Casamento da Fê Lopes – Parte 02 | O Vestido (Trajes e acessórios) - Casando Sem Grana
DISTRITO FEDERAL HISTÓRIAS REAIS

Casamento da Fê Lopes – Parte 02 | O Vestido (Trajes e acessórios)

Oi meus amores,

Primeiro quero agradecer todo o carinho nos comentários do primeiro post. Vocês me fazem um bem danado com tanto carinho e energia positiva. Minha vontade era entrar pelo computador e encher todo mundo de beijo…

Hoje, eu vou responder perguntas que algumas leitoras deixaram nos comentários e mandaram por email… É dia de falar do meu Vestido (Comprado no Mercado Livre da China), do terno do noivo, pajens e damas.

IMG-20131204-WA0001

Meu Vestido da China

Entre as economias que fiz no casamento, as roupas representaram boa parte delas. Até procurei aluguel de vestidos aqui em Brasília. Mas, em uma das primeiras lojas que fui, encontrei por R$ 6 mil reais o aluguel de um modelo Chinês. Também participei de alguns bazares de estilistas famosos, mas só consegui senha para o final do dia e acabei não encontrando nada que eu gostasse. Foi aí, que decidi comprar o vestido da China.

Depois de muita pesquisa, encontrei a Milanoo.com… passei várias horas de almoço fuçando todos os modelos do site, indiquei para algumas amigas que compraram antes de mim (Alô, Gabi) e todas ficaram muito satisfeitas com a qualidade. Mas, eu tinha um porém… a falta do cartão de crédito.  Por falta de controle financeiro eu mesma decidi nunca mais tê-lo, mas na hora do casamento, ele me fez uma falta imensa.

Quando percebi que precisava de uma cartão de crédito internacional para comprar meu chinesinho, fui ao banco, solicitei ao gerente, mas quando chegou o limite era de apenas R$ 200 reais. Liguei pedindo para aumentar, mas me informaram que só depois de algumas compras – fiquei tão brava que preferi nem desbloquear. O noivo correu no banco e também pediu um, mas demorou muito para enviarem (talvez por causa das greve dos bancários)  e ainda veio sem a senha, que só chegou por correspondência na semana passada.

Alguns sites me davam a possibilidade de fazer por Western Union, mas eu não sabia ao certo como isso funcionava, procurei duas agências e todos me deram informações erradas. Insegura, preferi não arriscar… Fiquei desanimada e acabei preferindo nem tocar mais no assunto “vestido”. E mais uma vez me surpreendi…

Quando todos pensavam que eu não teria vestido de noiva,  conheci o Aliexpress – uma espécie de mercado livre da China – pelo facebook. E a pessoa que postou sobre ele, digitou em letras garrafais: AGORA O ALI ACEITA BOLETO BANCÁRIO…OS CASAMENTOS ESTÃO SALVOS.

Meu…que alegria. Eu precisava de um vestido, não tinha cartão e não queria pedir emprestado para ninguém (Alguns amigos se ofereceram). Agora pronto, com o boleto, meus problemas estavam resolvidos. Eu podia comprar.

O Fornecedor

Como eu disse, o Aliexpress é bem parecido com o Mercado Livre, são vários vendedores de diversos tipos de coisas e para confiar sua compra é preciso pesquisar a qualificação de cada um. Eu, que já sou meio maluca, tomada pela euforia, escolhi um modelo e comprei de um vendedor que nunca havia vendido aquele vestido, mas tinha boa qualificação no geral. Arrisquei…e não deu certo. Depois de uns 20 dias o vendedor me avisou que não conseguiu fabricar o modelo com qualidade suficiente e que por isso, iria devolver o dinheiro.

E foi isso que aconteceu, em menos de uma semana o reembolso entrou na minha conta e eu continuei uma noiva “desvestinada”. Vi que apesar do pouco eu precisava ser paciente e procurar com mais cautela. No modelo escolhido, não encontrei nenhum vendedor que já tivesse feito muitas vendas, apenas um, que enviou para o Brasil, mas a pessoa ainda não havia recebido, portanto, não havia feedback. Porém, se o vestido foi enviado, e no geral a qualificação do vendedor é muito positiva, provavelmente a qualidade é boa, pensei eu. Desta vez arrisquei e me dei bem. O vestido demorou cerca de uns 20 dias para chegar e trouxe muita alegria quando o vi bem feitinho.

Era um pouco grande, porque consegui perder uns quilinhos e eles também exageraram um pouco. O tecido parecia não ser exatamente o mesmo, pois no meu vieram alguns brilhos que não são vistos na foto, mas no geral o vestido era bem parecido com o proposto. Nota 9!

Frete, Taxas e Ajuste 

Além do valor do vestido paguei o frete pela DHL e uma taxa de alfandega paga diretamente para o funcionário da empresa transportadora. Pois, eles mesmo pagam as taxas da alfandega  e nós os reembolsamos.  (achei bem prático).

Como o vestido estava grande gastei um bom dinheiro com ajuste. Além de grande nas laterais ele era enorme no cumprimento (apesar de ter mandado minha altura com o salto, eles exageraram muito).

O ajuste ficou por conta da Dona Lu, lá da Mariah Muniz, uma senhora incrível que fabrica vestidos lindos e é muito responsável com nossos sonhos. Ela precisou refazer todo o bordado da barra, tudo isso, faltando uma semana para o casamento. E fez, lindamente…  Também foi a Dona Mariah que me convenceu a usar anágua e deixar o vestido rodado. Apesar de não gostar, o efeito ficou ótimo, pois tenho ombros mais largos que o quadril, por isso, o modelo princesa, me caiu melhor.

O véu 

Ai gente, o véu era pra ser um presente da Erica Estato. Gostei muito do que ela usou em seu casamento e a Erica, carinhosamente ofereceu para  me emprestá-lo. E até chegou a enviar Correio. Mas, só na véspera do casamento eu fui saber que minha mãe tinha confeccionado um, a mão, para me dar de presente. Na hora eu adorei a surpresa, mas não do caimento. Achei que fazia muito volume na cabeça, mas o próprio cabeleireiro me lembrou que quando mãe fala, a gente aceita! Fui pra igreja linda e feliz com o véu da mamãe…por fim, nas fotos eu até gostei do efeito.

Cabelo e Maquiagem 

A única certeza que eu tinha era que o cabelo tinha que ficar black e com volume. E o Dio Fernandes, entendeu bem o recado, definiu um pouco os cachos e prendeu todo de lado. A maquiagem ele fez usando um jatinho (air brush), escolhi ele justamente por isso, porque minha pele é muito oleosa e maquiagem normal quase não segura. Pois bem, passei o dia todo DIVA!

Acessórios 

Usei uma flor de cabelo emprestada pela Miss (ainda vou falar muito dela), um sapato que peguei emprestado da minha prima, um terço abençoado pelo Papa Francisco (presente de uma madrinha) e um brinco de pérolas que custou R$ 2,00 no camelô…. Aooh economia…

IMG-20131117-WA0056

O Noivo 

Aiiiiii…como ele ficou bonitão! Ele optou por um modelo de terno comum, na cor grafite e com colete. Mas para diferenciar dos demais convidados o tecido era brilhoso. Além disso, a camisa e a gravata eram brancas. Eu achei de muito bom gosto…até casava de novo! Aahahahha

IMG-20131117-WA0003

Os pajens 

Eu queria calça, camisa social, suspensório e gravatinha borboleta. Mas, a escolha não foi um consenso. Como não é tão comum, as pessoas estranharam e queriam terno completo…e isso, eu não queria! Ponderamos e decidimos por uma calça, camisa e colete com gravata. Ficaram umas lindezas…

As damas 

Eu queria um vestido confortável, nada de saiote pinicando. E foi assim, numa loja de criança, no shopping, encontrei o vestido branquinho por R$ 50 reais. Só foi preciso fazer pequenos ajustes. E para incrementar, minha mãe colocou um faixa de fita gorgorão na cintura e um pouco de filó para armar a saia. A tiara eu mesma fiz e o buquê a cerimonialista deu de presente. (Tem Diy dos dois outro dia, porque hoje o post já esta grande demais)

Fornecedores:

Vestido: Aliexpress – Vendedor: Xijang | Terno do noivo e dos pajens: Blazer (61 3244-8111) | Vestido das damas: ShopKids (61  3629-1495) | Ajuste do vestido: Mariah Muniz (61 3352-6128) | Cabelo e Maquiagem: Studio Dio Fernandes

assinatura_fernanda_lopes

 

 

 

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d