Noivado real e econômico | Aline e Diego
Noivado

Noivado real e econômico | Aline e Diego

Vamos mostrar hoje o noivado da Aline e do Diego, que aconteceu em São Paulo. Eles se conheceram pela internet, em um grupo do Facebook, depois a conversa foi ficando mais pessoal, até que o Diego, que é de Brasília, resolveu passar as férias digamos que mais pertinho da Aline. Logo no primeiro encontro já rolou aquele beijo, aquele clima e depois disso eles só foram se apaixonando mais e mais.

No ano novo aconteceu o pedido de casamento (<3) e em um mês eles organizaram o noivado. Foi um almoço pra família e amigos próximos e a decoração foi bem no estilo faça você mesmo, super fofa! Além disso, todo mundo entrou na dança e ajudou a organizar um dia bem especial para os dois!

Vamos ver?

“Olá Sammia e leitoras do CSG.

Conheci o Diego em outubro de 2013 através de um grupo no Facebook, que por sua vez resolveu criar um grupo no Whatsapp. Pois bem, o Diego entrou nesse grupo quando já estávamos bem entrosados e pra ser honesta nem tivemos muito contato, porém, em um dia de outubro eu resolvi sair do grupo do Whatsapp, por motivos técnicos do meu aparelho celular, e no mesmo dia ele puxou assunto comigo no reservado.

Papo vai, papo vem, e em apenas alguns dias ele comprou passagem pra vir a São Paulo (ah, não contei, ele mora em Brasília) passar alguns dias de suas férias que seriam em dezembro, e eu disse que viajaria com ele pra praia, olha a loucura, nem conhecia o rapaz pessoalmente e se quer estava interessada em algo com ele, mas disse que iria. Alguns contratempos aconteceram, nos distanciamos um pouco nesse meio tempo, as conversas já não eram mais constantes, mas eu tinha um carinho enorme pela pessoa dele. Quando chegou a semana dele vir, confirmei horário do voo, local de desembarque e conforme prometido estava lá esperando ele para o levar até a rodoviária onde ele embarcaria pra Ubatuba, litoral norte de SP, pra passar alguns dias de suas férias. Nos conhecemos e no primeiro OI ele me beijou. 

Pra resumir a história, na virada de ano ele veio passar comigo e me pediu em namoro. Aceitei achando que não daria em nada, pois nunca acreditei que relacionamentos à distância pudessem dar certo e até mesmo vingar. Até que chegou a terceira despedida, e na quarta entendi que não daria pra ficar assim por muito tempo, conversamos e percebemos que teríamos que firmar esse compromisso com objetivo de casar e na quinta vez que nos vimos, compramos aliança de noivado.

A princípio não era pra ter absolutamente nada, mas as alianças só seriam entregues uma semana depois da compra e ele já estaria em Brasília e parte da minha família ainda não o conhecia. Depois de muita conversa, e da minha mãe se empolgar com a ideia mais do que eu, resolvemos fazer um almoço, que no fim das contas saiu muito maior do que o planejado, mas aconteceu com ajuda de muita gente, tanto financeira, quanto no quesito de colocar a mão na massa.

Comecei com a lista, que já foi bem grande, visto que só a minha família somou 60 pessoas, mais alguns poucos amigos que totalizou 75 pessoas, e aí veio o primeiro impasse: o local. Chegou até a mim um contato de um espaço na Serra da Cantareira, liguei e fui visitar em um fim de semana e gostei muito, era bem o que eu estava procurando. Um lugar para almoço com cozinha e churrasqueira, além de ser perto de casa, o que ajudaria muito no dia. A diária era R$ 350 até as 18:00hs, mas como extrapolamos esse horário para organizar as coisas e guardar tudo nos carros, paguei R$ 400.

Depois de definido o local, comecei a pensar em uma identidade visual, e junto com meu noivo escolhemos as cores rosa, verde, marrom e bege, a partir disso ele baixou o layout do convite na internet, colocou nosso texto e me mandou o arquivo. Além do convite, o Diego também pegou do mesmo site o tag que colocamos no arranjo de mesa, e o que colocamos em alguns cupcakes que estavam na mesa do bolo. Comprei papel canson creme e fui em uma gráfica pra imprimir tudo. Gastei cerca de R$ 60. Ainda para os convites, comprei dolies na internet de um site de Curitiba, fiz as contas de uma folha por convite, no fim usei apenas meia folha pra cada e sobrou pra fazer os arranjos de mesa. Total gasto de papel rendado: R$ 24.

Decoração: Como o espaço que alugamos tem um arco de metal, resolvi comprar uma tela simples e minha cunhada Flávia (super habilidosa e caprichosa) pintou os nossos nomes e uma moldura. Foi ela que também fez as flores de feltro com estrutura de arame e eu enrolei no arco;

Caminho: Como o próprio nome diz, é um Recanto dos Bambuzais, porque depois de passar por esse arco, tem um caminho cheio de bambus dos dois lados, e para isso eu cortei dezenas de corações rosas de feltro, e com a ajuda do meu amigo, colamos duas fitas de cetim em cada um deles. No dia o Diego e meu irmão caçula amarraram um a um nos bambus, então quem passava por lá, via um monte de coraçõezinhos antes mesmo de chegar ao salão onde foi servido o almoço;

Arranjos de mesas: Comprei vasos solitários em uma lojinha que foi um achado perto do metro Sé, paguei cerca de R$ 2,70 em cada vaso, comprei 12. O outro vaso que tinha em cada mesa era um copo de vidro, daqueles que vem com milho, ervilha, consegui os 12 rapidinho e sem custo nenhum. Fiz toalhas de TNT, comprei por metro na 25 de março, e foi uma pechincha: 0,90 o metro, como ele tem 1,40m de largura, cortei com 1,40 de altura também. Coloquei um doilie no centro e em cima o vaso solitário que passei uma renda e uma fita de cetim com laço e dentro coloquei uma rosa, e o copo de vidro encapado com papel rendado e fitas, com a flor mosquitinho, corações de feltro presos em palito de churrasco e a tag com o nosso nome também fixada em palito de churrasco;

Varal de fotos: Vi a ideia em algum site quando estava pesquisando coisas para o casamento de uma amiga sem se quer imaginar que ficaria noiva tão rápido. Comprei 5 metros de barbante, colei com cola quente em uma estrutura de madeira, e penduramos as fotos com pregadores de madeira que pintei com spray dourado. Além das fotos, penduramos passagens aéreas, bilhetes, cartões que trocamos e deixamos exposta nossa história, porque muitas pessoas que estavam presentes ali ainda nem conheciam o Diego e algumas delas nem sabiam que eu estava namorando;  

Mesa do bolo: Peguei uma toalha de renda que já tinha em casa, coloquei uma toalha de cetim marrom que comprei na 25 de março e minha mãe levou pra loja onde ela trabalha pra fazer a barra, comprei dois vasos na mesma loja que achei os solitários coloquei corações de feltro e flores,  colocamos todo nosso amor e carinho pra fazer 250 docinhos que se dividiam entre brigadeiro, beijinho, bicho de pé e mousse de limão. Colei lacinhos em todas as colheres e colocamos doilies para organizar os doces. O bolo eu encomendei com uma moça que foi uma indicação e que hoje já sou cliente. Ela cobra R$ 20 o quilo e faz do jeito que a pessoa pede. Também tinha uns mini cupcakes que comprei sem recheio na Bauducco e no dia colocamos uma pasta de nozes em cima e bandeirinhas com a palavra LOVE coladas em palitos de dente. O topo de bolo foi eu quem fiz, a princípio queria que fosse um de biscuit que vi na internet, mas como não sabia fazer, inventei esse de feltro que por fim combinou muito com tudo.

Também coloquei a mão na massa na cortina de corações, os dedos doeram pra cortar, queimaram ao colar com cola quente, passei a tarde inteira fazendo, mas com a ajuda da minha amiga Lais, a cortina ficou linda e fez um fundo bem legal;

Flores: Confesso que acho flor um item muito caro, e não queria investir muito nisso, por isso decidi usar somente rosas e mosquitinhos. Gastei a bagatela de R$ 66;

Lembrancinha: Queria algo simples, barato e bonito, e pesquisando na internet vi um pregador de noivinhos, personalizei, ficou a nossa cara e todo mundo se encantou.

Na decoração gastamos em média de R$ 500 contando com tudo, tudo mesmo… para esse valor tive ajuda em forma de presente da minha cunhada Flávia e do meu bolso gastei somente R$ 200. Também tivemos que fazer a locação de cadeiras e mesas. Achei fornecedores em conta em SP, mas todos cobravam frente pra Serra e no fim compensou mais fazermos a locação com uma pessoa que morava lá perto, e gastamos R$ 166.

Com a comida eu não gastei nada, minha mãe se comprometeu a pagar, depois meu irmão do meio disse que ia ajudar, o caçula disse que também não queria ficar de fora, uma tia me deu dinheiro ao invés de presente, a outra dividiu a conta do mercado com a minha mãe, meu tio mais velho levou uma melancia e pavês doces, outro emprestou todos os talheres e pratos usados no dia e também ficou na churrasqueira… enfim, foi muito empenho de todos no dia, foi tudo muito, muito lindo e emocionante.

No momento do noivado uma tia muito querida leu uma palavra e nos abençoou, o Diego contou um pouco o motivo de estarmos ali e eu, claro, chorei… é muito emocionante lembrar de todo amor que recebemos através de palavras, gestos, presentes, abraços, sorrisos e lágrimas. Foi um dia lindo e mágico, e se o nosso casamento for igual ao noivado já estarei muito feliz.

Além de todo esse amor, esse dia também ficou marcado porque foi o último almoço da minha avó paterna conosco, ela veio a falecer 5 dias depois e esse depoimento é pra inspirar noivas que assim como eu tem um grande amor, o sonho de casar, a grana curta, pessoas por quem vale a pena partilhar um momento desse e acima de tudo um incentivo pra quem está na dúvida de economizar no noivado pra juntar pro casório. Não sei qual é seu plano, seu sonho, seu ideal de noivado, mas se você tem vontade, faça! Tive muitas crises com meu noivo nesse um mês, e até aproveito pra pedir desculpas publicamente por tudo, mas muita coisa aconteceu que me fez querer desistir, economizar esse dinheiro, algumas pessoas tentaram estragar esse momento, mas muitas mais contribuíram para que o mesmo acontecesse, e pude ter em fotos (que aliás, são crédito da minha amada prima-irmã Camila, que nos deu de presente) a imagem da minha avó sorrindo nessa festa que preparamos com tanto carinho, e que ela fez questão de sair falando pra todo mundo o quanto eu era caprichosa.

Acreditem meninas, o amor é essencial, o resto acontece como tem que ser.

Beijos a todas!”
noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (1)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (2)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (3)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (4)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (6)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (5)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (23)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (25)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (24)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (7)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (8)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (9)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (10)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (11)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (12)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (13)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (14)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (15)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (16)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (17)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (18)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (19)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (20)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (21)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (22)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (28)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (29)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (30)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (26)

noivado-economico-sao-paulo-faca-voce-mesmo-rosa-e-azul (27)

fornecedores

Bolo: Zo (11) 99971-7698 | Espaço: Recanto dos Bambuzais (11) 4442-4917

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d