Início » Faça você mesmo meu amor | Reaproveitando embalagens de Comida

Faça você mesmo meu amor | Reaproveitando embalagens de Comida

Reaproveitando

Sabe de uma coisa, eu ando muito preocupada, esse nosso planeta está pedindo socorro e não é de hoje! Ah! Como eu fico MUITO, mas muito chateada e BRAVA quando vejo lixo na rua, tenho pavor de “gente” que joga papel, plástico e latas no chão! E a cada dia que passa, eu tenho a plena convicção de que fazemos pouquíssimo para ajudar a melhorar o lugar onde vivemos. SOMOS EXTREMAMENTE ACOMODADOS.


Aqui em casa implantamos o processo de reciclagem desde a época da minha 5ª série do ensino fundamental (e olha que faz tempo isso, já estou terminando a Pós-Graduação – Estou Idosa), lembro-me que a professora de Ciências fez uma reunião de pais para conscientizá-los e desde então, aqui em casa o lixo reciclado são sacos gigantescos e o orgânico é uma sacolinha de supermercado. A prefeitura de Pindamonhangaba, interior de SP (Sim, essa é a minha cidade) investe muito em reciclagem, aliás, somos a capital brasileira de reciclagem de latinhas com as maiores indústrias de beneficiamento de alumínio do Brasil. Sem contar os caminhões que recolhem nosso lixo e o óleo de cozinha na porta da nossa casa. Quer dizer, aqui não temos desculpas para não reciclar! Eu não sei como é aí na sua cidade, mas mesmo que não seja assim, dá para ter atitudes mais sustentáveis e fazer a diferença para o mundo. PENSE: Qual é o mundo que queremos entregar para nossos filhos?

Bem, Se os processos de reciclagem não são tão eficazes quanto deveriam, o lance é não deixar o “lixo sair de casa”. Partindo desse ponto de vista e através das minhas aulas de cozinha, fico observando o tanto de embalagens de comida que jogamos no lixo e que poderiam se transformar em alguma coisa útil. ENTENDAM, NÃO ESTOU FALANDO DE ENCHER A SUA CASA DE TRANQUEIRAS. Quero dizer que com um pouco de criatividade podemos fazer inúmeras coisas e até decorar nossos Noivados, Chás e Casamentos com objetos que iam para o lixo. SABE AQUELA HISTÓRIA DO LIXO AO LUXO … é bem isso mesmo.

E para quem pensa que é cafona, brega ou similares, usar esse tipo de material, dá só uma olhadinha nessas fotos que eu tirei do Pinterest e do Google, depois nós conversamos:

Caixinhas de Leite

Caixinhas de Ovos

Latinhas de leite condensado, achocolatado e leite em pó.

Garrafas PET

Vidros de Palmito ou Compoteiras + Torneira + Vidraceiro

Potes de Sorvete

Potes de Requeijão e Margarina

Latinhas de Molho de Tomate

Canos de papelão do papel toalha, papel filme ou papel alumínio.

Filtros de Café

E ai, o que achou? Você pode ter lido tudinho o texto lá de cima, ter dado uma olhadinha nas imagens, e deve ter pensado:

Pergunta: Gabi, mas como é que eu faço para juntar tudo isso?

Resposta: Meninas, eu sou cara de pau, então se eu fosse você, eu também seria… rsrsrsrsrs … eu não iria pensar duas vezes em pedir para a sogra, tia, vizinha, amiga, na padaria, no mercado, na doceria, em todos os lugares onde possam existir sobras desses materiais. Você acha que alguém vai dizer NÃO PARA VOCÊ?, e digo mais, é um favor que você está fazendo para eles e para a Natureza!

Espero que esse post funcione para colocar um grilinho atrás da orelha de cada uma de vocês, e que despertemos para um mundo que precisa de pessoas e escolhas mais conscientes, criativas e capazes de fazer o melhor uso dos recursos que possuem.

Escreve para mim vai … mas não use papel não, mande por e-mail, que é mais ecológico … rs

gabi@casandosemgrana.com.br

Um beijão! Até semana que vem!

Sobre o Autor

Gabi Gasparin

Gabriela Gasparin é chefe de cozinha, pós graduanda na área de educação e professora na área de gastronomia.

Rede Casando sem Grana

Buscar Fornecedor