Casamento real e econômico | Camila e Sérgio - Casando Sem Grana
HISTÓRIAS REAIS SÃO PAULO

Casamento real e econômico | Camila e Sérgio

Os casamentos dessa semana estão ARRASADORES, não é?

Esse é mais um deles e eu me arrepiei inteira de emoção quando ele chegou. Um casamento AFRO repleto de icones de uma cultura tão forte que hoje é mais nossa do que qualquer outra. Nós brasileiros, vindos de uma mistura linda de negros, índios, espanhóis, portugueses e muitos outros. Me emociona ver alguém valorizando a cultura de seus ancestrais.

E se torna cada vez mais emocionante ao se ver a força da guerreira Camila, que o organizou esperando 450 convidados e ainda mantendo-se em seu orçamento!!!

Vamos ver?

“Olas!!!

Meu nome é Camila, tenho 24 anos e sou de Campinas, interior de São Paulo. Atualmente estou casada a exatamente 1 mês e 4 dias com o meu grande Amor Sérgio.
Para explicar como foi o nosso casamento, vou resumir um pouco da nossa história:
Nos conhecemos em 2005, em uma marcha em Brasília, é isso mesmo, brigando por direitos foi que nos encontramos para o amor!! srsrsr. Nesta época eu era super nova tinha 16 anos e ainda estava no ensino médio, já o ilustríssimo (jeito carinhosos que o chamo) estava no segundo ano de Engenharia Civil. Daí vem a primeira dificuldade a superarmos a diferença da idade, pois, meu pai não gostou muito de saber que eu estava de “namorico” com um rapaz oito anos mais velho.

A segunda dificuldade que encontramos foi a distância, pois, e eu em Campinas, mas mesmo assim, continuamos a nos falar por telefone (desculpe pelas contas caras Pai! rsrsr) e por cartas!
Quando encerrei o ensino médio o cursinho popular a qual eu frequentava tinha vinculo com a mesma universidade que ele cursava, e assim, por ironia do destino e Vontade de DEUS, eu consegui uma bolsa para cursar pedagogia lá (a marcha em Brasília valeu a pena duas vezes!). Por fim, estamos juntos a 8 anos, ele morando na cidade de São Paulo e eu em Campinas. Foi por isso, e pelo tempo que resolvemos casar. Ufa demorou mais acabou.

Quando decidimos nos casar não tínhamos (e ainda não temos! rsrsr) grana nenhuma, foi assim, que por intermédio de uma grande amiga que conheci o site Casando sem Grana, que me guiou nos quase dois anos de planejamento.

Foi assim, que decidimos que iriamos confeccionar o máximo de detalhes possíveis (lembranças, decoração e entre outros.) Para tal nós contamos com a ajuda de pessoas que sempre estiveram ao nosso lado. A primeira coisa que decidimos foi o “tema” do casamento que foi Afro, pois, nos conhecemos, através do movimento negro, e decidimos valorizar e deslumbrar mais a nossa cultura. E aí vem um pouco da justificativa da nossa principal dificuldade, o povo negro gosta de ter família grande só o meu marido tem 6 irmãos, ou seja, o número de convidados da nossa lista chegou a 450 pessoas!

Com este número de convidados todos os fornecedores que nós íamos ficavam assutados, e diziam: “ninguém mais faz casamento com tanta gente!”. Mas não tem como chamar uma tia e outra não. Com isso, começamos a nossa jornada de pechinchar, eu tinha problemas com isto, mais é incrível como a palavra casamento encarece as coisas!

Primeira pechincha que barganhamos foi o local da recepção, escolhemos uma chácara que acomodasse os convidados para dois dias, conseguimos fechar a chácara, com as cadeiras mesas, toalhas e forro por R$ 3.300,00 divididos em 3 vezes no CASH (é assim que se escreve?), conseguimos essa barganha porque fechamos em novembro de 2012 (uma anos antes do casório)

Segunda pechincha foi a alimentação, para a quantidade de convidados que tínhamos o melhor foi contratar alguém para cozinhar, achamos um senhor super simpático que tem uma equipe com garçom, recepcionista, segurança, talheres, copos. Conseguimos barganhar por R$ 3.000,00. Assim, nós compramos a comida e ele cozinhou para nós! Essa compra deu em média uns R$ 2.000,00. Se fossemos fechar com algum buffet aqui em Campinas em média é R$ 45,00 por pessoa, iria dar mais de 20.000,00 só em comida.

Terceira foi a decoração, nós fizemos tudo, tanto para a igreja que teve apoio da pastoral até a chácara com o apoio das primas e cunhadas! Com isso, gastamos em média R$ 2.000,00. Para tal, nós fomos na 25 de março, Pedreira, CEASA, até as flores nós compramos e fizemos os arranjos.

Quarta foi as lembranças, para os padrinhos nós fizemos uma caixa de vinho linda que teve um custo de R$ 12,00 cada.

Obrigada mesmo meninas por vcs prestarem este serviço para a sociedade! E de pessoas assim que o mundo precisa, que saem da sua redoma de vidro e se coloca em prontidão a ajudar o (a) próximo (a).”

casamento-economico-africano (105)

casamento-economico-africano (1)

casamento-economico-africano (64)

casamento-economico-africano (69)

casamento-economico-africano (70)

casamento-economico-africano (66)

casamento-economico-africano (65)

casamento-economico-africano (68)

casamento-economico-africano (67)

casamento-economico-africano (86)

casamento-economico-africano (71)

casamento-economico-africano (72)

casamento-economico-africano (73)

casamento-economico-africano (74)

casamento-economico-africano (80)

casamento-economico-africano (81)

casamento-economico-africano (77)

casamento-economico-africano (78)

casamento-economico-africano (79)

casamento-economico-africano (76)

casamento-economico-africano (87)

casamento-economico-africano (75)

casamento-economico-africano (82)

casamento-economico-africano (83)

casamento-economico-africano (84)

casamento-economico-africano (85)

casamento-economico-africano (106)

casamento-economico-africano (89)

casamento-economico-africano (88)

casamento-economico-africano (91)

casamento-economico-africano (92)

casamento-economico-africano (93)

casamento-economico-africano (107)

casamento-economico-africano (95)

casamento-economico-africano (102)

casamento-economico-africano (97)

casamento-economico-africano (96)

casamento-economico-africano (98)

casamento-economico-africano (99)

casamento-economico-africano (103)

casamento-economico-africano (104)

casamento-economico-africano (100)

casamento-economico-africano (101)

casamento-economico-africano (108)

casamento-economico-africano (94)

 

Beijos!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d