para cachorro quente, pão para cachorro quente, paçoca, pé de moleque, jujuba, itens para o quentão, tapioca…
Já para as bebidinhas pedi aos meus convidados que os “homi” levassem a cerveja e as “muié” o suco ou refri. O que também foi ótimo pq deu a cota certinha do que precisávamos.
A compra toda deu em torno de R$ 240…

O convite eu mesma fiz pelo salvador photoshop e enviei através de um evento no facebook. Já a decoração, fiquei horas e horas olhando na internet inspirações bonitas e econômicas para festa junina. Lá foi eu e mamãe e uma das minhas madrinhas para Taguatinga (Um bairro aqui de Brasília que é o paraíso das economias, tipo uma 25 de março) para comprar bandeirinhas, chapéus, espantalhos, jutas, tecidos de chita. Aproveitei também muito da minha decoração do chá de lingerie, que minhas madrinhas compraram papel crepom, copinhos, bigodinhos, pratinhos e deu pra reaproveitar tudo. Bom, a decoração saiu por uns R$ 150 reais tudo. Como e eu e meu marido tínhamos umas garrafas de vinhos estocadas, meu cumpadre ajudou a enrolar todas com barbante rústico e colocamos uma flor de papel crepom em cima, o resultado ficou ótimo.  Pedi para a mesma pessoa que está fazendo minha maquete para o casamento fazer a do chá. A Baruka que é uma fofa fez um precinho super honesto e foi um diferencial na mesa. Ficou lindoo!!!

O salão pedi para meu tio reservar no prédio dele, que é bem espaçoso e tinha todos os itens que eu precisava, ou seja ficou sem custo. No final o resultado vocês vão ver pelas fotos, eu amei meu Charraiá e já deu saudade de festejar mais!

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d