História real | O casamento da Juliana e do Lucio | Casando sem Grana
RIO DE JANEIRO

História real | O casamento da Juliana e do Lucio

Pode um casamento com 600 convidados, no Rio de Janeiro, ser econômico? O casamento da Juliana e do Lucio da história real de hoje foi e o grande segredo do sucesso foi MUITA mão na massa e reutilização/reciclagem de muitos itens. O resultado é surpreendente e com certeza merece sua atenção!

“Eu e o (agora) maridão nos conhecemos desde sempre. Já chamava a tia dele de tia, porque ela me dava aula desde a EBD maternal da igreja. Mas a gente quase não se falava. Ele lembra de historias antigas de quando eu tinha uns 8 anos, pois já era apaixonado por mim. Quando eu estava com 14 anos e ele 16, percebeu que os meninos estavam de olho em mim e começou O plano para me conquistar. Aprendeu a tocar violão em um mês pra ter mais proximidade comigo, que já tocava teclado na igreja com o irmão dele. Começou a se aproximar mais da galera, indo em tudo quanto era saída em que eu ia da igreja e negava que gostava de mim pra todos, hahaha.
Até que um dia se declarou pra mim numa viagem. Depois de muito papo, meu pai não deixar namorar em casa, muito papo, namorar sem ser em casa mas com a permissão dos pais, pedir pela segunda vez e finalmente meus pais deixarem namorar em casa, eu jogar essa história de casar no ar, ele adorar a ideia, noivar com 6 anos de história em Julho, casamos no dia 12/12/15 (ufaa!).

Nesses preparativos do casamento nos assustamos muito com os orçamentos e lista de convidados (mais de 600 pessoas), quase desistimos algumas vezes da festa. Mas como era sonho, passei muito tempo lendo os casamentos reais e formas de economizar nos tutoriais aqui do Casando sem Grana, fomos à luta.

Uns 10 meses antes consegui encontrar o vestido dos sonhos. Simples, elegante, não muito bufante e na risca do valor que tínhamos pensado. Ficava horas entre procurar orçamentos, fazer os trabalhos da faculdade e ajudar o noivo na reforma da nossa casinha (que alias eu projetei todos os detalhes, já que estou me formando em design de interiores).

Depois de uns 30 orçamentos de foto encontrei o Renique e o Wallace e me encantei com as fotos e a visão deles (e o preço chorando cabia no bolso). Pedi pro meu irmão (e padrinho) a filmagem e ele deu chorando, haha. Meus pais ajudaram nas despesas do Buffet (e mais mil outras coisas). Nós íamos contratar cozinheiras, mas as irmãs da igreja que sempre estão lá fazendo comidinhas gostosas, queriam muito cozinhar pra gente. Então ganhamos esse presentão e de quebra ainda doces de mamão e abóbora. Também rolou brigadeiro e bem casados (que minhas tias deram).

Making of fiz com minha mãe e minha madrinha/amiga mais antiga, a Laura. Make e penteado com amigas de longa data, Joyce e Jack, que nos deixaram gatonas e animadas pra festa.

Fizemos o First Look. Que momento perfeito! Ele chorando emocionado me vendo, nosso sonho se realizando. Conversamos um pouquinho, oramos, nos abraçamos forte.Também tentei fazer o first look com meu pai, mas ele ficou espiando antes o tempo todo, então não foi exatamente um first look, mas um First Hug, hahaha. Recomendo a todos pensarem em ter esse momento. lembrando que não é sessão de fotos: é um momento dos noivos que deve ser registrado à distancia e sem interferências.

Na cerimônia entramos com pai num braço e mãe no outro. Afinal, os dois são especiais demais pra não estarem no nosso lado. Achamos que meu pai ia ter que ser apoiado, pois ele fraturou o pé na manhã do casamento, arrumando o tapete da igreja. Mas ele tirou a botinha, largou a muleta e aguentou a dor durante a cerimônia. Pai guerreiro! Detalhe: a mensagem foi feita pelo meu PAIstor (sim meu pai e pastor, hahaha). Muitas risadas, emoção e implicâncias com meu irmão (alguém solteira ai pra desencalhar ele?)

Eu e o amor da minha vida cantamos a musica “Quando Deus criou você”, do Leonardo Gonçalves, e surpreendemos quem não sabia que o Lucio canta muito bem.

Vamos aos tutoriais:

  • Convite eu fiz a arte, mandei pra gráfica 360 imprimir, fiz as TAGs e prendi os convites. Os individuais fiz a arte com minha mãe e imprimimos em foto 10×15 (economizamos bastante). Ficou do jeitinho que queríamos e com o desenho lindinho de nós dois.
  • Buquês de perola e botões (para a daminha mais fofa do universo) com direito a arame de motor de maquina de lavar. Ambos feitos pela noiva, com ajudinha do noivo e da minha mãe.
  • Lapela do noivo pra combinar com meu buquê
  • Tapete: Eu e mamãe de novo juntas, duas semanas antes do casamento desenhando e pintando o tecido pra ficar lindinho com o texto de 1 Coríntios 13 (Eu queria por que queria ele).
  • Ornamentação da cerimônia: Mamis, tia Isabel e Solange, na noite anterior ao dia do casamento, arrumaram tudo do jeitinho que sonhei: orquídeas naturais nos vasinhos presos aos bancos, ramos nos bancos, no púlpito a coluna com uma cascata de orquídeas (Depois vendemos as orquídeas e recuperamos uma parte da grana).
  • Case com guitarra levando as alianças: Essa foi a primeira coisa comprada, mais de um ano antes do casamento. Tinha que ter música nessa história.
  • Painel de quadro negro que eu, minha mãe e a Carla (minha cerimonialista) fizemos na semana anterior do casamento. Foi tecido e giz de cera (daqueles de criança) para riscar. Ai foi uma economia de uns 400 reais.
  • O bolo eu queria fazer e cismei que ia dar certo. Quase desisti e joguei fora umas duas vezes de tão difícil que foi. Mas no fim, com a ajuda da Tia Roseli, ficou do jeitinho exato que eu queria (com isopor, biscuit e com orquídeas naturais para tapar os defeitinhos).
  • Topo de bolo do Aliexpress (29 dilmas).
  • A decoração da recepção também foi invenção minha e minha tia Isabel e uma equipe da igreja montaram.
  • Toalhas da mesa: minha mãe comprou o tecido na cor que eu queria e mandou pra costureira.
  • Flores foram compradas no CEASA do Rio e economizamos bastante.

Para “jogar o buquê” usamos fitas. Foi muito divertido. E fiz uma bomba para dar pro namorado da sortuda. Tinham dois bombons dentro.

Ganhamos de presente música ao vivo. A galera da igreja levou os instrumentos e cantaram ao vivo e ainda fizeram a gente tocar e cantar junto. No domingo ainda fizemos o Trash the Dress numa fazenda pertinho de casa. Imagina que fotos lindas de morrer com carinha de apaixonados?!

História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana
História real do casamento da juliana e do Lúcio no Rio de Janeiro para 600 convidados Casando sem Grana

FORNECEDORES
Fotografia – Ranique Alves | Vídeo – Casual Produções | Embalagem dos bem casados – Raquel Camargos |

[176171]
[176171]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d