Início » Casamento real e econômico | Laís e Henrique

Casamento real e econômico | Laís e Henrique

Para quem gosta de um casamento real, o de hoje veio com o seguinte título: Casando com R$ 6mil e um ligamento rompido duas semanas antes!”

Se além da grana curta você está enfrentando problemas antes do dia do seu casamento, você verá hoje que não está sozinha neste mundão. Vamos a história da Laís 🙂

***

“Minhas duas dicas básicas para gastar pouco com o casamento são:

– Ter muitos ajudantes (para ajudar com comida e decoração, por exemplo)
– Alugar um salão que não exija economato, ou seja, que você possa levar comida e bebida de fora.

Eu e o Henrique estamos indo morar a Espanha daqui um mês e decidimos fazer uma festa de despedida-casamento. Não somos NADA tradicionais, então, não gastamos com convite e quem fez a cerimônia foi a vó do noivo.  A única coisa que organizamos bem antes foi a busca pelo Salão da Festa. Somos de Porto Alegre, mas encontramos um sítio em Viamão por R$1100,00 que tinha um deck e um salão de festas.

Três semanas antes do casamento saí do meu emprego para começar a organizar as coisas e rompi o tornozelo no 3o dia! Então, seja o que for que você esteja passando nesse momento…se eu consegui, acredite, você também vai conseguir.

Nós contratamos um músico que tocava gaita de boca e um amigo do Henrique tocou violão.


Recebemos os convidados na frente do salão e servimos um clericot. Como eu disse, não somos nada tradicionais, então eu já estava lá com o noivo e minha família, recepcionando os convidados, ouvindo um blues. Ficou descontraído, leve…sem protocolos.

Os músicos levaram os convidados até o deck e lá fizemos uma cerimônia de 10min. Como não havia papel, a unica coisa que caracterizou as madrinhas foi que cada uma estava com uma parte do meu buquê.



Alguns meses antes comecei a juntar garrafas escuras e decorá-las com gliter e fita mimosa. Juntei algumas transparentes também.
Gastei R$150,00 com flores


E aqui começam os ajudantes: Tenho uma tia que fez TUDO com as flores (tanto as do salão, quanto as do deck). Tenho outra tia que começou a costurar corações com tecido e enchimento para pendurarmos no salão.


Quando estava de pé enfaixado, costurei uns móbiles que foram pendurados no deck. Gastei só com as fitas e as argolas e deu uma preenchida no ambiente.

Então, no salão, haviam esses corações pendurados, garrafas com flores em baixo, e garrafas com velas no andar de cima. Bem simples mesmo. Ficou lindo e barato porque, realmente, minhas duas tias lindas não cobraram nada. Fizeram apenas por amor! Um dia antes alguns familiares meus e do noivo ajudaram com o salão e no dia quem montou o deck também foram nossos parentes.

Em relação a comida, nós servimos apenas petiscos, mas todo mundo comeu muito bem:

Pão árabe (do restaurante Al Nur)
Torradinhas (da Sanduicheria Primavera)
Pastas (de gorgonzola e tomates secos, que nós mesmos fizemos)
Kibes (que outro tio meu, que cozinha muito bem, temperou e nós congelamos para serem fritos na hora)
File (compramos 10kg já picados para serem fritos)
Barquetes com fios de ovos

Acreditem: Deu um pouco mais de R$1000 essas compras.

O bolo e os docinhos nós ganhamos na minha sogra (eram brigadeiros, doces de nozes e de ovos moles).


O som nós alugamos, mas foi um primo meu que instalou e nós fizemos a playlist e deixamos tocar sozinho. Ou seja, economizamos no Dj e no técnico de som. Fiz meu vestido em uma semana, pois deixei para a última hora e com o pé enfaixado acabei me dando mal. A mulher fez milagre. Indico muito para quem é de Porto Alegre!!!

A festa foi linda, e depois que eu joguei o buquê, o Henrique fez uma surpresa: tocou violão pra mim, na frente de todo mundo.
Uma música linda, chamada ‘Pra Sonhar’ do Marcelo Jeneci. (vejam o clipe, sério! )


O importante de tudo é que todo mundo pegou junto, meus pais, os pais dele, os irmãos da minha mãe, meus primos…
Agora que estamos indo morar fora, foi lindo reascender o valor da família, da generosidade, do amor. Na hora do brinde foi isso que falamos: que as pessoas se doam quando elas amam. E que nosso brinde era a todo o tipo de amor que tinha feito aquela festa acontecer.”

Se eu esqueci de algo me perguntem!!

Todas minhas inspirações fui guardando no Pinterest, confiram

pinterest.com/laisrp/wedding

Fornecedores

Sítio – Trilha do Sol | Distribuidora de cerveja – JG Bebidas (51) 3459-4602 /9928-8933 | Música – Martins Som (51) 3336 4601 | Toalhas, capas de cadeiras, taças e afins – Art Puffes | Costureira – Rosa Betá (51) 33174838

Beijos!

 

Sobre o Autor

Sammia

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Rede Casando sem Grana

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d