Casamento real e econômico | Priscila e Gustavo
HISTÓRIAS REAIS MINAS GERAIS

Casamento real e econômico | Priscila e Gustavo

Priscila e Gustavo se conheceram em 2012, e no ano seguinte ele a pediu em casamento. Claro que ela aceitou!
Gastando pouco e com a ajuda de amigos e família eles conseguiram realizar um casamento maravilhoso em Oliveira – MG. Ah, como ela queria economizar o máximo possível colocou a mão na massa para fazer algumas coisas.
Vem ler!


“Meu nome é Priscila, sou jornalista e moro em Passos-MG. Estou aqui para contar minha história de amor com o Gustavo, meu marido lindo. Nós nos casamos em 18 de outubro de 2014 em minha cidade natal, Oliveira-MG, que fica quase 300 km de onde moramos. Por isso, organizar nosso casamento foi um grande desafio.

Nós nos conhecemos em 2012, quando eu trabalhava em uma afiliada da Rede Minas como repórter em Formiga – MG. Já ele, trabalhava na prefeitura e frequentemente a gente fazia matérias sobre algum projeto do setor dele. Eu já o achava bonito e inteligente, mas na época ele namorava e deixei quieto. Um tempo depois nós nos encontramos em uma festa e ficamos. Mas ele iria mudar para Passos na outra semana.

Fiquei meio triste, achei que não teríamos futuro, mas me surpreendi. Ele se mostrou um grande companheiro, muito amoroso e leal. Três meses depois, eu me mudei para Passos também e ficamos mais próximos. Mas pouco tempo depois, eu perdi o emprego e então começamos a lutar novamente. Graças a Deus, consegui outro trabalho e pude continuar em Passos.

No Natal de 2013 ele me pediu em casamento em uma cerimônia linda na casa dos pais dele em Medeiros – MG. Nesta época, estávamos passando por um momento muito difícil, pois meu pai tinha acabado de fazer uma cirurgia. Ele estava se recuperando bem, mas pouco tempo depois do nosso noivado teve que ser internado novamente, chegou a ficar no CTI e passou por mais duas cirurgias. Durante toda a organização do casamento, convivi com a incerteza de ter ou não meu pai ao meu lado, de ter que cancelar o casamento. Mas Deus é grande e nos proporcionou a vitória de ver meu pai entrar na igreja comigo esbanjando saúde.

Bom, além deste desafio, tínhamos que pagar as coisas do casamento. Como a princípio cada um morava em uma casa, tinha despesas com aluguel, alimentação, entre outras coisas, não sobrava muito dinheiro para o casamento. Em maio de 2014 recebi uma promoção no trabalho que me ajudou muito a concretizar este sonho. Também coloquei a mão na massa, com ideias do Casando sem Grana. Nossos pais também nos ajudaram financeiramente, além de padrinhos e convidados que preferiram dar o presente em dinheiro. Todos foram muito importantes nesta etapa.

Vestido de casamento: Sabe aquela história de que, quando você encontrar o vestido certo, vai saber qual é? Então, foi o meu caso. Experimentei o meu e não quis outro. O aluguel foi R$ 1.800. O terno do noivo também foi alugado, por R$ 250 e o terno do meu pai e do meu irmão saíram de graça.

Decoração: Pagamos R$ 880 pela decoração da igreja, meu buquê e cerimonial. Depois acabei contratando a decoração das mesas da recepção com a mesma empresa por R$ 290.

Buquê das damas: Fiz o buquê de marshmallow aqui do Casando sem Grana para as três damas, gastei cerca de R$50 e ainda sobrou muito marshmallow.

Convites: Escolhemos um modelo simples, que ficou R$ 400 para 300 convites. Fechamos com a gráfica e ganhamos muitos brindes como convites para a recepção, lembrancinhas para colocar no carro, etc.

Local da recepção: Conseguimos um sítio lindo, estilo colonial, por apenas R$ 650 o final de semana.

Fotos: Ficou em R$ 1.150 o álbum com 40 fotos e um CD com todas as imagens do casamento.

Vídeo: Ainda não vimos, rs. Ficou em R$ 790.

Comes e Bebes: Conseguimos um buffet com jantar e bolo para 150 pessoas, além de café da manhã para 50 pessoas por R$ 2.100. Alguns convidados iriam dormir no sítio, por isso pedimos o café para o outro dia. O valor inclui ainda o serviço dos garçons.

Bebidas: Fechamos as bebidas por R$ 900, cerveja e refrigerante.

Churrasco: O churrasqueiro cobrou R$ 200 pelo serviço. As carnes ficaram em R$ 900.

Maquiagem da noiva: Decidi fechar com o salão apenas para o dia do casamento e ficou em R$ 350 para minha mãe e eu. No ensaio externo, ganhei de presente a make e o cabelo de uma amiga querida, a Mardilene, esposa do meu padrinho de batismo.

Músicas da Igreja: Meu padrinho faz parte de uma banda e conseguiu um super desconto pra gente. Ficarei eternamente grata. Eles arrasaram e tudo saiu melhor do que eu esperava.

Banda: Meu pai e os amigos cantaram no meu casamento e eu fiquei muito feliz com isso. Mesmo não sendo a mais fã de sertanejo do mundo, rs, ver meu pai feliz e cantando não teve preço mesmo.

Ah, no sítio usei pompons de papel crepom que aprendi no Casando sem Grana também. Tivemos ainda muitas despesas com o casamento civil (que foi junto com o casamento religioso) além das documentações e transferências, já que tivemos que abrir o processo do casamento em Passos.

O que deu errado: Bom, nem tudo são flores em uma cerimônia de casamento. O buffet não serviu o jantar no horário estipulado, o que me deixou bastante nervosa. Outra coisa ruim foi que a água acabou no sítio onde foi a recepção e foi um Deus nos acuda. Também senti falta de ter um cerimonial na recepção, pois isso me liberaria para curtir mais a festa.

De qualquer maneira foi tudo mais do que maravilhoso. Reencontrei amigos queridos da faculdade que não via há anos, reunimos pessoas que são muito queridas por nós. No final das contas, meu conselho para as noivinhas é que se lembrem a todo momento que o motivo do casamento é o amor entre você e seu par. Muitas vezes, na correria de orçamentos, de prazos, de tudo, esquecemos que o amor é o mais importante e a razão de todos estes preparativos. E coloquem Deus em tudo. No mais é isso. Sucesso, saúde e paz .”

Beijos!

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Casamento real e econômico Priscila e Gustavo

Fornecedores

Vestido de noiva: Casa das Noivas (37) 3331-1088 | Decoração: D’Flores Cerimonial (37)3331-1544 Facebook:
Fotos: Real Gold (37) 3331-4142 | Filmagem: Geraldo Lins (37) 3331-3746 | Cabelo e make da noiva para o casamento: Salão da Zezé (37)3332-7492 e (37)9909-5824 | Cabelo e make da noiva para o ensaio: Marcos Rezende | Bebidas: Adega Minas Gerais | Músicas igreja: Vox Amoris

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d